Problemas Hepáticos

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Problemas Hepáticos por Mind Map: Problemas Hepáticos

1. Exames

1.1. AST

1.2. ALT

1.3. AST/ALT

1.4. Bilirrubinas (direta, indireta e total)

1.5. GGT ou Gama GT (Gama glutamil transpeptidase)

1.5.1. são usadas para avaliar lesões das células do fígado, a fosfatase alcalina e a Gama GT são enzimas que se elevam quando há lesão das vias biliares.

1.6. TAP (tempo de protrombina ativada)

1.7. Albumina

1.8. 5′ nucleotidase

1.9. LDH (lactato desidrogenase)

2. Definição

2.1. Doenças hepáticas são as que causam inflamação ou lesão do fígado, afetando sua função. O fígado é um órgão vital localizado no quadrante superior direito do abdome.

3. Prevenções

3.1. -Beba álcool com moderação -Use camisinha -Não compartilhe seringas -Vacine-se contra as hepatites -Não abuse do uso de medicamentos -Evite o contato direto com sangue e -fluidos corporais de outras pessoas -Pratique atividades físicas -Mantenha o peso ideal -Não fume.

4. Funções Do Figado

4.1. -Filtrar microrganismos: o órgão é um dos principais responsáveis pela defesa imunológica do organismo. -Desintoxicar o organismo: o fígado transforma hormônios e drogas em substâncias não ativas, para que elas possam ser excretadas pelo organismo, evitando intoxicações. -Transformar amônia em ureia: se o órgão estiver lesado, a amônia passará para a circulação e alcançará o cérebro, provocando alterações neuropsíquicas (mudanças de comportamento, esquecimento, insônia, sonolência) e coma. -Secretar a bile: a bile é um fluido que atua na digestão de gorduras e na absorção de substâncias nutritivas. -Armazenar glicose: a glicose é a principal fonte de energia para o funcionamento dos outros órgãos. -Produzir proteínas: 0 fígado é responsável pela produção de proteínas ligadas ao processo de coagulação do sangue, e também pela produção de albumina, que auxilia o transporte de substâncias pela corrente sanguínea.

5. Sintomas De Problemas Hepáticos

5.1. -Icterícia: tom amarelado nos olhos e na pele. -Ascite: acúmulo de líquidos dentro da cavidade abdominal, conhecido popularmente como barriga d’água. -Sangramento digestivo e quadro súbito de vômitos hemorrágicos. -Encefalopatia: alteração de funções cerebrais básicas, que podem causar letargia, irritabilidade, dificuldade de concentração, redução do nível de consciência e coma. -Ginecomastia: desenvolvimento de mamas nos homens -Telangiectasias: lesões vasculares conhecidas como aranhas vasculares. São mais frequentemente encontradas no tronco, face e braços. -Dor ou inchaço na parte superior direita do abdômen, abaixo das costelas.

6. Tipos De Doenças

6.1. Esteatose hepática

6.1.1. Acúmulo de gordura no fígado, que pode ser genética ou causada por alcoolismo. Inicialmente é assintomática.

6.2. Cirrose

6.2.1. Caracterizada pela substituição do tecido do fígado por fibrose. Pode ser causada por alcoolismo ou pelo avanço de outras doenças hepáticas, como hepatite B e C e esteatose.

6.3. Hepatites

6.3.1. Inflamação do fígado. Pode ser viral (hepatites A, B, C, D e E), alcoólica ou autoimune (provocada pelo sistema imunológico do próprio indivíduo).

6.4. Insuficiência hepática aguda

6.4.1. Diminuição rápida da função do fígado, o que pode ser fatal. Geralmente é causada por envenenamento, principalmente por meio de medicamentos em altas doses e contato com substâncias tóxicas. Também pode surgir como uma complicação de outras doenças hepáticas.

6.5. Câncer de fígado

6.5.1. Pode se originar no fígado ou ser resultado de uma metástase de um câncer que teve início em outro órgão. Seus principais fatores de risco são hepatite crônica B ou C e cirrose hepática.

6.6. Parasitoses

6.6.1. Diversos parasitas podem migrar para o fígado e causar lesões ou bloqueios, como os vermes causadores da malária, da esquistossomose, dentre outros.