Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Movimento Negro por Mind Map: Movimento Negro

1. Luta por melhores condições de vida e por inclusão social.

2. Movimento social que luta contra o racismo.

2.1. O Movimento nasci em 1931 com a FNB

2.1.1. A FNB tinha dois discursos: 1) a luta contra o Branco; 2) Luta contra o Negro antagonista do Negro. A solidariedade entre os negros acontecia através da educação.

2.1.2. Os instrumentos de luta eram a imprensa Negra e os Grêmios.

2.1.3. Em 1936 o grupo funda um partido polítoco, desfeito em 1937 com o Estado Novo.

2.1.4. O FNB possuía afeições fascitas, frase do a voz da raça, jornal do FNB: Deus, pátria, raça e família.

2.1.4.1. Tanto que o grupo não manteve em seus discursos a ideia de voltar à África ou qualquer aproximação.

3. Pode ser formado por entidades, grupos ou indivíduos.

3.1. Fundação em 1944 do TEN, por Abdias do Nascimento.

3.1.1. Tinha como discurso a integração do Negro na sociedade, e também promover a mobilidade social do Negro.

3.1.1.1. Seu instrumento de apoio foi o jornal Quilombo (1948-50), também promoveu campanhas de alfabetização.

3.2. Além do TEN, outro grupo importante foi o UHC (União dos Homens de Cor). De caráter político e cultural.

4. A luta engloba práticas culturais, políticas e educacionais.

4.1. A circulação de ideias no chamado Atlântico Negro foi fundamental para a criação dos movimentos negros ao redor do mundo - Paulo Gilroy

4.1.1. Ao contrario das afirmações que dizem ser o movimento negro brasileiro uma cópia do norte-americano, isso não é verdade. Mesmo recebendo diversas influencias, a luta racial ao redor do mundo não foi uma via de mão única.

4.1.1.1. Neste aspecto, as relações entre Brasil é África seriam um caminho para ampliar a participação do Brasil neste Atlântico Negro, segundo Gilroy

5. A descoberto da África para o Movimento Negro se dá em 1960, período das Independências.Até então o continente era bem desconhecido, celebrado apenas pelo Mito da Mãe África, terra do retorno.

6. O MNU tem como principal bandeira a reavaliação do papel do Negro na sociedade brasileira

6.1. Nos anos de 1970 o MNU passou a articular a luta os categorias de raça e classe.

6.1.1. Nos anos 1968, o milagre econômico ajudou na ampliação de um maior número de negros na universidade. O que contribuiu para o aumento de intelectuais negros.

6.1.1.1. Rufino aponta que o MNU é filho do 'Milagre econômico".

6.1.1.1.1. No entanto, o crescimento da economia não anulou as desvantagens da cor, ao contrario, elas foram acentuadas.

6.2. Neste período o movimento adotou as categorias: cultura e política como instrumento de luta.

6.2.1. Nos anos 1970 até 1980 havia grupos políticos que era avessos as práticas denominadas por eles de culturais ou culturalistas.

6.2.1.1. Também havia grupos que adotavam somente as práticas culturais como forma de mobilização social.

6.2.2. Entre as mobilizações, a ação internacional aparece no questionamento as relações do Brasil e África do Sul durante o apartheid.

6.2.3. Este tema resultou na pesquisa de Michel Hanchard - "Orfeu e o poder"

6.2.3.1. O autor é um dos críticos do culturalismo, segundo ele, os símbolos afro brasileiros são reificados e transformados em mercadoria. Logo, a cultura é transformado em uma coisa.

6.2.3.2. Apesar da crítica, os aspectos culturais da cultura afro brasileira tiveram grande importância, por exemplo, na construção do 20 de novembro.