TRANSIÇÃO DEMOGRÁFICA E EPIDEMIOLÓGICA

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
TRANSIÇÃO DEMOGRÁFICA E EPIDEMIOLÓGICA por Mind Map: TRANSIÇÃO DEMOGRÁFICA E EPIDEMIOLÓGICA

1. Modelo contemporâneo ou prolongando

1.1. Superposição de etapas

1.1.1. Incidência alta e concomitantemente das etapas de pré e pós- transição

1.2. Contra transição

1.2.1. essurgimento de doenças já controladas anteriormente

1.3. Polarização epidemiológica

1.3.1. Níveis diferenciados de transição entre países em estado de morbidade mista

1.3.1.1. Processos de transição não concluídos, com parada em países em estado de mista

2. Histórico

2.1. Em 1922 foi publicada a primeira revista Epidemiológica de Saúde

2.2. Em 1971 início debates sobre a questão da SAÚDE- DOENÇA

2.3. Mudanças epidemiológicas associadas as transições demográficas e socioeconômica

2.3.1. A forte queda da natalidade e aumento da longetividade

2.3.1.1. Redução da Mortalidade precoce

2.3.1.1.1. O risco de morte antes7 dos 20 anos caiu 4,8% dos casos

2.3.1.1.2. Entre 2000 e 2010 a taxa de mostre em crianças com menos de 1 ano de vida caiu 45% dos índices.

2.3.1.1.3. A mortalidade infantil ocorre por baixa qualidade de vida, e o não do direto a saúde

3. Modelos básicos da transição epidemiológica

3.1. Modelos básicos da transição epidemiológica

3.2. Modelo acelerado

3.2.1. Transição prolongada

4. Doenças imunopreviníveis Doenças infecciosas Doenças parasitárias

4.1. Essa desde 1940 decaiu muito, hoje a morte causadas por doenças infecciosos e parasitárias

4.1.1. As principais causas dessas doenças eram por conta das condições higiênico- sanitária, miséria e exclusão social

4.1.2. O êxito dos resultados durante o período é até 2010 graças às políticas de saúde de prevenção e imunização

4.2. Poliomielite

4.3. Sarampo

4.4. Rubéola e Síndrome da rubéola congênita

4.5. Coqueluche

4.6. Meningite

4.7. Tétano

4.8. Dfteria

5. PANDEMIA COVID-19

5.1. No qual até a presente data teve 4.55 milhões de mortos no mundo e 587 mil no Brasil

5.2. No mundo 30% da população está vacinadoe no Brasil é um total de 34,5% da população

5.3. Pandemia do vírus do SARS-CoV, deste Dezembro de 2019 até os dias atuais

5.4. As vacinas desenvolvidas até o presente momento são todas para reduzir os sintomas do vírus

5.4.1. Ainda estão tentando controlar a situação.

5.4.2. O vírus do SARS-CoV possui 22 mutações que preocupam o mundo.

5.4.2.1. Delta

5.4.2.2. Gama

5.4.2.3. Alfa

5.4.2.4. MU

5.4.2.5. Beta

6. Doenças crônicas não Transmissíveis

6.1. Ao contrário das outras essas vem crescendo a cada ano. Tendo como principal vilão as mudanças dos abitos de vida.

6.1.1. O consumo de alimentos processados que são calóricos, com muito açúcar, gordurosos. Porque são alimentos rápidos e de fácil acesso.

6.1.2. Falta de prática de exercícios físicos

6.2. Essas são as novas doenças em que tem tido maior número de atendimentos em hospitais.

6.3. Como consequência hoje tem soma de doenças que vai da infância até a vida adulta, e que também podem ocasionar a morte

6.3.1. Hipertensão

6.3.2. Diabetes

6.3.3. Obesidade

7. Causas externas de mortes