Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Modelo por Mind Map: Modelo

1. Define:

1.1. Quem deve estar envolvido em cada fase

1.2. Que parte do trabalho técnico deve ser feita em cada fase

2. XP (Extreme Programming)

2.1. Desenvolvimento de acordo com mudanças requeridas pelo cliente

2.1.1. Se adapta à essas mudanças

2.1.1.1. Software sempre testado

2.1.2. Cliente satisfeito: software eficiente

2.2. Rapidez, confiável e eficiente

2.2.1. Menos tempo gasto com documentação, projeto e modelagem

3. Cascata

3.1. Mais antigo e mais utilizado, surge na década de 50 e se populariza em 70

3.2. Resultado de uma etapa é usado na etapa seguinte

3.3. Baseado no modelo clássico da engenharia

3.4. Processo linear

3.4.1. Saída de uma fase é a entrada para a fase seguinte

3.5. 7 fases:

3.5.1. Estudo de viabilidade

3.5.2. Definição de requisitos

3.5.3. Projeto

3.5.4. Codificação e teste dos módulos

3.5.5. Integração e teste do sistema

3.5.6. Entrega e aceitação

3.5.7. Manutenção

3.6. Problemas:

3.6.1. Dificuldade de estimar com pouca informação

3.6.2. Projetos reais raramente seguem o fluxo sequencial que o modelo propõe

3.6.3. Especificação de requisitos é um documento escrito

3.6.4. Usuário não sabe os requisitos exatos

3.6.5. Processo não força antecipação das mudanças

3.6.6. Processo baseado na produção de documentos (burocrático)

4. RAD (Rapid Application Development)

4.1. Modelagem do negócio

4.1.1. Define atividades a seres executadas e seus requisitos de informação

4.2. Modelagem dos dados

4.2.1. Descreve objetos de dados que suportam o negócio

4.3. Modelagem do tratamento da informação

4.3.1. Descreve processos de manipulação dos objetos de dados

4.4. Geração da aplicação

4.4.1. Usa técnicas de geração de código e bibliotecas de componentes

4.5. Testes

4.5.1. Tempo de testes reduzido devido ao uso de componentes

4.6. Problemas

4.6.1. Tamanho da equipe

4.6.2. Precisa de comprometimento

4.6.3. Inadequado à projetos de risco

5. Espiral

5.1. Melhores características

5.1.1. Aspectos controlados (cascata) e natureza interativa (prototipação)

5.2. Atividades

5.2.1. Comunicação com o cliente

5.2.2. Planejamento

5.2.3. Análise de risco

5.2.4. Engenharia

5.2.5. Construção e distribuição

5.2.6. Avaliação do cliente

5.3. Fornece potencial para o desenvolvimento rápido de versões incrementais do SI

5.3.1. Desenvolvedor mantém a sistemática sugerida pelo ciclo de vida clássico

5.3.2. Qualquer estágio de evolução do produto

5.3.2.1. Desenvolvedor pode usar prototipação

5.4. Cada volta na espiral

5.4.1. Um protótipo

5.4.2. Versão mais sofisticada

6. UP (Unified Process)

6.1. Processo bem definido

6.1.1. Quem é responsável pelo que, como coisas devem ser feitas e quando

6.1.2. Estruturado em fases (tempo) e disciplinas (áreas de interesse

6.2. Processo bem personalizável

6.2.1. Suporta a adaptação e criação de processos

6.3. Configurações

6.3.1. Equipes grandes ou pequenas

6.3.2. Técnicas de desenvolvimento disciplinadas ou menos formais

6.4. Mistura modelo iterativo e incremental

6.5. Premissas

6.5.1. Muito tempo gasto no desenvolvimento de um sistema não permite definir o problema e a solução em um único passo

6.5.2. mudanças devido arquitetura, necessidade do cliente ou melhor entendimento do problema

6.6. Iteração

6.6.1. Melhor entendimento do produto através de refinamentos sucessivos

6.6.2. Ataca itens de alto risco

6.6.3. Sempre resulta em um "lançamento executável"

6.6.3.1. Ajuda a reduzir riscos no projeto

7. Iterativo (prototipação)

7.1. Processo cíclico para especificar:

7.1.1. Requisitos definidos pelo usuário e necessidades de hardware e software

7.2. Construção rápida dos primeiros modelos

7.2.1. Não integrados ao produto final

7.3. Feita a definição do sistema com foco nos demais requisitos de qualidade

7.3.1. Boa opção para a definição de requisitos

7.4. Grande interação com o usuário

7.4.1. Boa qualidade na definição da interface

7.5. Problemas:

7.5.1. Expectativa do usuário

7.5.2. Compromissos com a tecnologia

7.6. Uso de componentes e redução do tempo

8. Incremental

8.1. Combina elementos do modelo cascata com a filosofia da prototipagem

8.2. Aplica sequencias lineares de forma racional à medida que o tempo passa

8.2.1. Cada sequencia produz um “incremento” realizável do software

8.3. Primeiro incremento: núcleo do produto

8.4. Próximos incrementos:

8.4.1. Modificação do núcleo para satisfazer as necessidades do cliente

8.4.2. Elaboração de características e funcionalidades adicionais

9. Ciclo de vida de um sistema

9.1. Conjunto das fases de um projeto

9.1.1. Fase

9.1.1.1. Marcada pela conclusão de um ou mais produtos

9.1.1.1.1. Produto deve ser tangível e verificável

9.1.1.2. Transferência de informação

9.1.1.3. “fast tracking”: fases em paralelo com um risco tolerável

9.2. Desenvolvimento de sistemas

9.2.1. Resolução de problema

9.2.2. Situação atual

9.2.3. Definição do problema

9.2.4. Desenvolvimetno técnico

9.2.5. Integração da solução