Leishmaniose Tegumentar Americana

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Leishmaniose Tegumentar Americana por Mind Map: Leishmaniose Tegumentar Americana

1. Diferenças entre Leishmaniose visceral e tegumentar

1.1. Depende da espécie do protozoário. Tropismo por órgãos específicos.

1.2. L. guyanesis, brasiliensis e amazonesis são os principais causadores de LTA no Brasil

1.3. Leishmania infatum ou donovani causam a forma visceral

2. Manifestações

2.1. Visceral : ESPLENOMEGALIA, FEBRE, HEPATOMEGALIA, ANEMIA, DOR, EDEMA E AUMENTO DOS LINFONODOS

2.2. TEGUMENTAR: FERIDAS CUTÂNEAS OU COMPROMETIMENTO DA MUCOSA NASAL

3. Diagnóstico diferencial

3.1. úlceras traumáticas, úlceras de estase, úlcera tropical, úlceras de membros inferiores por anemia falciforme, piodermites, paracoccidioidomicose, esporotricose, cromomicose, neoplasias cutâneas, sífilis e tuberculose cutânea

4. CICLO

4.1. PICADA PELA FÊMEA, LUTZOMYA, REPASSA FORMAS PROMASTIGOTAS PARA VERTEBRADOS

4.2. ESPÉCIES PROMASTIGOTAS INVADEM CÉLULAS DO SISTEMA FAGOCÍTICO MONONUCLEAR

4.3. PROMASTIGOTAS SE TORNAM AMASTIGOTAS

4.4. MECANISMO DE DEFESA DO PROTOZOÁRIO ENVOLVE LPG, SISTEMA DO COMPLEMENTO E TIPO DE RESPOSTA CELULAR

4.5. FORMA AMASTIGOTA SAI DAS CÉLULAS PARA CORRENTE SANGUPINEA

4.6. FORMA AMASTIGOTA NO SANGUE INVADE OUTRAS CÉLULAS E É REPASSADA PARA O PHLEBOTOMÍNEO

5. FISIOPATOLOGIA

5.1. INVASÃO DO SMF

5.2. FACILITAÇÃO PELO COMPLEMENTO

5.3. ATRAÇÃO DE MACRÓFAGOS PELO MAXIDILAN

5.4. ESPÉCIES REATIVAS DE OXIGÊNIO

6. EPIDEMIOLOGIA

6.1. DOENÇA IMPORTANTE NO BRASIL E NO MUNDO COM 1,5 MILHÕES DE CASOS NOVOS POR ANO

6.2. ENTRE AS SEIS DOENÇAS MAIS IMPORTANTES DO MUNDO SEGUNDO OMS

6.3. NO BRASIL PREVALESCE NA REGIÃO DA AMAZÔNIA MAS TAMBÉM SE FAZ DESTAQUE PARA ÁREAS NO SUDESTE, REGIÃO DO VALE DO RIO DOCE EM MINAS E SÃO PAULO (ÚLCERA DE BAURU)

6.4. DESMATAMENTO, MOSQUITO PREFERE LOCAIS DE MATA, QUENTES E ÚMIDOS

7. DIAGNÓSTICO

7.1. CLÍNICO EPIDEMIOLÓGICO

7.2. LABORATORIAL : BIÓPSIA

8. TRATAMENTO

8.1. ANTIMONIAIS PREVALENTES

8.2. TÓXICOS

8.3. INTERNAÇÃO OBRIGATÓRIA

9. PROCESSO DE CICATRIZAÇÃO : SLIDE