Anti-hipertensivos

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Anti-hipertensivos por Mind Map: Anti-hipertensivos

1. Princípios Gerais

1.1. Capacidade de reduzir morbimortalidade

1.2. Ser eficaz por via oral

1.3. Ser usado em associação

1.4. Qualidade na produção

2. Diuréticos

2.1. Diminuição do volume extracelular

2.2. Preferência

2.2.1. DIU tiazídicos

2.2.1.1. Bom tempo de ação

2.2.1.2. clortalidona

2.2.1.3. hidroclorotiazida

2.2.1.4. indapamida

2.2.2. DIU de alça

2.2.2.1. Em caso de insuficiência renal e edema

2.2.2.2. furosemida

2.2.2.3. bumetanida

2.2.3. Poupadores de potássio

2.2.3.1. Normalmente utilizado junto com DIU de alça/tiazídicos

2.2.3.2. amilorida

2.2.3.3. espironolactona

2.3. Efeitos adversos

2.3.1. Fraqueza

2.3.2. Câimbra

2.3.3. hipovolemia

2.3.4. disfunção erétil

2.3.5. aumento do ácido úrico

3. Inibidores adrenérgicos

3.1. promovem a diminuição inicial do débito cardíaco, da secreção de renina e das catecolaminas

3.2. fármacos

3.2.1. carvedilol

3.2.2. nebivilol

3.2.3. nebivilol

3.2.4. propanolol

3.3. efeitos adversos

3.3.1. broncoespasmos

3.3.2. braquicardia

3.3.3. insônia

3.3.4. disfunção sexual

4. Agonistas alfa-2 centrais

4.1. Simpatoinibitórios: diminuição da atividade simpática e dos barorreceptores

4.1.1. Braquicardia

4.1.2. hipotensão

4.2. Metildopa

4.3. Clonidina

4.3.1. síndrome da perna inquieta

4.3.2. retirada de opióides

4.3.3. diarreia associada a diabetes

4.4. guanabezeno

4.5. inibidores de receptores imidazolínicos

4.5.1. moxonidina

4.5.2. rilmenidina

4.6. Efeitos adversos

4.6.1. reação autoimune

4.6.1.1. febre

4.6.1.2. anemia

4.6.1.3. galactorreia

4.6.1.4. disfunção hepática

5. Bloqueadores b-adrenérgicos

5.1. Diminuição do débito cardíaco e da secreção renina, readaptação dos barorreceptores e diminuição das catecolaminas

5.2. terceira geração

5.2.1. Carvedilol

5.2.1.1. bloqueia o receptor alfa-1-adrenérgico

5.2.2. nebivilol

5.2.2.1. Aumenta síntese e liberação de óxido nítrico no endotélio vascular

5.3. Propanolol

5.3.1. útil em pacientes com tremor essencial

5.4. Efeitos adversos

5.4.1. Broncoespamos

5.4.2. Braquicardia

5.4.3. Distúrbios da condução atrioventrícular

5.4.4. insônia/pesadelos

5.4.5. depressão psíquica

5.4.6. Combinado com DIU: o metabolismo da glicose é potencializado

6. Alfabloqueadores

6.1. Agem como antagonistas competitivos dos alfa-receptores pós-sinápticos, levando a redução de RVP sem mudança no débito cardíaco - possui efeito discreto - uso associado

6.2. Doxazosina

6.3. Prazosina

6.4. Terazosina

6.5. Efeitos adversos

6.5.1. Hipotensão sintomática na primeira dose

7. Vasodilatadores diretos

7.1. Atuam relaxando a musculatura lisa arterial, levando a redução da RVP

7.2. Minoxidil

7.3. Hidralazina

7.4. Efeitos adversos

7.4.1. hidralazina

7.4.1.1. cefaleia

7.4.1.2. taquicárdia

7.4.2. Deve ser evitado: paciente com aneurisma dissecante da aorta e hemorragia cerebral

7.4.3. anorexia

7.4.4. náusea

7.4.5. vômito

7.4.6. diarreia

8. BCC

8.1. Agem na redução de RVP como consequência da diminuição da quantidade de cálcio no interior das células musculares lisas das arteríolas

8.2. 2 tipos

8.2.1. Di-idropiridínicos

8.2.1.1. Exercem efeito vasodilatador predominante, com pouca interferência na função sistólica

8.2.1.2. amlodipino

8.2.1.3. nifedipino

8.2.1.4. felodipino

8.2.1.5. nitrendipino

8.2.1.6. manidipino

8.2.1.7. lercanidipino

8.2.1.8. levanlodipino

8.2.1.9. lacidipino

8.2.1.10. isradipino

8.2.1.11. nisoldipino

8.2.1.12. nimodipino

8.2.2. Não Di-idropiridínicos

8.2.2.1. Menor efeito dilatador e podem deprimir a função sistólica

8.2.2.2. fenilalquilaminas

8.2.2.2.1. verapamil

8.2.2.3. benzotiazepinas

8.2.2.3.1. diltiazem

8.3. Efeitos adversos

8.3.1. Edema maleolar

8.3.2. Rubor facial - Di-idropiridínicos

8.3.3. hipertrofia gengival

8.3.4. braquicardia

9. IECA

9.1. Ação na enzima conversora de angiotensina I impedindo que vire II - ação vasoconstritora

9.2. Retardam o declínio da função renal em pacientes com nefropatia diabética

9.3. Efeitos adversos

9.3.1. elevação da ureia e creatinina

9.3.2. hiperpotassemia - pacientes com insuficiência renal.

10. BRA

10.1. Antagonizam a ação da angiotensina II bloqueando os receptores AT (responsáveis pela vasoconstrição)

10.2. Efeitos adversos

10.2.1. contraindicados na gravidez

11. Inibidores direto da renina

11.1. Promove inibição direta da ação renina diminuindo a formação de angiotensina II

11.2. efeitos adversos

11.2.1. aumento de CPK

11.2.2. tosse