Mudanças Do Trabalho

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Mudanças Do Trabalho por Mind Map: Mudanças Do Trabalho

1. Entre os pensadores da Grécia Antiga, trabalhar era malvisto. Aristóteles colocava o trabalho em oposição à liberdade ,e Homero via na ociosidade da antiga nobreza grega um objetivo desejável. O trabalho pesado era para mulheres, servos e escravos

2. Na Idade Média, trabalhar na agricultura era uma tarefa árdua. Quem era obrigado a trabalhos forçados por seus patrões, não tinha escolha. Mas, quem a tinha, preferia fazer festa e não se preocupar com o amanhã. Pensar em algum tipo de lucro era considerado vício. Uma cota de até cem dias livres por ano servia para garantir que o trabalho não ficasse em primeiro plano.

3. No século 18, começou a industrialização na Europa. Enquanto a população crescia, diminuía o espaço cultivável. As pessoas migraram para as cidades em busca de trabalho em fábricas e fundições. Em 1850, muitos ingleses trabalhavam 14 horas por dia, seis dias por semana. Os salários mal davam para sobreviver. Descobertas como a máquina a vapor e o tear mecânico triplicaram a produção

4. Surge uma nova classe Com as fábricas surge uma nova classe: o proletariado. Para Karl Marx, que cunhou este termo, o trabalho é a essência do homem. O genro de Marx, o socialista Paul Lafargue, constatou em 1880: "Um estranho vício domina a classe trabalhadora em todos os países (...) é o amor ao trabalho, um vício frenético, que leva à exaustão dos indivíduos". O cartaz acima diz: "Proletários do mundo, uni-vos"

5. Ao longo do século 20, aumentaram significativamente os custos sociais com os trabalhadores nas nações mais ricas do mundo. Como resultado, as empresas transferiram a produção para onde a mão de obra é mais barata. Em muitos países pobres prevalecem até hoje circunstâncias que lembram o início da industrialização na Europa: trabalho infantil, salários baixos e falta de segurança social.

6. 1943 = CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) é criada por decreto presencial de Getúlio Vargas, no Estado novo

7. 1951= Instituição do aviso prévio de 30 dias para empregador que rescindirem o contrato sem justa causa

8. 1962= criação do 13° salário; até então, o chamado bônus natalino era dado iniciativa própria das empresas

9. 1966 = Criação do FGTS para substituir a estabilidade após dez anos de serviço na mesma empresa

10. 1969 = Criação da carteira de trabalho e previdência social, que reproduz a vida funcional do trabalhador

11. 1977 = Instituição de ferias anuais de 30 dias corridos. Até então, o direito já existia, com período menor

12. 1988= Com a constituições, vieram importantes mudanças como a obrigatoriedade do FGTS e a permissão de jornada acima de 6 horas

13. 1991 = Criação de percentual minimo de empregados deficientes, com cotas entre 2% a 5% a depender de número de funcionários

14. 1998 = Criação do banco de horas, quando previstos em acordos coletivos, para compensação de horas extras em folgas em vez de remuneração

15. 1999 =São criadas medidas de proteção a mulher no trabalho, como proibição da discriminação na contratação e em promoções na empresa

16. 2001 = Tempo de deslocamento entre casa do empregado e o local de trabalho passa ser computado como jornada, quando o empregador oferece transporte

17. 2008 = Criação de incentivo fiscal para empresas que ampliam de 120 dias para 6 meses o período de licença maternidade e de 5 para 20 dias para a licença paternidade, alem disso, extensão do beneficio para pais adotivos

18. 2011 = reconhecimento do trabalho a distancia com o mesmo direitos de empregados presenciais

19. 2017 = Criada a lei de terceirização