Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
AXÉ por Mind Map: AXÉ

1. Dança: Axé

1.1. Calorias queimadas por aula: de 500 a 700 calorias

1.2. Emagrece

1.3. Melhora na coordenação motora

1.4. Alivia o estresse

1.5. Pode-se dançar de todas as idades e níveis de condicionamento.

2. VARIAÇAO "Na verdade, o nome axé é um guarda-chuva para o universo infinito de possibilidades rítmicas. Então, o axé não é um ritmo, é um gênero musical, que é muito certo para o Carnaval em cima do trio, e que incorpora todos os ritmos mundiais, entre rock, reggae, funk... Desde que tenha o suingue", resume a cantora, que se tornou a primeira representante nacional do estilo

2.1. Talvez o axé music seja o que mais divide artistas, pesquisadores e o próprio folião baiano.

2.2. Para Luciano Matos, não é um ritmo, mas um estilo com vários ritmos.

2.3. Para Daniela Mercury, é um gênero musical, que possui influências diversas e múltiplas adaptações.

2.4. Todos eles, no entanto, concordam que o axé pode ser visto como a representação musical do Carnaval da Bahia.

3. O Axé é um gênero musical surgido no estado da Bahia na década de 1980 durante as manifestações populares do Carnaval de Salvador, misturando frevo pernambucano, samba, merengue, forró, ritmos do candomblé, pop rock, ritmos afro-brasileiros, reggae, maracatu e outros ritmos afro-latinos.

4. O axé é sucesso o ano inteiro, mas a época que mais se ouve falar é no carnaval. É uma dança bem brasileira: alegre e sensual. A palavra "axé" é uma saudação religiosa usada no candomblé, que significa energia positiva.

5. EVOLUÇAO Em 1992, após Araketu emerge a ousadia ideia de inserir instrumentos eletrônicos nos tambores, o Axé teve uma maior aproximação com o pop-rock. Mas a intenção não se concretizou e com o apoio da mídia, o ritmo rapidamente conquistou todos os cantos do país na forma de carnavais fora de época, as tradicionais micaretas.

6. HISTÓRIA O início do Axé : As origens do carnaval como conhecemos hoje estão na década de 1950, quando Dodô e Osmar começaram a tocar o Frevo pernambucano em guitarras elétricas de producão propria ( batizadas de guitarras baianas).Nascia o trio elétrico, atração do carnaval baiano que Caetano Veloso chamou a atenção nos anos 1975 na canção "atrás do trio elétrico". Eles tocavam ritmos afro como o ijexá e o samba.