Reações Orgânicas de Substituição

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Reações Orgânicas de Substituição por Mind Map: Reações Orgânicas de Substituição

1. As reações de substituição são aquelas nas quais um átomo (ou grupo de átomos) da molécula orgânica é substituído por outro átomo (ou grupo de átomos).

1.1. Genericamente, temos que uma reação de substituição pode ser representada da seguinte forma: | | – C – A + BX → – C – B + AX | | As reações de substituição ocorrem especialmente com alcanos, hidrocarbonetos aromáticos (benzeno e seus derivados) e com haletos orgânicos.

2. Halogenação: É assim chamada porque ocorre com as substâncias simples dos halogênios: F2, Cl2, Br2 e I2. No entanto, as mais comuns são a cloração (Cl2) e a bromação (Br2).

2.1. Exemplo: Monocloração do etano: O hidrogênio é substituído pelo cloro.

3. Nitração: Ocorre com o ácido nítrico.

3.1. Exemplo: Nitração do metano

4. Sulfonação: Ocorre com o ácido sulfúrico.

4.1. Exemplo: Sulfonação do benzeno

5. Alquilação: É conhecida por Alquilação de Friedel-Crafts porque foi concluída pela primeira vez por esses dois cientistas em 1877. Esse tipo de reação ocorre com os aromáticos e com os haletos orgânicos, em que pelo menos um de seus hidrogênios é substituído por um radical alquila.

5.1. Pode ser usado o cloreto de alumínio anidro como catalisador ou outros catalisadores, como o FeCl3.

5.2. Exemplo: Metilação do benzeno

6. Acilação: Essa reação ocorre quando um hidrogênio do anel aromático é substituído por um grupo acila.

6.1. Exemplo: Acilação do benzeno

7. Hidrólise alcalina: Essa reação ocorre com os haletos orgânicos quando sofrem quebra na presença de uma solução aquosa de base forte e álcoois são formados como produtos.

7.1. Exemplo: hidrólise alcalina do cloreto de etila (cloroetano) em que é formado o etanol