Correlação entre as variadas formas de agressão e a saúde mental de crianças vitimizadas

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Correlação entre as variadas formas de agressão e a saúde mental de crianças vitimizadas por Mind Map: Correlação entre as variadas formas de agressão e a saúde mental de crianças vitimizadas

1. Formas de maus tratos: físicos e emocionais, abuso sexual, descuido ou negligência, exploração comercial ou de outro tipo.

2. Violência familiar: maus tratos e abusos que ocorrem no contexto, nas inter-relações, sendo uma forma de comunicação familiar.

3. Violência escolar: agressões presentes na escola e cometidas por funcionários, professores contra os alunos e destes entre si.

3.1. Essas formas de violência não ocorrem de forma isolada, são normalmente correlacionadas, tanto simultaneamente quanto ao longo do desenvolvimento.

4. Violência comunitária: ambiente dos bairros, próximos às moradias e também inclui as violências que ocorrem na escola.

5. Nas crianças e adolescentes, as consequências podem estar relacionadas ao abandono da escola, baixo rendimento na aprendizagem, à ideação suicida e mesmo a comportamentos violentos.

6. Para a criança e adolescente, tanto o testemunho quanto quanto a real vitimização de situações violentas podem afetar sua emoção e afeto, sua emoção e a percepção do mundo em que vive

6.1. A intensidade e o histórico de vitimizações, o tipo de relação existente, o contexto no qual a situação violenta ocorre. as características individuais deles e dos cuidadores são fatores que conformam o prejuízo da violência sobre sua saúde fisica e mental

7. Principais grupos diagnósticos na psiquiatria infantil:

7.1. a) desordens emocionais (ex: depressão, ansiedade, desordens obsessivo-compulsivas e somatização

7.2. b) desordens de comportamento desruptivo (ex: conduta desafiadora excessiva e transtornos de conduta-agressividade a pessoas e animais e comportamento transgressor.

7.3. c) transtornos do desenvolvimento (ex: problemas de aprendizagem, ordens autistas, enurese e encorprese

8. A quantidade ou qualidade de eventos de vida negativos provenientes da família vem sendo apontada como particularmente prejudicial ao desenvolvimento infantil, sendo fator predisponente a problemas de comportamentos

9. Um levantamento realizado pela OMS no mundo todo mostra escassez de recursos para se promover saúde mental infantil é de várias ordens: econômica, humana, fragilidades nos serviços de atendimento, falta de programas de capacitação e de políticas de saúde mental específicas para essa faixa etária.

9.1. A construção de uma política de saúde mental voltada para a criança e o adolescente continua sendo um dos maiores desafios do setor. O trabalho inter-setorial faz -se imprescindivel para a inclusão e construção dos encaminhamentos para uma rede de cuidados e proteção, reservando-se o papel de cada um e da família, em especial