Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Primeiro Socorros por Mind Map: Primeiro Socorros

1. Se nada funcionar e houver parada respiratória chame socorro: 192

2. Afogamentos

2.1. Atendimento em Terra

2.1.1. Consciente

2.1.1.1. Aqueça com cobertores ou um banho quente

2.1.2. Inconsciente

2.1.2.1. Primeiramente chame a emergência: 192

2.1.2.2. Respiração boca-a-boca

2.1.2.2.1. Deite a pessoa de barriga para cima

2.1.2.2.2. Tampe o nariz com a mão e sopre o ar de da boca duas vezes

2.1.2.2.3. Continue com a sequência de duas sopradas até o socorro chegar

2.1.2.3. Reanimação cardíaca

2.1.2.3.1. Ajoelhe-se ao lado da pessoa na altura dos ombros dela

2.1.2.3.2. Com os braços esticados apoie as mãos em cima do tórax dela

2.1.2.3.3. Usando o peso do seu corpo faça 30 compressões

2.1.2.3.4. Alterne com o procedimento de respiração boca-a-boca

2.2. Resgate da vítima

2.2.1. Se possível permaneça em terra e tente alcançar a pessoa com objetos

2.2.2. Não use as próprias mãos

2.2.3. Se tiver que entrar na água certifique-se que será capaz de nadar até a vitima e retornar

2.2.4. Quando se aproximar, tente acalmá-la

2.2.5. Oriente para que ela permaneça de costas para você

2.2.6. Se for agarrado pela vítima, mergulhe

2.2.7. Abrace-a pelo tórax por baixo da axila, e nade até sair da água

3. AVC/ Derrame

3.1. Suspeita de AVC, leve o paciente imediatamente para um hospital

3.2. Caso suspeite de você mesmo, procure uma carona para ir ao hospital

3.3. Principais sintomas: paralisia, insensibilidade ou formigamento em um lado da face

3.4. Sintomas genéricos: tonturas, dores de cabeça, fraqueza, náuseas, vômitos e desmaio

4. Câimbras

4.1. Alongue o músculo que estiver sofrendo espasmo

4.2. Se for na perna, fique em pé e coloque se peso sobre a perna acometida

4.3. Caso não consiga ficar em pé, sente-se e estique a perna acometida

4.4. Aplique calor no local com uma compressa quente

4.5. Analgésico e anti-inflamatórios não tem utilidade

5. Choques elétricos

5.1. Interrompa o contato da pessoa com a fonte elétrica sem tocar diretamente na vítima

5.2. Ligue para o resgate: 192

5.3. Veja se a pessoa respira, consegue se movimentar ou emitir som

5.4. Ajoelhe-se ao lado da pessoa na altura dos ombros dela

5.5. Com os braços esticados apoie as mãos em cima do tórax dela

5.6. Usando o peso do seu corpo faça 30 compressões

5.7. Alterne com o procedimento de respiração boca-a-boca

5.8. Deite a pessoa de barriga para cima

5.9. Tampe o nariz com a mão e sopre o ar de da boca duas vezes

5.10. Continue com a sequência de duas sopradas até o socorro chegar

6. Cólica renal

6.1. Assim que começar tome um analgésico, antiespasmódico ou anti-inflamatório

6.2. Se não melhorar ou voltar mais forte, leve a pessoa a um pronto-socorro

6.3. Avise o PS que se trata de um caso de cólica renal

6.4. Não ofereça água durante as crises, pois pode piorar

7. Corpos estranhos

7.1. Nariz

7.1.1. Comprima a narina com um dedo e assoe bem forte, até o objeto ser expelido

7.1.2. Se ão conseguir assim, procure ajuda médica

7.2. Olho

7.2.1. Lave com água em abundância mas evite coçar ou esfregar

7.2.2. Se persistir, procure ajuda médica

7.3. Ouvido

7.3.1. Não tente tirar o corpo estranho utilizando pinças, palitos ou agulhas

7.3.2. Leve a pessoa para um pronto-socorro

8. Cortes

8.1. Armas

8.1.1. Leve a pessoa imediatamente ao hospital ou chame socorro: 192

8.2. Cortes superficiais com facas

8.2.1. Lave as mãos com água e sabão

8.2.2. Coloque a pessoa ferida deitada e ponha o membro machucado em posição mais elevada que o corpo

8.2.3. Pressione a região ferida com um pano limpo ou gaze até estancar

8.2.4. Procure atendimento médico, pois pode haver necessidade de levar pontos

8.3. Faca presa no corpo

8.3.1. NUNCA tente retirar a faca, pode atingir uma veia ou artéria

8.3.2. Oriente a pessoa para que ela se movimente o mínimo possível

8.3.3. Procure atendimento médico ou chame socorro: 192

8.4. Muito profundos com sangramento abundante

8.4.1. Leve a vítima para o hospital ou chame socorro: 192

8.4.2. Antes de chegar ao hospital ou o socorro chegar, comprima a região com gaze ou um pano limpo

8.4.3. Mantenha a região atingida mais elevada que o resto do corpo

8.5. Profundos

8.5.1. Lave as mãos com água e sabão antes de mexer no ferimento

8.5.2. Coloque a pessoa ferida deitada e mantenha o membro machucado em posição mais elevada

8.5.3. Pressione a região ferida com um pano limpo ou gaze

8.5.4. Caso você esteja envolvido no acidente e sua pele também esteja ferida, a própria vítima deve pressionar sozinha

8.5.5. Se ela não conseguir sozinha providencie proteção para evitar contato com o sangue da vítima

8.5.6. Mesmo com o sangramento estancado procure atendimento médico, pode ser necessário levar pontos

8.6. Superficiais e esfoladuras

8.6.1. Antes de examinar o local, lave as mãos com água e sabão

8.6.2. Se ainda estiver sangrando pegue uma gaze ou um pano limpo e comprima

8.6.3. Lave o ferimento com água e sabão e retire a sujeira

8.6.4. Se a ferida estiver em contato com objetos enferrujado ou sujos de terra, procure atendimento médico

8.6.5. Caso surja vermelhidão, dor ou inchaço, procure um médico

9. Desmaio

9.1. Começou a desfalecer

9.1.1. Apoie a pessoa de qualquer forma para evitar que ela caia

9.1.2. Coloque-a sentada com a cabeça entre os joelhos

9.1.3. Oriente-a a inspirar e expirar até que o mal estar passe

9.1.4. Não permita que ela se levante até o mal estar passar

9.1.5. Quando ela se sentir bem ofereça água, chá, suco ou água com açúcar

9.2. Desmaio já ocorreu

9.2.1. Deite a pessoa com a cabeça e os ombros em posição mais baixa que o resto do corpo

9.2.2. Se ela vomitar vira a cabeça de lado

9.2.3. Quando recobrar a consciência não permita que ela se levante sozinha

9.2.4. Deixe-a alguns minutos sentada

9.2.5. Depois mande-a levantar e caminhar lentamente

9.2.6. Quando ela se sentir bem ofereça água, chá, suco ou água com açúcar

10. Engasgamento

10.1. Bebês e crianças pequenas

10.1.1. Sentado, cloque-a de bruços

10.1.2. Use um dos seus braços para apoiá-la sobre sua coxa e segurar seu queixo

10.1.3. Com a outra mão comprima as costas da criança, repita a manobra 5 vezes seguidas

10.1.4. Se nada funcionar e houver parada cardiorrespiratória chame socorro: 192

10.2. Vítima consciente

10.2.1. Segure a pessoa por trás com as mãos em torno da cintura

10.2.2. Feche uma de suas mãos logo acima do umbigo da vítima bem firme

10.2.3. Use a outra mão para manter o punho fixo no local

10.2.4. Comprima o abdômen rápida e fortemente em sequência 5 vezes seguidas

10.3. Vítima inconsciente

10.3.1. Deite a pessoa no chão de barriga para cima e tente enxergar o que causou o engasgo

10.3.2. Se conseguir, retire cuidadosamente com os dedos

10.3.3. Se não conseguir enxergar não tente encontrar o objeto nem coloque a mão dentro da boca da vítima

10.3.4. Sente-se em uma cadeira e ponha uma almofada sobre seus joelhos

10.3.5. Coloque a pessoa de bruços no seu colo

10.3.6. Faça 5 compressões fortes seguidas nas costas da vítima

11. Fraturas e entorses

11.1. Coluna

11.1.1. Só movimente a vítima se for arriscado deixá-la no local, como no caso de um incêndio

11.1.2. Só continue se conseguir improvisar uma mca com um material rígido

11.1.3. Com a ajuda de 3 pessoas ou mais, ponha cuidadosamente a vítima na "maca"

11.1.4. Se possível prenda o corpo da vítima a maca com tiras de tecido

11.1.5. Depois de tirar a vítima do local de risco, aguarde o socorro chegar: 192

11.2. Mãos, braços ou ombros

11.2.1. Jamais tente colocar os ossos deslocados no lugar

11.2.2. Pressione as pontas dos dedos e observe se o sangue demora para voltar a circular

11.2.3. Se demorar, chame socorro imediatamente: 192

11.2.4. Caso o sangue volte a circular normalmente, imobilize o antebraço com uma tala improvisada

11.2.5. Se a fratura for na mão faça a imobilização com os dedos levemente dobrados

11.3. Pé

11.3.1. Procure atendimento médico o quantos antes: 192

11.3.2. Não mexa o pé da vítima, se ela estiver de sapato não tire

11.3.3. Faça uma tala improvisada e amarre com 3 tiras, e aguarde o socorro ou leve a pessoa para o hospital

11.4. Perna ou coxa

11.4.1. Deite a vítima e em seguida com toalhas ou cobertores acomode as pernas dela

11.4.2. Com 5 pedaços de pano imobilize as duas pernas e chame socorro: 192

12. Infarto

12.1. Antes de tudo dê dois comprimidos de ácido acetilsalicílico infantil para a pessoa

12.2. Leve a pessoa o mais rápido possível para um pronto socorro ou hospital

12.3. Enquanto aguarda afrouxe as roupas do socorrido

12.4. Tente mantê-lo calmo mas não ofereça nenhum calmante

12.5. Não o deixe fazer nenhum esforço

12.6. Quando há parada cardíaca chame socorro: 192

13. Insolação

13.1. Tire a roupa do socorrido

13.2. Leve-o para um hospital ou chame socorro: 192

13.3. Resfrie o corpo da pessoa usando compressa de água fria

13.4. Se for aguardar socorro você pode usar ventiladores

13.5. As pessoas que estão com insolação estão desidratadas, então evite dar água em excesso

14. Intoxicação e alergias

14.1. Agrotóxicos

14.1.1. Se for ingestão acidental procure atendimento médico imediato: 192

14.2. Água sanitária

14.2.1. Se houver contato com os olhos lave com água corrente por 10 minutos

14.2.2. Se a pessoa engoliu, ofereça água pura ou azeite para ela beber

14.2.3. Apesar de tudo procure atendimento médico que é indispensável

14.3. Alergias e intoxicação alimentar

14.3.1. Dê à vítima um comprimido antialérgico e procure atendimento médico

14.4. Gasolina

14.4.1. Nunca tente provocar vômitos

14.4.2. Leve a pessoa para um local arejado

14.4.3. Providencie um transporte até um pronto socorro

14.5. Mandioca-brava

14.5.1. A pessoa deve ser levada imediatamente para um hospital

14.5.2. Informe ao serviço de emergência que se trata da ingestão de mandioca-brava

14.6. Paracetamol

14.6.1. Se souber quantos comprimidos foram, informe ao médico

14.6.2. Induza o vômito e se possível dê a vítima N-acetilcisteína

14.6.3. Leve-a ao médico ou chame socorro: 192

14.7. Querosene

14.7.1. Não tente provocar vômitos

14.7.2. Leve a pessoa imediatamente ao hospital ou chame socorro: 192

14.8. Sabonetes, perfumes e desodorantes

14.8.1. Leve a pessoa imediatamente ao hospital ou chame socorro: 192

14.8.2. No caminho ou em quanto aguarda o socorro dê água pura e analgésicos comuns

14.8.3. Em caso de contato com os olhos lave-os com água corrente por 5 minutos

14.9. Soda caústica e derivados de amônia

14.9.1. Caso tenha sido inalado mantenha a pessoa em um local bem ventilado

14.9.2. Providencie transporte para o hospital ou chame socorro: 192

14.9.3. Se houver contato com a pele lave a área com água corrente por 10 minutos

14.9.4. No caminho ou enquanto espera socorro dê sucos cítricos

14.9.5. Jamais provoque vômitos

15. Naúseas e vômitos

15.1. Se tiver fazendo alguma atividade pare

15.2. Mantenha-se hidratado tomando líquidos regularmente em pequenas quantidades

15.3. Chupar gelo pode ajudar a aliviar a naúsea

15.4. Não fique longos períodos em jejum

15.5. Medicamentos simples podem ajudar

15.6. Se os vômitos forem intensos, procure um serviço de saúde imediatamente

15.7. Procure atendimento médico também quando não conseguir beber nada por 12 horas

16. Picadas e mordidas

16.1. Aranhas

16.1.1. Cubra o local da picada com um pano limpo e aplique gelo

16.1.2. Se a vítima apresentar sintomas estranhos, procure atendimento médico ou chame socorro: 192

16.2. Cobras

16.2.1. Mantenha a pessoa deitada, imóvel, com o membro atingido mais elevado que o resto do corpo

16.2.2. Faça compressas de água fria ou aplique bolsa de gelo no local

16.2.3. Leve a pessoa ao hospital com cuidado ou chame socorro: 192

16.2.4. Se possível leve o animal para ajudar a identificar o soro mais adequado

16.3. Domésticos/ Não domésticos

16.3.1. Lave o local ferido com água limpa e sabão

16.3.2. Cubra a região com um pano limpo ou gaze

16.3.3. Só um médico poderá avaliar a necessidade de aplicação de vacina

16.4. Escorpiões

16.4.1. Cubra o local da picada com um pano limpo e aplique gelo

16.4.2. Procure imediatamente atendimento médico ou chame socorro: 192

16.5. Formigas e abelhas

16.5.1. Se apresentar dificuldade para respirar leve-a ao pronto socorro imediatamente

16.5.2. Caso não seja possível chame socorro: 192

16.5.3. Em casos brandos apenas aplique compressa de água fria

17. Pressão baixa

17.1. Faça a pessoa deitar em um ambiente confortável

17.2. Ofereça líquidos em pequena quantidade

17.3. Descubra se a pessoa tomou algum medicamento

17.4. Se os sintomas persistirem por mais de 15 minutos chame socorro: 192

18. Queimaduras

18.1. 1º grau

18.1.1. Deixe o local da queimadura embaixo da água fria por 5 minutos

18.1.2. Seque cuidadosamente com uma tolha macia

18.1.3. Tome analgésicos comuns para aliviar o incômodo

18.2. 2º grau

18.2.1. Coloque o local da queimadura embaixo da água fria por 5 minutos

18.2.2. Se as bolhas estiverem intactas, cubra a área

18.2.3. Caso as bolhas se rompam passe vaselina na parte que o pano ficará em contato com a queimadura

18.2.4. Os curativos devem ser trocados diariamente após o banho

18.3. 3º grau

18.3.1. A queimadura deve ser colocada sob água fria durante 5 minutos

18.3.2. Cubra a região com um pano limo e procure um pronto-socorro imediatamente

18.3.3. Jamis aplique pomadas, pastas de dente ou outras substâncias

18.4. Incêndio

18.4.1. Ligue para os bombeiros imediatamente pelo 193

18.4.2. Procure ficar próximo do chão

18.4.3. Improvise uma máscara com um pano molhado

18.4.4. Ao perceber a chegada dos bombeiros faça barulho para indicar sua localização

18.5. Produtos químicos

18.5.1. Se o produto caiu nos olhos, lave com água corrente por 5 minutos

18.5.2. Procure atendimento médico imediatamente

18.5.3. Se não for nos olhos, lave o local com água fria por 5 minutos

18.5.4. Em seguida leve-a para um pronto-socorro

18.6. Roupas em chamas

18.6.1. Não deixe a vítima correr pois as chamas se espalharão com mais facilidade

18.6.2. Abafe o fogo com cobertor ou tolhas, se possível molhados

18.6.3. Depois que apagarem tire todas as roupas

18.6.4. Jogue água fria cuidadosamente sobre as áreas queimadas

18.6.5. Em seguida chame o resgate: 192

19. Sangramentos

19.1. Com exposição das vísceras

19.1.1. Comprima o local com um pano limpo cuidadosamente

19.1.2. Feito isso chame o socorro: 192

19.2. Nasal

19.2.1. Sente-se e deixe a cabeça ereta

19.2.2. Comprima a narina por 10 minutos e solte

19.2.3. Se o sangramento persistir repita a compressão

19.2.4. Caso persista procure ajuda médica

19.3. Olhar

19.3.1. Aplique compressa de água fria nos olhos

19.3.2. Procure atendimento médico

19.4. Ouvido

19.4.1. Procure atendimento médico imediato ou chame socorro: 192

19.5. Orgãos internos

19.5.1. Coloque a vítima em uma posição confortável

19.5.2. Chame socorro: 192

19.5.3. Explique o caso para o serviço de emergência

19.6. Sob a pele

19.6.1. Aplique compressa de água fria no local arroxeado

19.6.2. Se sentir dor dê analgésicos comuns

19.6.3. O hematoma deve desaparecer sozinho em alguns dias

20. Torções e estiramentos

20.1. Coloque gelo em uma bolsa térmica e aplique na região afetada

20.2. Mantenha a compressa por 15 ou 20 minutos

20.3. Repita a técnica a cada 2 horas por vários dias até a dor e o inchaço sumir

20.4. Não utilize compressas quentes

20.5. Faça repouso mas não absoluto

21. Transportes de feridos

21.1. Consciente socorrista com ajuda

21.1.1. Faça uma cadeirinha com os braços

21.1.2. Abaixem-se para a vítima sentar

21.2. Consciente socorrista sozinho

21.2.1. Apoie a vítima em você para que ela possa caminhar

21.2.2. Abrace a cintura do ferido para ele ter mais apoio

21.3. Inconsciente socorrista com ajuda

21.3.1. Caso não aguente o peso chame o resgate:192

21.3.2. Caso consigam com o peso um deve segurar pela parte do tronco e o outro pela marte das pernas

21.3.3. E elevar a vítima de forma que ela fique com a barriga virada para vocês

21.3.4. Ergam até a altura do tórax e caminhem

21.4. Inconsciente socorrista sozinho em percurso curto

21.4.1. Carregue-a no braço passando os braços sob as costas e pernas da vitíma

21.4.2. Caso não aguente o peso chame socorro: 192

21.5. Inconsciente socorrista sozinho em percurso longo

21.5.1. Chame socorro imediato: 192

21.6. Suspeita de lesão na coluna

21.6.1. Só movimente a vítima se for arriscado deixá-la no local, como no caso de um incêndio

21.6.2. Só continue se conseguir improvisar uma mca com um material rígido

21.6.3. Com a ajuda de 3 pessoas ou mais, ponha cuidadosamente a vítima na "maca"

21.6.4. Se possível prenda o corpo da vítima a maca com tiras de tecido

21.6.5. Chame o socorro imediatamente: 192

22. Traumas na cabeça

22.1. Afundamento na cebeça ou suspeita de lesão no pescoço

22.1.1. Jamais tente consertar o afundamento sozinho

22.1.2. Mantenha a pessoa o mais imóvel possível

22.1.3. Chame socorro imediatamente: 192

22.2. Formato de galo

22.2.1. Aplique uma bolsa de gelo

22.2.2. Quando começar a queimar na pele tire e repita o procedimento por 5 minutos

22.3. Sangramento

22.3.1. Leve a pessoa ao hospital ou chame socorro: 192

22.3.2. Se a vítima for criança mantenha ela acordada o máximo que conseguir

22.3.3. Com um pano limpo e umedecido com água limpe o sangue até encontrar o ponto exato do corte

22.3.4. Comprima o ferimento com um pano limpo e seco durante 10 minutos ate estancar

22.3.5. Se o local for profundo mantenha-o comprimindo com um pano e vá ao hospital talvez seja necessário dar pontos