Geografia das indústrias

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Geografia das indústrias por Mind Map: Geografia das indústrias

1. Revoluções Industriais

1.1. 1° Rev. Industrial

1.1.1. Força matriz: Vapor

1.1.1.1. Ingredientes energéticos/ movida por:

1.1.1.1.1. Energia hidráulica

1.1.1.1.2. Carvão mineral

1.1.2. Troca do trabalho humano pela maquinofatura

1.1.3. Troca de ferramentas por máquinas no setor fabril

1.1.4. Invenção da época: Máquina a vapor

1.1.5. 1° Setor a colocar maquinas: Têxtil. Em seguida o setor de transportes

1.1.6. A nova organização de trabalho exigia:

1.1.6.1. A Divisão das Funções

1.1.6.2. Disciplina de Horários e Supervisão

1.1.7. Ocorre no final do séc. 18

1.2. 2° Rev. Insustrial

1.2.1. Novos ingredientes energéticos:

1.2.1.1. Eletricidade

1.2.1.2. Petróleo

1.2.2. Surgem as primeiras siderúrgicas, indústrias químicas e o setor metalúrgico

1.2.3. Inglaterra deixa de ser o país central da revolução para outros países como Alemanha, EUA e França

1.2.4. No fim do séc. 19 teve a invenção do telefone e dos primeiros sinais de rádio

1.2.5. Começo do séc. 20 vieram os primeiros aviões, automóveis e geladeiras e outros novos engenhos

1.2.6. Ocorre no final do séc. 19 e início do séc. 20

1.3. 3° Rev. Industrial / Rev. Pós industrial

1.3.1. Ocorre na 2° metade do séc. 20 (período pós guerra)

1.3.2. É caracterizada pela incorporação científica ao processo industrial

1.3.2.1. E é estendida aos demais setores além da própria indústria como comunicações e serviços

1.3.3. Fase marcada pela guerra fria

1.3.3.1. Buscava a hegemonia geopolítica entre os EUA e URSS

1.3.3.1.1. Que forçava a uma corrida tecnológica

1.3.3.2. Foi nessa fase que teve o desenvolvimento de:

1.3.3.2.1. Satélites, aviões propulsores, sistema de radares, energia atômica e fissão nuclear

1.3.3.2.2. Além de registrar os primórdios da informática e da internet

1.3.3.3. Esse período corresponde a formação do meio técnico-científico-informacional

1.3.4. As novas tecnologias e objetos possuem bases que possibilitaram seus avanços em tecnologias anteriores

1.4. Surgiu na Inglaterra no século 18

1.5. Teve 3 estágios

1.6. O processo é contínuo e acontece até os dias atuais

2. Tipos de Indústria

2.1. Dá-se o nome de Indústria ao conjunto de atividades que transforma a matéria-prima em mercadoria

2.2. A indústria é dividida em 3 meios:

2.2.1. Artesanal

2.2.2. Manufatura

2.2.3. Maquinofatura

2.3. Chamamos a indústria moderna de Indústria de transformação por usar a maquinofatura

2.4. A classificação das indústrias são classificadas de acordo com o tipo de produção

2.4.1. Que são classificadas em:

2.4.1.1. Indústria de bens de produção/ de base

2.4.1.1.1. São indústrias que alimentam / Produzem para outras indústrias

2.4.1.2. Indústria de bens de capital/ de bens intermediários

2.4.1.2.1. Indústrias que produzem máquinas e equipamentos para as demais

2.4.1.3. Indústria de bens de consumo

2.4.1.3.1. Atende diretamente a sociedade civil e é subdividida em:

2.5. Também pode ser dividida de acordo com o grau de tecnologia, nas quais são classificadas em:

2.5.1. Tradicionais

2.5.1.1. Baixo emprego de tecnologia, forte contingente de mão de obra

2.5.1.1.1. Ex: Setor de bebidas

2.5.2. Dinâmicas

2.5.2.1. Tecnologia avançada, alta qualificação de mão de obra

2.5.2.1.1. Ex: robótica ou eletroeletrônica

3. Regionalização do espaço industrial

3.1. A partir da 2° metade do séc. 20, o surto industrial intensificou-se

3.2. Em 2010, um estudo da ONU para o desenvolvimento industrial revelou que:

3.2.1. Embora que os países industrializados respondessem a maioria da concentração industrial (66,5%), houve um um significativo aumento nos países emergentes

3.2.2. Especialmente na Ásia, com o crescimento chinês seguido do indiano

3.2.3. É importante ressaltar que a maioria dos países industrializados estão sofrendo a desindustrialização

3.2.3.1. Processo que em um país assiste o aumento do setor terciário (de serviços) na economia

3.2.3.2. Em detrimento do secundário (indústria)

3.3. O espaço industrial estadunidense

3.3.1. Os EUA têm uma pecularidade na distribuição territorial de suas indústrias

3.3.2. Historicamente elas se distribuem em áreas específicas que se caracterizam por tipos de indústrias

3.3.3. Cada área dessas é denominada de belt. Nos dias atuais essa divisão não é tão rígida, sendo possível encontrarmos indústrias do mesmo tipo em diferentes belts

3.3.4. Manufacturing belt

3.3.4.1. Está na região Nordeste dos EUA

3.3.4.2. Trata-se de um antigo centro industrial oriundo dos primeiros momentos da Rev. Ind., e que a maior parte do séc. 20 foi o mais importante polo industrial do planeta

3.3.4.3. Os principais fatores que justificaram tal concentração foram:

3.3.4.3.1. Ocorrência de matérias-primas essenciais à indústria de base. Ex: ferro e carvão

3.3.4.3.2. Instalação de um forte parque energético

3.3.4.3.3. Presença de mão de obra

3.3.4.3.4. Mercado consumidor

3.3.4.3.5. Eficiente rede de transportes

3.3.4.4. Durante boa parte do séc. 20, esse belt respondeu por mais da metade da produção industrial de todo país

3.3.4.5. Porém nas 3 últimas décadas desse séc., entrou em um declínio e desenriquecimento econômico

3.3.4.6. Situacao que levou à alcunha de rust belt, diante da defasagem tecnológica em relação às emergentes regiões do país

3.3.4.7. A obsolência deve-se em grande parte aos tipos de Indústria dominantes na região, que não estão na vanguarda do desenvolvimento tecnológico

3.3.4.7.1. (Metalugia, siderurgia, automobilística)

3.3.4.8. O declínio não atingiu toda a região, já que houve uma reestruturação econômica com o setor terciário assumindo a condição de principal atividade em algumas cidades

3.3.4.8.1. Ex: Pittsburg ou NY

3.3.4.9. Mas não deixa de ser sintomático que algumas tradicionais localidades apresentam forte desaquecimento

3.3.4.9.1. Ex: Detroit / Ghost town

3.3.5. Sun belt

3.3.5.1. O declínio da rust belt está diretamente ligado à ascensão de outro polo industrial localizado na costa do Pacífico e no sul estadunidense, o sun belt

3.3.5.2. Os principais fatores que explicam o desenvolvimento industrial são:

3.3.5.2.1. Valorização da orla do Pacífico com o desenvolvimento dos países asiáticos

3.3.5.2.2. Disponibilidade energética na Califórnia

3.3.5.2.3. Presença de importantes universidades diretamente atreladas à pesquisa e ao desenvolvimento tecnológico e formadoras de mão de obra altamente qualificada

3.3.5.2.4. Redução de custos tributários e salariais

3.3.5.2.5. Sindicatos menos organizados e consequentemente uma pressão menor às empresas

3.3.5.3. Essas regiões do país se caracteriza pela presença de setores de alta tecnologia

3.3.5.4. Enquanto no Nordeste ainda há forte sistema baseado na linha de produção, o sun belt é marcado pela alta qualificação e importação de cérebros

3.3.5.4.1. Importação de cérebros: Diz respeito àqueles lugares com forte atuação no setor tecnológico e que importam mão de obra qualificada de outros países