ENTEROBACTÉRIAS

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
ENTEROBACTÉRIAS por Mind Map: ENTEROBACTÉRIAS

1. Bactérias entéricas

1.1. Gram positivas

1.2. Gram negativas

1.2.1. 80% são enterobactérias

2. Significado

3. Gram negativas

3.1. Características estruturais

3.1.1. Estruturas de parede, Rica em LPS

3.1.1.1. Endotoxina

3.1.1.2. Core

3.1.1.3. Antígeno O

3.1.2. Estruturas antigênicas

3.1.2.1. Antígeno O

3.1.2.2. Antígeno K

3.1.2.3. Antígeno H

3.2. Características morfotintoriais

3.2.1. Coloração de Gram

3.3. Características metabólicas

3.3.1. Teste de Fermentação

3.3.1.1. Não Fermentadores

3.3.1.2. Fermentadores de Glicose

3.3.1.2.1. Prova da Oxidase

3.3.1.3. Fermentação de Lactose

3.3.1.3.1. Enterobactérias que fermentam a lactose

3.3.1.3.2. Enterobactérias que não fermentam a Lactose

3.3.2. Aeróbio ou Anaeróbios facultativos

3.3.3. Todas as enterobactérias são Catalase positivo

3.3.4. Todas as enterobactérias reduzem nitrato a nitrito

3.4. Provas Bioquímicas

3.4.1. produção do INDOL a partir do Triptofano

3.4.2. prova do vermelho de metila: produção de ácidos mistos

3.4.3. teste de Voges-Proskauer: produção de ácido a partir de uma Via butilenoglicol

3.4.4. teste do citrato: produção do citrato como fonte de carbono

4. Mecanismos de Patogenicidade

4.1. Patógenos primários

4.2. Patógenos oportunistas

4.3. São responsáveis por 70% das infecções do trato urinário

4.4. Doenças transmitidas por alimentos

4.5. Infecções hospitalares

4.6. Meningite

4.7. Infecções de pele

5. Patogenicidade e Virulência

5.1. Infecções

5.2. Toxinfecções

5.3. Expressam Sideróforos

5.4. Liberação de Enterotoxinas

5.5. Alta expressão de Fímbrias

6. Escherichia coli

6.1. Características gerais e Bioquímicas

6.1.1. Cosmopolita

6.1.2. Lactose positivas

6.1.3. Móveis

6.1.4. Produzem INDOL a partir do Triptofano

6.2. Patogenicidade e Virulência

6.2.1. Apresenta 143 tipos diferentes de antígeno O, 91 de antígenos K e 49 de antígenos H.

6.2.2. Expressa diversos fatores de resistência antimicrobiana

6.2.3. Algumas são patógenos oportunistas e outras regularmente patogênicas.

6.2.4. Patótipos diarreogênicos

6.2.4.1. EPEC

6.2.4.2. EHEC

6.2.4.3. EIEC

6.2.4.4. ETEC

6.2.4.5. EAEC

6.2.4.6. DAEC

7. Klebsiella spp

7.1. Características gerais e Bioquímicas

7.1.1. Cosmopolita

7.1.2. Lactose positiva

7.1.3. Imóveis

7.1.4. Produtoras de cápsula

7.2. Patogenicidade e Virulência

7.2.1. Infecções oportunistas

7.2.2. Diversos sítios

7.2.3. Resistência antimicrobiana

7.2.4. Principal espécie: K.pneumoniae

8. Salmonella sp

8.1. Características gerais e bioquímicas

8.1.1. Lactose negativa

8.1.2. Móveis

8.1.3. Produzem ácido sulfídrico a partir da redução de enxofre no meio de cultura

8.2. Salmonella entérica subespécie entérica

8.2.1. Patogenicidade e Virulência

8.2.1.1. Autolimitantes em hospedeiros imunocompetentes (portadores assíntomáticos)

8.2.1.2. Requer uma elevada dose infectiva

8.2.1.3. Via mais comum de transmissão: fecal-oral

8.2.1.4. Principais tipos de infecção

8.2.1.4.1. Gastroenterite

8.2.1.4.2. Septicemia

8.2.1.4.3. Febre entérica