Biogeografia

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Biogeografia por Mind Map: Biogeografia

1. Esta disciplina científica originou em grande parte a partir do trabalho de Alfred Russel Wallace no Arquipélago Malaio.

2. Divisões Biogeográficas do mundo:

2.1. Neotropical

2.2. Australiana

2.3. Cabo

2.4. Paleotropical

2.5. Antártica

2.6. Holoártica

3. Distribuição geográfica dos táxons

3.1. Biogeografia fenótica – área de distribuição individual

3.2. Biogeografia de dispersão – composição e afinidades de regiões e localidades. Centros de origens e história da dispersão de táxons (Biogeografia Filogenética)

3.3. Biogeografia Vicariante e Panbiogeografia- área de distribuição congruente de táxons de filogenia distinta.

3.3.1. Vicariância

3.3.1.1. espécies afins em substituição umas às outras em territórios vizinhos nos nichos ecológicos.

3.3.1.2. Vicariância ecológica – quando espécies simpátricas vivem em meios diferentes. Vicariância geográfica – quando as espécies são alopátricas.

4. O tema central de estudos da biogeografia gira em torno do estudo da evolução das espécies e o modo como as diversas condições ambientais possíveis influem no desenvolvimento da vida.

5. Para podermos entender a distribuição de um táxon, é necessário:

5.1. Conhecer a história deste, quais são seus parentes (Filogenia);

5.2. Determinar quais fatores climáticos atual (Climatologia);

5.3. Conhecer a composição química do solo, eventos geológicos que determinaram a área atual de distribuição (Geologia);

5.4. Investigar se há registros fósseis de seus antecedentes (Paleontologia);

5.5. Estudar o tipo de região, se há ou não predadores, parasitas, etc.

6. É dividida em:

6.1. Biogeografia Histórica que objetiva reconstruir a origem, dispersão e extinção de taxa e biotas;

6.2. Biogeografia Ecológica que analisa a distribuição atual e a variação geográfica da diversidade em função das interações entre organismos e o meio físico e biótico.

7. Os três processos biogeográficos fundamentais são especiação, extinção e dispersão.

7.1. Especiação é o processo através do qual novas espécies são formadas a partir de uma única espécie ancestral.

7.2. Extinção: Muitos grupos de plantas e animais que foram dominantes em um determinado período geológico foram eliminados ou substituídos por novas linhagens. Nos ambientes terrestres os dinossauros e outros répteis foram substituídos por pássaros e mamíferos, enquanto que as pteridófitas e gimnospermas foram suplantadas pelas Angiospermas.

7.3. Dispersão:Para que um organismo possa ampliar a sua área de distribuição é necessário que este seja capaz de cruzar as barreiras existentes. O movimento de indivíduos ou populações ao longo de territórios inóspitos, envolvendo o cruzamento de barreiras geográficas, corresponde ao conceito de dispersão biogeográfica.

8. Distribuição geográfica de espécies:

8.1. Endêmicos: organismos restritos a uma área particular por razões históricas, ecológicas ou fisiológica; Cosmopolitas: organismos de ampla distribuição em todos os continentes (ou quase todos, geralmente excetuando a Antártida); Disjuntas – populações que ocorrem de forma descontínua, separadas por áreas onde o táxon não ocorre; Contínuas – população que ocorre sem interrupção em sua área de distribuição.