Silício Orgânico e Tratamento do Envelhecimento Facial

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Silício Orgânico e Tratamento do Envelhecimento Facial por Mind Map: Silício Orgânico e Tratamento do Envelhecimento Facial

1. Envelhecimento Facial

1.1. Modificação do material genético por meio de enzimas, alterações protéicas e redução da proliferação celular.

1.1.1. O tecido perde a elasticidade, a capacidade de regular as trocas aquosas e a replicação do tecido se torna menos eficiente.

1.2. A manifestação fisiológica do envelhecimento é a deterioração gradual da função e capacidade de resposta aos estresses ambientais.

1.2.1. Com o envelhecimento, a pele tende a se tornar delgada, em alguns locais enrugada, seca e ocasionalmente escamosa.

2. Aparência Pessoal

2.1. A pele da face reflete nossa imagem, segredos e marcas do tempo.

2.2. A pele reage negativamente ao cansaço, estresse físico ou mental e estado nutricional devido ao estresse oxidativo por radicais livres.

3. Silício Orgânico

3.1. Funções

3.1.1. Regula o metabolismo de vários tecidos ósseos, cartilaginosos e conjuntivos.

3.1.2. Indispensável à síntese de elastina e colágeno na pele.

3.1.3. Importante função estrutural dérmica.

3.2. Os níveis de silício variam na relação inversa à idade, sobretudo nas paredes arteriais e na pele.

3.3. Tratamento com o Silício

3.3.1. Atividade Biológica

3.3.1.1. Sua principal função é desintoxicar e restabelecer as funções vitais do organismo, reequilibrando a comunicação celular e amenizando o prejuízo com a perda natural.

3.3.1.2. Capaz de devolver até 40% da firmeza e tonicidade da pele, reduzindo a flacidez, fortalecendo cabelos e unhas, remineralizando os tecidos duros (ossos) e reforçar as células do sistema imunológico.

3.3.1.3. A sua reposição no tecido dérmico é efetuada através da aplicação de silícios orgânicos, pois nesta forma ele é biologicamente ativo.

3.3.2. Tratamento

3.3.2.1. Tem demonstrado uma ampla aplicação terapêutica com uma margem de segurança máxima.

3.3.2.2. A reposição pode ser feita topicamente por meio de cremes, géis e séruns, ou por via oral, como a ingestão de cápsulas ou gomas