SISTEMA REPRODUTOR MASCULINO

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
SISTEMA REPRODUTOR MASCULINO por Mind Map: SISTEMA REPRODUTOR MASCULINO

1. ANATOMIA

1.1. FUNÍCULO ESPERMÁTICO

1.1.1. Cordão de estruturas que entram e saem do testículo

1.1.2. Suspende o testículo no escroto

1.1.3. Geralmente é maior do lado esquerdo

1.1.4. É revestido por três camadas: espermática interna, cremastérica e espermática externa.

1.1.5. A fáscia cresmastérica varia de acordo com a temperatura, frio: contrai/ calor: relaxa.

1.2. ESCROTO

1.2.1. saco cutâneo fibromuscular que contem os testículos

1.2.2. é constituído por pele, músculo dartos e as fáscias do funículo espermático

1.2.3. é dividido em metade direita e esquerda pela rafe cutânea que é continua com a rafe peniana e anal

1.2.4. apresenta glândulas sebáceas, sudoríparas e terminações nervosas.

1.3. TESTÍCULO

1.3.1. são gônadas reprodutoras

1.3.2. produzem os espermatozoides e testosterona

1.3.3. é envolvido pela túnica vaginal, albugínea e vasculosa

1.3.3.1. Túnica vaginal

1.3.3.1.1. Formada durante a descida do testículo para o escroto

1.3.3.1.2. Possui duas lâminas, a visceral e a pariental. Entre elas existe um líquido que quando inflamado é HIDROCELE

1.3.3.2. Túnica albugínea

1.3.3.2.1. recobre todo o testículo, exceto a cabeça do epidídimo (tecido conjuntivo denso)

1.3.3.2.2. forma a parte externa, fibrosa e resistente

1.3.3.3. Túnica vasculosa

1.3.3.3.1. reveste todos os lóbulos testiculares

1.3.3.3.2. contem um plexo de vasos sanguíneos e delicado tecido conjuntivo frouxo

1.4. EPIDÍDIMO

1.4.1. apresenta cabeça estendida, corpo e cauda

1.4.2. revestido pela túnica vaginal

1.4.3. coleta e armazenamento dos espermatozoides produzidos

1.4.4. é revestido por epitélio pseudoestratificado

1.5. CANAL DEFERENTE

1.5.1. é a continuação distal do epidídimo

1.5.2. conduz os espermatozoides até o ducto ejaculatório

1.5.3. Aplasia vasal: ductos deferentes congenitamente ausentes

1.5.4. são revestidos por epitélio colunar ciliado simples

1.5.5. Deferentectomia (vasectomia): corte ou ligação no canal para impedir a passagem dos espermatozoides para o ejaculado

1.6. VESÍCULA SEMINAL

1.6.1. são tubos saculares e contorcidos localizados entre a bexiga e o reto

1.6.2. não armazena espermatozoides

1.6.3. secreta substância que nutre os espermatozoides

1.6.4. secreção de proteínas que coagulam o sêmen, prostaglandinas e líquido alcalino

1.6.5. a parede da glândula é composta por uma camada externa de tecido conjuntivo

1.7. PRÓSTATA

1.7.1. glândula acessória

1.7.2. líquido prostático: pH alcalino, nutre os espermatozoides (20% do volume do sêmen)

1.7.3. seu crescimento é influenciado pela testosterona

1.7.4. é dividida em porção anterior, posterior e média

1.7.5. o lobo médio pode sofrer hipertrofia com o avanço da idade, sendo examinado no toque retal

1.8. DUCTO EJACULATÓRIO

1.8.1. formado pela união do ducto deferente ao ducto da glândula seminal

1.8.2. é revestido por epitélio pseudoestratificado

1.8.3. sua obstrução pode levar a azospermia

1.8.4. suas paredes são delgadas e contém uma camada fibrosa externa- se dilatam na ejaculação

1.9. GLÂNDULAS BULBOURETRAIS

1.9.1. são pequenas massas arredondadas com 1 cm de diâmetro

1.9.2. estão envolvidas por fibras de músculo do esfíncter da uretra

1.9.3. consiste em diversos lóbulos unidos por uma cápsula fibromuscular

1.9.4. o epitélio glandular é colunar

1.9.5. secreta mucinas ácidas e neutras na parte esponjosa da uretra antes da ejaculação

1.9.6. sua secreção tem função lubrificante

1.10. URETRA

1.10.1. epitélio de transição e epitélio estratificado cilíndrico

1.11. PÊNIS

1.11.1. possui raiz (firme no períneo) e corpo (livre e pendular coberto por pele)

1.11.2. pele é delgada, pregeada no colo da glande para formar o prepúcio

1.11.3. Raiz: possui três massas de tecido erétil

1.11.4. Corpo: possui corpo cavernoso direito, corpo cavernoso esquerdo e corpo esponjoso

1.11.5. Esses tecidos se ingurgitam de sangue para promover a ereção

1.11.6. Ligamento suspensor do pênis: ligamento fundiforme e suspensor

2. EMBRIOLOGIA

2.1. SEXO CROMOSSÔMICO : XX / XY

2.2. 7º SEMANA: SURGIMENTO DAS CARACTERÍSTICAS SEXUAIS MORFOLÓGICAS

2.3. 5º SEMANA: DESENVOLVIMENTO GONADAL

2.4. GENE SRY - INDUZ A FORMAÇÃO DO TESTÍCULO E REGRESSÃO DO DUCTO DE MULLER

2.4.1. EM EMBRIÕES XY A MEDULA DÁ ORIGEM AOS TESTÍCULOS

2.4.2. FATOR Y ESTIMULA A FORMAÇÃO DOS CORDÕES SEMIÍFEROS (FUTUROS TÚBULOS)

2.4.3. CÉLULAS DE SERTOLI PRODUZ HORMÔNIO ANTIMULLERIANO - DEGENERA DUCTO DE MULLER

2.4.4. CÉLULAS DE LEYDIG PRODUZ TESTOSTERONA - ESTIMULA O DUCTO DE WOLFF (MESONEFRO)

3. ESPERMATOGÊNESE

3.1. ocorre nos túbulos seminíferos

3.2. começa na idade média de 13 anos de idade e se prolonga até o fim da vida (reduz na velhice)

3.3. espermatogônias são as células tronco para a formação dos espermatozoides

3.4. proliferação das espermatogônias por divisão mitótica

3.5. formação dos espermatócitos primários - por meiose vão produzir os espermatócitos secundários

3.6. cada espermatócito secundário produz 4 espermátides

3.6.1. a espermátide amadurece gradualmente em espermatozoide

3.6.2. processo de espermiogênese

3.7. todo o processo de espermatogênese dura 74 dias

4. ALTERAÇÕES NA PUBERDADE