Relatos de 5 alunas negras ADM-UFU

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Relatos de 5 alunas negras ADM-UFU por Mind Map: Relatos de 5 alunas negras ADM-UFU

1. Histórico familiar e relação com os estudos

1.1. Arranjo familiar tradicional;

1.2. Pais sem ensino superior;

1.3. Os estudos sempre foram muito prezados e vistos como a melhor opção;

1.4. Três alunas (Normani, Beyonce e Rihanna) foram as primeiras de sua família a entrar em um curso superior de instituição federal. Coincidentemente, as com menor poder aquisitivo;

1.5. A aprovação e o ingresso na instituição federal foi celebrado como um momento emocionante em suas vidas e na de suas famílias.

2. Dificuldades enfrentadas antes e depois da aprovação

2.1. Antes da aprovação:

2.1.1. - questões financeiras; - dedicação aos estudos; - locomoção até o local dos estudos.

2.2. Depois da aprovação:

2.2.1. - questões financeiras; - disciplina para os estudos; - adaptação aos horários das aulas; - alto nível de exigência dos professores.

2.2.2. Para as que enfrentaram a mobilidade estudantil (Whitney Houston e Beyonce): - Distância da família; - Adaptação à nova realidade.

2.2.3. Um ambiente (universidade) com poucas pessoas negras

3. Opinião sobre racismo e cotas sociais

3.1. Sobre Racismo:

3.1.1. - É necessário mais respeito; (Whitney Houston) - Ainda "pesa" muito entre os próprios negros; (Normani) - Falar de racismo é algo que dói, machuca, pois o tempo todo tem que provar o seu valor; (Beyonce) - Por muito tempo aceitou o racismo, pois via seu pai aceitando, logo, acreditou que fosse normal. (Rihanna).

3.2. Para todas, a solução está no debate, na discussão sobre o tema. Seja em qualquer espaço, seja com qualquer pessoa.

3.3. Sobre cotas:

3.3.1. - Uma discussão complexa, mas que entende que cotas são um meio de equivaler a desigualdade; (Normani) - As cotas são extremamente necessárias pois negros são minoria nas universidades; (Whitney Houston) - Acreditava ser algo "vantajoso", mas hoje entende que é uma ação paliativa (não a solução) para amenizar a desigualdade; (Beyonce).

3.4. Todas são a favor das cotas sociais.

3.5. Sobre o cenário de negros sendo minoria nas universidades:

3.5.1. - As universidades não foram feitas para pessoas pobres (consequentemente negras), um exemplo são os cursos integrais, que impossibilitam que os alunos trabalhem para se sustentarem; (Rihanna) - As universidades deveriam cada vez mais serem ocupadas por negros, para que a identificação seja maior; (Beyonce) - Acontece porque a sua maioria precisa optar por estudar ou trabalhar; (Normani) - A explicação está na divida histórica da sociedade para com a população negra que teve início assim que libertos e não tiveram politicas públicas para inseri-los na sociedade. (Nick Minaj)

3.6. Indignação e desejo de medidas emergentes e mais efetivas para reparação do cenário universitário atual.

3.7. Apenas uma entrevistada (Whitney Houston) afirma ter discutido sobre racismo e cotas sociais durante a graduação.

4. Reconhecimento, empoderamento e referências

4.1. Sobre identificação:

4.1.1. Duas das entrevistadas (Whitney Houston e Normani) sempre se identificaram como negras;

4.1.2. Três delas (Beyonce, Rihanna e Nicki Minaj) passaram por um "momento de transformação ou despertar".

4.1.2.1. - Passou a se reconhecer como negra, quando ingressou na Universidade e não conseguiu se identificar com as pessoas que faziam parte daquele ambiente; (Rihanna) - Passou a se entender como mulher negra, a partir de discussões em sala de aula no ensino médio; (Nicki Minaj) - Por muito tempo se sentiu um "ET" na universidade, por não se enquadrar nos padrões dos alunos, que em sua maioria eram brancos, com alto poder aquisitivo. (Beyonce)

4.2. Sobre referências:

4.2.1. - Um professor de História do ensino médio; (Nicki Minaj) - Amiga da faculdade; (Normani) - Vivências e grupos para adolescentes afrodescendentes; (Beyonce) - Um amigo da faculdade; (Rihanna) - RAP (estilo musical). (Whitney Houston)

4.3. Apenas uma delas (Normani) considera nunca ter não ter sofrido discriminação.

4.4. O restante das entrevistadas relatam já terem sofrido discriminação, seja no ambiente acadêmico, profissional e até familiar.

5. Perspectivas para o futuro

5.1. - Deseja um bom emprego, apesar das péssimas estatísticas, e talvez futuramente ser dona do próprio negócio; (Rihanna) - Deseja (fugir da caixinha¨. Gosta muito da área social, mas não descarta a carreira acadêmica; (Beyonce) - Ainda não refletiu sobre seu futuro, mas no momento se identifica com a carreira acadêmica; (Nicki Minaj) - Almeja um bom emprego e deseja que a população negra tenha mais consciência dos seus direitos e lutem por eles; (Whitney Houston) - Cursar Medicina Veterinária, apos conluir Administração e passar para a família a importãncia de ocuparem os lugares que são seus por direito. (Normani)