Fisiopatologia das doenças pulmonares de maior prevalência

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Fisiopatologia das doenças pulmonares de maior prevalência por Mind Map: Fisiopatologia das doenças pulmonares de maior prevalência

1. DPOC

1.1. É a limitação do fluxo de ar provocada por resposta inflamatória a toxinas inalatórias.

1.2. Maior prevalência em indivíduos com 40 anos ou mais, classificada como uma das maiores causas de morte no Brasil, causada principalmente pelo tabagismo.

1.3. Sinais, sintomas e exame físico: pct apresenta tosse crônica, secreção, uso de musculatura assessória, dispneia, sibilos, tórax em tonel, cianose e sinal de Hoover. Para o diagnóstico é feito avaliação espirométrica, radiológica e gasométrica

2. ENFISEMA PULMONAR

2.1. Perda da elasticidade pulmonar devido a destruição tecidual

2.2. Causada na maioria das vezes por tabagismo e inalação de toxinas.

2.3. Sinais e sintomas: tosse produtiva e dispneia progressiva.

3. BRONQUITE CRÔNICA

3.1. Hipertrofia das mucosas nos brônquios maiores e inflamação crônica nas pequenas vias aéreas.

3.2. Sinais e sintomas: Tosse produtiva na maior parte do mês, tendo ocorrido no mínimo 3 meses do ano, dispneia, cefaleia, cansaço...

4. ASMA

4.1. É uma doença inflamatória crônica das vias aéreas, que pode ser revertida espontaneamente ou com tratamento.

4.2. Sinais e sintomas: tosse persistente, após brincadeiras ou após contato com alérgenos, falta de ar, dor ou aperto no peito.

5. FIBROSE PULMONAR

5.1. Se caracterizam por acometimento do interstício pulmonar, lesando regiões bronquíolo-alveolares.

5.2. Principais tipos: intersticial difusa, idiopática e sarcoidose.

5.3. Sinais e sintomas: dispneia, tosse seca, fadiga, infecção pulmonar recorrente, cianose, perda de peso, tiragem e baqueamento digital.

6. BRONCOPNEUMONIA

6.1. Inflamação do parênquima pulmonar com preenchimento alveolar por exsudato. Afeta lobos ou segmentos pulmonares, já a pneumonia é única ou múltipla, não segue uma segmentação.

6.2. Causada por agentes infecciosos, processos inflamatórios ou substancias tóxicas.

6.3. Sinais e sintomas: febre e sudorese, dispneia, fadiga, fraqueza muscular, dor torácica, taquipneia e taquicardia.