As alterações neuropsicólogia do adulto tardio- alterações típicas do envelhecimento

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
As alterações neuropsicólogia do adulto tardio- alterações típicas do envelhecimento por Mind Map: As alterações neuropsicólogia do adulto tardio- alterações típicas do envelhecimento

1. Habilidades como processamento mental e o raciocínio abstrato podem declinar com a idade, mas outras tendem a melhorar na vida adulta

1.1. A habilidade do processamento mental pode se previnir, não é algo inevitável.

2. -

3. A inteligência elevadas na infância, prever os níveis de funcionamento e a probabilidade da haver declínios ou não na velhice.

4. As alterações cognitivas são formadas pelas alterações anteriores.

5. Adultos mais velhos resolvem problemas práticos com mais eficácia se eles tiverem relevância emocional.

6. Estudo de Seattle

6.1. Alguns declínios em habilidades verbais e raciocínio começam a aparecer com indivíduos de 80 e outros com 40.

6.2. Foram mostrado no estudo

6.2.1. Os homens com baixos níveis educacionais e insatisfeito pela realização da vida, são mais propensos a ter declínios.

6.2.2. Os homens com boa qualidade de vida( exercício físico, boa alimentação) tem a menor probabilidade de apresentar alguma demência.

7. A velocidade de processamento é uma das primeiras habilidades a declinar.

7.1. Não é inevitável que adultos mais velhos apresentam declínios em atividades diárias.

8. Memória

8.1. A falta de memória e considerado um sinal do envelhecimento. Esse sistema e classificados como curto e longo prazo.

8.1.1. Curto prazo: memória sensorialque se mantém com a idade enquanto a memória de trabalho diminui gradualmente.

8.1.1.1. Tarefas que exige repetição mostra pouco declínio. E outras como reorganização mostra maior queda.

8.1.1.2. Novo Tópico

8.1.2. Longo prazo: memória episódica ( acontecimentos específicos), semântica (conhecimento e fatos históricos), procedimento ( habilidades motoras).

8.1.3. Alguns sistema de memória declinam pelas alterações neurológicas.

9. Sabedoria

9.1. Habilidades cognitivas definida como:

9.1.1. Amplitude excepcional e profundo conhecimento de vida e assuntos humanos e julgamento reflexivo sobre a aplicação desse conhecimento.