Memórias de livros - Minha história de vida com a leitura

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Memórias de livros - Minha história de vida com a leitura por Mind Map: Memórias de livros - Minha história de vida com a leitura

1. Cursista Z

1.1. A vida em Abaetetuba e Mundo do letramento - Fruto de um bom ambiente familiar. Para Eladio, a leitura é um prazer.

2. Cursista X

2.1. Leitora de histórias em quadrinhos - Mitologia atualizada - Leitura assídua, mas houve pouco contato na escola com os livros. Se não houve na escola, então... Leitura do Pequeno Príncipe.

3. Cursista h

3.1. Impacto da leitura - Barquinho de papel - Papel da literatura em viver várias personas -exercício de empatia. Autoconhecimento. Clube de leitura, a importância da biblioteca pública. Carlos Castañeda. Papel do professor - Jurema Bastos (Leitora e incentivadora). Leitura como pretexto para ensinar gramática. No ato de desaprender (excessivamente técnico), encontro a mim e ao outro.

4. Cursista I

4.1. Prática do professor em recomendar livros, em emprestar e depois comentar a obra, se ela indica ou não e qual o motivo. O que sentiu. Ler e retextualizar a leitura. Prática do café literário.

5. Pamela Rodrigues

5.1. "livros de Português, recheados de trechos de histórias, embalando as questões chatas de gramática."Chimamanda Adichie. clube de leitura “Leia Mulheres”. A gente se torna um incentivador pela paixão que temos pelos livros, pelas histórias.

6. Lucirene Ferreira

6.1. "Na prática docente, minha atividade preferida é contar e ler histórias para meus pequeninos (maternal) eles adoram ouvir e ver as imagens dos livros."

7. Cursista l

7.1. Projetos de leitura na escola / Apoio familiar

8. Ana Betânia Araujo

8.1. O incentivo à leitura vem de casa, não da escola / Leitura de obras que falam de valores importantes, como a pontualidade.

9. Cursista A

9.1. Escola sem muita técnica, mas com uma professora incrível (e que realmente gostava de ler). Hoje procura fazer o que a educadora fez por ela, procurando estimular a leitura, com estratégias como rodas de leitura.

10. Cursista B

10.1. Escreveu uma carta para a avó, descobriu que ela não sabia ler. Então, tornou-se professora. É uma incentivadora da leitura e trabalha em uma comunidade ribeirinha em Abaetetuba.

11. Cursista C

11.1. Trabalho da professora Maria Eunice, tradicional, mas efetivo, havia amor e envolvimento. Aprendeu a gostar de história em casa, com seus pais, grandes contadores de histórias. Leitura na escola - Iracema.

12. Cursista D

12.1. Biblioteca como espaço fechado. Sem projetos para circulação de livros. Leitura de um livro completo. Ausência de condições. Leitura para testa, sem debate. A gente luta para oferecer aos outros o que não tivemos.

13. Cursista E

13.1. A vida difícil. A importância de uma biblioteca pública. A gente vive em uma era na qual a pressa sobrepujou o olhar calmo, desacelerado e profundo.

14. Cursista F

14.1. A questão familiar. A amizade que proporcionou o primeiro contato com a leitura. Travessia do Inferno - Marilena Chauí.

15. Lilia Conceição

15.1. O Contato com a literatura veio pelas mãos da mãe, e não da escola (Só a leitura de livros didáticos). Leitura de resistência. Resistir para (re)existir.