DIVISÃO CELULAR

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
DIVISÃO CELULAR por Mind Map: DIVISÃO CELULAR

1. Célula mãe da origem a 2 células filhas identicas a ela(diploide 2n).

1.1. MITOSE

1.1.1. PRÓFASE

1.1.1.1. A primeira fase da divisão celular começa com a célula descretamente almentando de tamanho. Os cromossomos começam a se condensarem, e isso faz com que os nucléolos desapareçam. Os centríolos já estão duplicados e migram para os polos da célula. Com essa migração, fibras proteicas se depõem ao redor dos centríolos, formando o áster. Surgem também fibras ligando um centríolo ao outro, formando o fuso mitótico ou acromático. Em conclusão, a carioteca se desfaz, e os componentes celulares são liberados pelo citoplasma, como resultado.

1.1.2. METÁFASE

1.1.2.1. Os cromossomos duplicados e condensados estão alinhados no meio da célula, formando a placa equatorial. Nessa fase os cromossomos atingem o máximo da sua espiralização e visibilidade! Aqui, as cromátides-irmãs que ainda unidas pelo centrômero, podem ser vistas facilmente por um microscópio. Cada uma delas possui seu próprio cinetócoro (uma estrutura proteica localizada no centrômero, que tem afinidade com o fuso mitótico).

1.1.3. ANÁFASE

1.1.3.1. *fase mais curta

1.1.3.2. É na anáfase que ocorre a separação das cromátides-irmãs, ou seja, os centrômeros se separam, os cromossomos duplos tornam-se cromossomos simples, e estes têm seus cinetócoros puxados para os polos. No final da fase, em cada polo há um número cromossômico igual ao que havia na célula mãe, ainda que com um filamento cada um.

1.1.4. TELÓFOSE

1.1.4.1. Quando os cromossomos simples chegam nos polos das células, eles se descondensam e uma nova carioteca é formada, reconstituindo os dois núcleos. Desaparecem os filamentos do áster e do fuso mitótico. Enquanto isso, o cromossomo começa a descondensar, a atividade celular é retomada e os nucléolos reaparecem.

1.1.5. CITOCINESE

1.1.5.1. Logo após a mitose, em células animais e de protozoários, a citocinese ocorre a partir de um sulco de divisão que estrangula as células e as separa. No entanto, em células vegetais a parede celular impede que esse estrangulamento aconteça. Então, a formação de uma placa com bolsas membranosas, que separam por completo as células-filhas, é a responsável pela separação.

2. ciclo celular

2.1. Interfase

2.1.1. período G1- primeiro intervalo, ocorre logo após a mitose.

2.1.2. período S- fase de sintese, duplicação do DNA.

2.1.3. período G2- se observa o acúmulo de energia necessária para realizar a divisão celular. Ocorre a verificação da duplicação dos cromossommos e de possíveis danos no DNA reparados. É também nesse momento que a tubulina, necessária para a formação dos microtúbulos, é sintetizada.

3. mecanismo por meio do qual os organismos vivos geram novas células

4. célula mãe da origem a 4 células filhas identicas a ela(haploide n).

4.1. MEIOSE

4.1.1. PRÓFASE

4.1.1.1. ocorre condensação dos cromossomos, o desaparecimento da carioteca; o desaparecimento do nucléolo e a duplicação dos centríolos para os polos da célula. Além disso, é aqui que ocorre a troca de pedaços entre cromossomos homólogos.Ela foi subdividida em 5 etapas: leptóteno, zigóteno, paquíteno, diplóteno e diacenese.

4.1.2. METÁFASE

4.1.2.1. ocorre o pareamento dos cromossomos homólogos na região equatorial da célula.

4.1.3. ANÁFASE

4.1.3.1. as fibras do fuso sofrem um encurtamento e os cromossomos homólogos são separados para os polos das células.

4.1.4. TELÓFOSE

4.1.4.1. ocorre a divisão do citoplasma, a chamada "citocinese", como resultado são originadas duas células haploides. Em algumas espécies os cromossomos podem voltar ao formato filamentosos e ocorrer novamente o reaparecimento do núcleo e da carioteca;

4.2. MEIOSE II

4.2.1. PRÓFASE II

4.2.1.1. Cada célula-filha inicia a formação de fusos; os centríolos se duplicam e se dirigem para os polos e os cromossomos se movimentam para a região equatorial.

4.2.2. METÁFASE II

4.2.2.1. os cromossomos voltam ao polo equatorial, com as cromátides ainda unidades pelo centrômero, que se liga às fibras do fuso.

4.2.3. ANÁFASE II

4.2.3.1. separam-se as cromátides-irmãs, que são puxadas pelas fibras do fuso em direção a polos opostos

4.2.4. TELÓFOSE II

4.2.4.1. reaparece a carioteca, o nucléolo é reorganizado e o citoplasma se divide novamente, agora, dando origem a 4 células-filhas haploides.