Você sabe estudar?

Resumo do livro "Você sabe estudar?", de Claudio de Moura Castro.

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Você sabe estudar? por Mind Map: Você sabe estudar?

1. Motivação

1.1. Sabemos realmente estudar?

1.2. O nível em que estamos: WOW!

1.2.1. Peter Diamandis TED Talk

1.3. Hoje, jovens podem

1.4. Como aprender mais rápido e melhor?

1.5. O estudo é nosso treino e ferramenta. Nossa academia e campo de batalha.

1.6. Aprenderemos a aprender

2. Preparativos

2.1. Atitude: Precisamos gostar e saber o que será feito com o conhecimento adquirido

2.2. Conforto e conveniência

2.3. Mas, o estudo é em parte desconfortável, sim. É o desconhecido.

2.4. Mesa arrumada, cabeça arrumada

2.5. Please, no multitasking

2.6. Silence for the win!

2.7. A importância do foco

2.8. Concentração

2.8.1. Mesmo local

2.9. Deixe o que é para depois... para depois. Use listas.

3. Gestão de tempo

3.1. Se não organizar seu tempo, não terá controle de nada

3.2. Listas

3.2.1. Todoist

3.2.1.1. Trello

3.3. O problema não é a falta de tempo, mas o tempo mal aproveitado

3.4. O importante o o urgente: Inimigos mortais

3.5. Pausas

3.6. Uso da memória

3.6.1. A importância do sono

3.6.2. Aprende mais quem faz atividade física

3.6.3. Memória ruim? Lista boa

3.7. Bunda/Cadeira/Hora

3.8. A disciplina

3.8.1. Só gostamos daquilo que entendemos. Tudo inicia na sala de aula.

3.8.1.1. Preguiçoso inteligente não mata aula, pois terá que estudar mais e será mais penoso.

3.9. Blocos de tempo

3.9.1. Dividir o estudo

3.9.2. Pomodoro e descansos

4. Bons hábitos de estudo

4.1. Para os preguiçosos, saibam

4.1.1. Ler antes da aula economiza tempo. Sem plot twists e sabe o que será difícil.

4.2. Tomando boas notas

4.2.1. Onde está o miolo do assunto? Síntese, sempre capturando o âmago da questão.

4.2.2. Ajuda na concentração, vai viajar bem menos.

4.2.3. As notas devem ser uma memória resumida do que foi dito na aula.

4.3. Anotações e resumos: How to

4.3.1. "Pensar que entendeu é muito menos do que haver, de fato, aprendido o que está sendo ensinado."

4.3.2. Fazer anotações obriga a prestar atenção cuidadosa às aulas e a testar o entendimento da matéria ensinada. Isso ajuda o aprendizado e poupa tempo de estudo.

4.3.3. Esforço deliberado para entender o que foi dito.

4.3.4. Ajudam muito na memória consultá-las, pois são mais enxutas que os livros.

4.3.4.1. Mas lembre-se, é melhor recordar sem consular que apenas ler!

4.4. Grupos de estudo

4.4.1. Quando ensinamos, aprendemos

4.5. A inteligência das mãos

4.6. Fazer é pensar

5. Mapas mentais

5.1. Pode fazer por aqui, Mindmeister.com

5.2. Brainstorming pode ser o primeiro passo

5.3. Novamind 5 ou X-mind (xmind.net)

6. Técnicas para entender

6.1. Se acho que posso, posso. Se acho que não, fracasso.

6.2. A crença no sucesso é um estado de espírito. A persistência é um hábito.

6.3. Se acho interessante, aprendo. Se acho chato, não.

6.3.1. O interesse e a paixão são contagiantes.

6.4. Ensino passivo e ativo

6.4.1. No ativo, as perguntas vem antes, causando desconforto.

6.4.2. Mandamentos do estudo ativo

6.4.2.1. Teste seus conhecimentos com frequência

6.4.2.2. Desconcentre a prática: estude um pouco e retorne ao tema alguns dias depois

6.4.2.3. Misture os assuntos parecidos

6.4.2.4. Tente responder as perguntas antes da teoria

6.4.2.5. Destile e formule os princípios gerais do que está aprendendo

6.4.3. Faça resumos escritos sem consultar material algum!

6.5. Aprende-se mais no erro que no acerto

6.5.1. Claro, seguido de correção

6.6. Estude fazendo provas e testes que medirão seu desempenho

6.7. Estudo passo a passo ou desconcentrado?

6.7.1. Ao voltar várias vezes ao tema, fazendo força para recuperar o que achávamos sabido, é que aprendemos de verdade

6.7.2. Quando relemos, nos consideramos fluentes, mas a verdade é que a cabeça deixa de se concentrar e se entedia.

6.8. Voos galináceos

6.8.1. Dose o desafio de acordo com sua capacidade naquele momento.

6.9. Livros encolhem

6.9.1. Grandes ideias criam ganchos para pendurar os detalhes, e os detalhes ajudam a entender o grande esquema.

6.9.2. Então, não tenha medo de livros grandes. Sua mente consegue lidar muito bem com isso.

7. Técnicas para não esquecer

7.1. Esquecer é... bom

7.1.1. Aprender é vencer várias batalhas contra o esquecimento.

7.1.2. O segredo é:

7.1.2.1. Identificar os pontos verdadeiramente importantes

7.1.2.2. Prestar mais atenção neles, para obter uma compreensão profunda no que dizem

7.1.3. Precisamos do grande cenário e dos detalhes.

7.2. A chave é a repetição

7.2.1. Água mole em pedra dura...

7.2.1.1. Sem repetição, sem voltar ao assunto, sem insistir, são pequenas as chances de enfiar o novo conhecimento em um local da memória mais estável.

7.3. Da memória de curto prazo para a de longo prazo: Regra da teimosia

7.4. Quando acho que sei, ainda não sei: Vai ficando anestesiado

7.5. Estudar até aprender não é o suficiente

7.6. Não basta a leitura: precisa se recordar sem consultar nenhum material

7.7. Não compartimentalize seu aprendizado

7.7.1. Na vida real, as coisas virão misturadas. É melhor aprender várias lições ao mesmo tempo.

8. Prestando provas

8.1. O general inimigo

8.2. Use todo o tempo disponível, lembre-se que é jogo sério e estamos aqui para ganhar.

8.3. Calm down

8.4. Segredos dos bons fazedores de provas

8.4.1. Sabe que não acertará tudo, e está ok

8.4.2. Não entrar em rodinhas de candidatos. Pânico é contagioso

8.4.3. Logo antes da prova não é hora de estudar ou tirar lições de ninguém. Faça isso bem antes da prova.

8.4.4. Foca na prova, não em detalhes da sala ou das pessoas. Só a prova é relevante.

8.4.5. Se ficar nervoso, tire um tempo para relaxar. Não é perda de tempo.

8.4.6. Tira dúvidas com fiscais

8.4.7. Conheça as mecânicas da prova muito antecipadamente.