Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Prosa no romantismo por Mind Map: Prosa no romantismo

1. A prosa romântica foi estimulante para a arte nacional.

2. Introduziu o romantismo no Brasil

3. Folhetim: Os folhetins eram capítulos de romances de periodicidade semanal publicados em jornais. Com o folhetim, a literatura passa de bem destinado à aristocracia e ultrapassa a exclusividade da nobreza. É pelo folhetim que a prosa do Romantismo alcança o sucesso que obteve no Brasil.

4. Características • Nacionalismo • Subjetivismo • Ufanismo • Idealização da mulher • Religiosidade • Culto à natureza • Amor platônico • Idealismo • Estética nativista

5. A prosa romântica no Brasil foi manifestada em Romance Indianista, Romance Urbano e Romance Nacionalista. As obras relatavam o comportamento social da época exaltando as peculiaridades da cultura nacional.

6. Nacionalismo romântico: É um momento em que a literatura portuguesa também está mais voltada para Portugal. Há uma clareza da distinção dos costumes da colônia e da metrópole.

7. Romance Indianista: Busca valorizar o herói nacional, o índio. São explorados temas como a natureza, o sentimentalismo. O heroísmo é representado pela nobreza de caráter e valentia das personagens. O principal autor dessa fase da prosa romântica no Brasil é José de Alencar. Seria este um estilo criado por ele. Alencar escreveu O Guarani, Iracema e Ubirajara no estilo de prosa romântica nacionalista.

8. Romance Urbano: Retrata a pequena burguesia, a ascensão da classe média, as relações sociais e morais. São narrativas lentas, minuciosamente descritivas da ambientação das personagens. Os autores de maior relevância dessa fase da prosa romântica no Brasil são: • Joaquim Manoel de Macedo, com A Moreninha; • Manoel Antônio de Almeida, com Memórias de um Sargento de Milícias; • José de Alencar, com Diva e Senhora.

9. Romance Regionalista: Representa o povo, diferente dos nobres na Corte. Demonstra o ambiente rural, em oposição às cidades. Representam o sertanejo, as paisagens e os costumes do sertão. José de Alencar está entre os principais autores dessa fase da prosa romântica brasileira, com a obra, O Sertanejo. Também destacaram-se: Bernardo Guimarães, com A Escrava Isaura, e Visconde de Taunay, com Inocência.