Prática Baseada em Evidências

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Prática Baseada em Evidências por Mind Map: Prática Baseada em Evidências

1. Conceitos

1.1. ultrapassa o campo de ensaios clínicos, buscando recursos de estudos transversais de pacientes com e sem a doença em investigação.

1.2. Integração de evidência científica com a experiência clínica e as preferências dos pacientes

2. Desafios

2.1. excesso de fontes inefetivas e confusas de informação

2.2. falta de preparo científico

2.3. idioma

2.4. compreensão dos estados de saúde que as mudanças contemporâneas no padrão de morbimortalidade

2.4.1. influência dos avanços tecnológicos

2.5. adesão e custos do tratamento

3. Encontrando a Evidência

3.1. Utilizando palavras-chaves bem delimitadas, refinamento da busca por meio de termos boleanos (AND, OR, AND NOT)

3.1.1. Meios eletrônicos que organizam a informação e facilitam a tarefa de busca e seleção dos estudos.

4. Possíveis Soluções

4.1. estímulo a utilizar estratégias aplicáveis à realidade das intervenções da Fisioterapia

4.1.1. identificar

4.1.2. avaliar a evidência

4.2. estímulo de grupos de pesquisa a desenvolver estudos primários de qualidade

4.3. desenvolver nos alunos o hábito de acessar

4.4. estimular os alunos a buscar pesquisas primárias em periódicos

5. Análise Clínica da Literatura

5.1. Ter a informação de maneira mais concisa e objetiva para construir a evidência que possa responder a pergunta clínica .

5.1.1. Facilitar a integração da evidência

5.2. Conhecimento de metodologia,epidemiologia clínica e estatística para validade interna

5.3. Relação entre significância estatística e a significância clínica do resultado.

6. Avaliando a Qualidade da Evidência

6.1. Informações definem a acurácia ou precisão das medidas de diagnóstico

6.1.1. Critério de julgamento baseado em sua experiência profissional

6.2. Inúmeras escalas para avaliar a qualidade dos estudos

6.2.1. Qualidade de jadad, a lista de delphi, e escala Pedro.

6.3. São avaliados os aspectos; especificação dos critérios de inclusão dos participantes no estudo

6.4. Escala Pedro contém 11 critérios e è a mais apropriada para estudo de fisioterapia

6.4.1. É baseada na lista Delphi

7. Implementação da PBE na prática clínica

7.1. O profissional planeja tempo para reflexão

7.2. Práticas de colaboração com os outros profissionais, possibilitando a disseminação e a troca de informação.

7.2.1. Desenvolvidas

7.3. Planejamento de uma estratégia de busca da evidência que seja plausível com sua prática diária

7.4. Identificação das barreiras para alcançar seus objetivos e o planejamento de sua educação continuada