PRINCIPAIS DOENCAS DO TGI

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
PRINCIPAIS DOENCAS DO TGI por Mind Map: PRINCIPAIS DOENCAS DO TGI

1. ACALASIA

1.1. Distúrbio no qual as contrações rítmicas do esôfago (os denominados movimentos peristálticos) estão ausentes ou comprometidas, o esfíncter esofágico inferior não relaxa normalmente e ocorre um aumento na pressão de repouso do esfíncter esofágico inferior.

1.2. Causa desconhecida, mas ele pode ocorrer após a exposição a determinados vírus.

1.3. Principal sintoma é a dificuldade em engolir.

1.4. O tratamento é direcionado ao alívio dos sintomas por meio da dilatação do esfíncter esofágico inferior com um balão ou cortando as fibras musculares do esfíncter e, às vezes, por meio de injeção de toxina botulínica.

2. HÉRNIA DE HIATO

2.1. Há dois tipos de hérnia de hiato: Hérnia de hiato por deslizamento (o tipo mais comum) hérnia de hiato paraesofágica

2.2. É uma dilatação de uma parte do estômago pelo diafragma.

2.3. A causa deste distúrbio normalmente não é conhecida, mas a idade, obesidade e tabagismo são fatores comuns.

2.4. O tratamento busca aliviar os sintomas, às vezes por meio de medicamentos e raramente por cirurgia.

3. DRGE

3.1. Na doença do refluxo gastroesofágico o conteúdo estomacal, incluindo ácido e bile, retorna do estômago para o esôfago, o que provoca inflamação no esôfago e dores na parte inferior do tórax.

3.2. O sintoma mais comum é a azia (sensação de queimação atrás do osso esterno).

3.3. diagnóstico toma por base os sintomas e, às vezes, o resultado da pHmetria esofágica.

3.4. O primeiro tratamento inclui evitar substâncias desencadeantes (por exemplo, álcool e alimentos gordurosos) e utilizar medicamentos que reduzem o ácido gástrico, mas se esses métodos falharem, os médicos às vezes fazem cirurgia.

3.5. Fatores que contribuem para o refluxo incluem Ganho de peso Alimentos gordurosos Bebidas cafeinadas e gasosas Álcool Tabagismo Certos medicamentos

4. ESOFAGITE

4.1. é a inflamação no esôfago, o tubo que liga a parte posterior da boca ao estômago. Frequentemente causa dor, dificuldade ao engolir e dores no peito.

4.2. Há quatro tipos de esofagites: a esofagite de refluxo, esofagite de eosinófilos, esofagite causada por medicamento e a esofagite infecciosa.

4.3. Os sintomas da esofagite costumam ser os mesmos, independentemente do tipo de esofagite diagnosticada. Eles são: Dificuldade para engolir Dor no peito A comida ingerida fica presa no esôfago Náuseas e vômito Dor abdominal Tosse Perda de apetite.

5. GASTRITE

5.1. A gastrite consiste na inflamação do revestimento gástrico.

5.2. A inflamação pode ser causada por vários fatores, como infecções, o estresse decorrente de doença grave, lesões, alguns medicamentos e distúrbios do sistema imunológico.

5.3. Quando os sintomas de gastrite ocorrem, eles incluem dor ou desconforto abdominal e, ocasionalmente, náusea ou vômito.

5.4. O tratamento inclui medicamentos que reduzem o ácido gástrico e, às vezes, antibióticos.

6. ÚLCERA PEPTÍDICA

6.1. Úlcera é uma ferida. Assim, uma úlcera péptica é uma ferida no revestimento do estômago ou da primeira parte do intestino delgado (uma região denominada duodeno). As úlceras pépticas no estômago são denominadas úlceras gástricas. As úlceras na primeira parte do intestino delgado são denominadas úlceras duodenais.

6.2. O ácido gástrico causa irritação no revestimento do estômago ou duodeno A pessoa pode ter dor ou desconforto na parte superior do abdômen As úlceras que são mais profundas podem causar hemorragia ou um orifício no estômago

6.3. As duas causas mais comuns de úlceras pépticas são: Infecção do estômago, geralmente causada pela bactéria Helicobacter pylori Uso de AINEs (analgésicos como, por exemplo, ibuprofeno ou aspirina) e outros tipos de medicamento

7. CÂNCER DO ESTÔMAGO

7.1. É uma proliferação anormal de células que podem se desenvolver a partir de qualquer tecido, inclusive no estômago. Quando essas células migram para a corrente sanguínea, pelos vasos linfáticos ou pelas cavidades, elas podem levar ao estabelecimento de uma metástase.

7.2. As causas dos tumores gástricos são multifatoriais, isso é, podem decorrer de várias situações, desde ambientais até genéticas. Veja abaixo os fatores de risco associados ao problema: Idade (é mais comum entre pessoas de 60-70 anos, embora esteja avançando entre os jovens também); Tabagismo; Sedentarismo; Obesidade; Infecção pela bactéria Helicobacter pylori (H. pylori) - geralmente relacionada à falta de saneamento básico e hábitos de higiene; Lesões pré-cancerosas (como gastrite atrófica e metaplasia intestinal); Histórico familiar .