Formação Sociocultural e ética II

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Formação Sociocultural e ética II por Mind Map: Formação Sociocultural e ética II

1. Cultura

1.1. cultivar

1.1.1. cuidar da terra

1.1.1.1. agricultura

1.1.2. criado pelo homem

1.2. não é herança genética

1.3. inserção em determinado contexto social

1.4. tradições e costumes

1.5. cultura erudita

1.5.1. elite social

1.5.2. pensamento cientifico

1.6. cultura popular

1.6.1. modo de vida do povo

1.6.2. historias

1.6.2.1. contos

1.6.2.2. lendas

1.6.2.3. mitos

1.6.2.4. danças

1.6.2.5. artesanato

1.6.2.6. tradições alimentares

1.7. Folclore

1.7.1. saber do povo

1.7.2. lendas

1.8. cultura de massa

1.8.1. industrializada

1.8.2. associada ao consumo

2. Gastronomia e Identidade Cultural

2.1. histórias de civilizações

2.2. forma de alimentação de uma região

2.3. ritos

2.4. adaptações em relação ao meio

2.5. etnogastronomia

2.5.1. praticas que ligam o homem ao meio

2.5.2. Técnicas de alimentares

2.5.3. tradições gastronômicas

2.6. Hospitalidade

2.6.1. comensalidade

2.6.1.1. receber e bem servir

2.6.1.2. interagir e integrar-se em sociedade

2.6.1.3. acolher o outro

2.6.1.4. manifestação de generosidade

3. Sociologia

3.1. compreende a natureza, sociedade e o homem

3.2. Fatos Sociais

3.2.1. generalidade

3.2.2. exterioridade

3.2.3. coercitividade

3.3. sentimentos coletivos – consciências individuais

3.4. Viver é quase sempre conviver em grupo ou sociedade

3.5. Alimentação

3.5.1. adaptações alimentares

3.5.2. miscigenação cultural

3.5.3. novos hábitos

3.5.4. união de pessoas

3.5.5. festividades e comemorações

3.6. Sustentabilidade e responsabilidade social

3.6.1. restaurante solidário

3.6.2. ações voltadas a a doações para causas humanitárias

3.6.3. recolhimento do excesso de comida e doa-lo a organizações sociais

3.6.4. inclusão de funcionários com deficiência

3.6.5. Compartilhamento de espaços do restaurante com a comunidade para realizar projetos sociais

3.6.6. Participação ativa de campanhas sociais organizadas no setor alimentício

4. Culinária Brasileira

4.1. cultura indígena

4.1.1. alimentos cultivados: mandioca, milho, batata-doce, cará, feijão, amendoim, tabaco, abobora, urucu, algodão, abacaxi, mamão, erva-mate, guaraná, pimentas, caju, pequi, açaí, mangaba, jabuticaba, maracujá

4.2. matriz Lusa – Portugueses

4.2.1. busca de especiarias nas Índias

4.2.2. Trouxeram nos navios

4.2.2.1. coco, figo, laranja, limão, melão, agrião, espinafre, chicória, trigo, arroz

4.2.2.2. mostarda, coentro, hortelã, cebolinha, manjericão, alho, alfavaca, gengibre, cana-de-açúcar, temperos da índia

4.2.2.3. bois, vacas, touros, ovelhas, cabras, carneiros, porcos, galinhas, patos

4.3. Africanos

4.3.1. Influencia nas danças

4.3.2. Religiosidade

4.3.3. Contribuições: quiabo, inhame, erva-doce, gengibre, açafrão, gergelim, amendoim africano, melancia, outras variedades de coco, banana

4.3.4. exploração de pouca matéria prima

4.3.4.1. com o milho e a mandioca elaborou o angu e o mingau ou pirão

4.3.4.2. utilizou o feijão preto, o quiabo, ensinou a fazer vatapá, caruru, mungunzá, acarajé, angu e pamonha.

4.3.4.3. Feijoada

4.4. cozinha cabocla

4.4.1. cultura amazônica – povo da selva e influência indígena

4.4.2. uso de leguminosas e frutas do dia a dia

4.4.2.1. abacaxi, a pupunha, a banana, o maracujá; grãos como milho, feijões, amendoim e tubérculos como batata-doce, cará

4.4.2.2. peixes, camarão

4.5. cozinha caipira

4.5.1. Interior de São Paulo

4.5.2. viveu do trabalho na lavoura tirando da terra o próprio sustento

4.5.3. feijão, a mandioca e o milho

4.5.4. “mistura” – carne de porco, vaca e abobora

4.5.5. utilização do milho

4.5.5.1. farinha utilizada no fubá e beiju, na pamonha, nos mingaus, nos bolos e no curau

4.5.5.2. com milho seco, eram produzidas a pipoca, as quireras, as canjicas e assadas as broas

4.5.6. miscigenação do índio nativo com o português colonizador

4.6. cozinha crioula

4.6.1. Forte influencia da colonização brasileira

4.6.2. mistura da cultura portuguesa com a indígena

4.6.3. Rio de Janeiro, Litoral da Bahia e Pernambuco (além da região das Minas Gerais)

4.6.4. Folclore, narrativas míticas

4.6.5. religiões afro-brasileira

4.6.6. inclusão de milho nas comidas

4.6.7. destaques: vatapá, acarajé, caruru, mungunzá, sarapatel, baba de moça, cocada, bala de coco.

4.7. cozinha sertaneja

4.7.1. criação de gado

4.7.1.1. comercio interno

4.7.1.2. couro e carne

4.7.2. cultivo principal de arroz, feijão, milho e outros

4.7.3. Contribuições

4.7.3.1. buchada de bode

4.7.3.2. maxixe, a batata-doce, o inhame, o milho, o jerimum e a macaxeira

4.7.3.3. utilização de feijão-de-corda

4.7.3.4. baião de dois

4.7.3.5. arrumadinho

4.7.3.6. manteiga de garrafa e queijo coalho

4.7.3.7. rapadura e bolo pé-de-moleque

4.8. cozinha sulina

4.8.1. bases açorianas, alemãs, italianas

4.8.2. alimentação

4.8.2.1. churrascos e assados servidos no espeto

4.8.2.2. pratos elaborados à base de frutos do mar, como siris, vários tipos de camarões, ostras, vieiras, lagostas e peixes elaborados ao forno, na brasa, em caldeiradas

4.8.2.3. mocotó de campo

4.8.2.4. arroz-de-carreteiro

4.8.3. imigrantes italianos

4.8.3.1. pratos típicos, como a polenta, frango, massas bebidas e vinho

4.8.4. Imigrantes alemães

4.8.4.1. biscoitos, bolos, batatas e às bebidas, como a cerveja.