Ao ser indagada sobre sua vida sexual, relata que há três anos namora Eric, seu colega de turma, ...

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Ao ser indagada sobre sua vida sexual, relata que há três anos namora Eric, seu colega de turma, e que sempre usam camisinha nas relações sexuais. O médico solícita uma série de exames complementares (Hemograma, VHS, PPD e monoteste). Os resultados dos exames foram negativos e as queixas persistiram. Ele então pede outros exames: sorologia para toxoplasmose e parecer do cirurgião para realização de biopsia ganglionar. (1) por Mind Map: Ao ser indagada sobre sua vida sexual, relata que há três anos namora Eric, seu colega de turma, e que sempre   usam camisinha nas relações sexuais. O médico solícita uma série de exames complementares (Hemograma, VHS, PPD   e monoteste). Os resultados dos exames foram negativos e as queixas persistiram. Ele então pede outros exames:   sorologia para toxoplasmose e parecer do cirurgião para realização de biopsia ganglionar. (1)

1. Ouvir a paciente atentamente, afim de que compreenda o que lhe motivou a buscar o exame de HIV

2. PROBLEMAS

2.1. 1) Adenomegalia cervical e submandibular

2.2. 2) Infecção das Vias Aéreas superiores repetitivas.

2.3. 3) Suspeita de HIV e o profissional negligenciar o ato de realizar o procedimento.

3. AÇÕES DO ENFERMEIRO

3.1. Realizar acolhimento desta jovem:

3.2. Solicitar/realizar teste anti-HIV

3.3. Esclarecer as dúvidas da paciente

3.4. Notificar ao Setor de Epidemiologia

3.5. Orientar quanto aos sinais e sintomas do HIV, tais como:

3.5.1. Febre

3.5.1.1. Emagrecimento

3.5.1.1.1. Sudorese noturna

3.6. Realizar exame ginecológico

3.7. Solicitar a presença do parceiro na próxima consulta

4. Teresa, uma jovem de 22 anos, estudante do segundo período da Faculdade de Comunicação, vem à unidade de saúde com queixas de resfriados freqüentes, dor de garganta e "caroços" no pescoço. No exame físico apresenta-se em bom estado geral, corada, com gânglios palpáveis na região cervical e submandibular, móveis, indolores, de consistência elástica com diâmetro variando de 1 a 2,5 cm. O exame de orofaringe revela amígdalas hipertrofiadas com discreta hiperemia.

5. Teresa pergunta se não seria necessário fazer um teste de HIV. O médico descarta a necessidade pois, pela anamnese que realizou, não há indicação para tal, uma vez que ela não se enquadra em nenhum grupo de risco.

6. O QUE PODEMOS IDENTIFICAR?

7. O QUE PODEMOS FAZER AJUDAR A TERESA?

8. DESSA FORMA O MEMBRO DA EQUIPE DE SAÚDE, PROFISSIONAL ENFERMEIRO, PODERÁ AJUDAR A JOVEM EM RESTABELECER A SUA SAÚDE! ENTRETANTO TODA EQUIPE DEVE RESGUARDAR O SIGILO ACERCA DA PACIENTE.