Vias de administração de fármacos

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Vias de administração de fármacos por Mind Map: Vias de administração de fármacos

1. Via Enteral

1.1. Oral (por deglutição ou sonda nasogástrica) e Retal

1.1.1. vantagens

1.1.1.1. Boa aceitação

1.1.1.2. Boa acessibilidade

1.1.1.3. variedade de formas farmacêuticas

1.1.1.4. Fácil administração

1.1.2. Desvantagens

1.1.2.1. Dificuldade em deglutir

1.1.2.2. Gosto desagradável

1.1.2.3. Sofre metabolismo de primeira passagem

1.1.2.4. Inviável para certos fármacos, como os peptídicos

1.2. Principais formas farmacêuticas

1.2.1. Comprimidos

1.2.2. Drágeas

1.2.3. Cápsulas

1.2.4. Soluções

1.2.5. Suspensões

1.2.6. Xaropes

1.2.7. Emulsão

1.2.8. Supositórios

2. Via Parenteral

2.1. Intravenosa, intra-arterial, intramuscular, intratecal, intra-articular, intra-óssea, intradérmica, epidural, sublingual.

2.1.1. Vantagens

2.1.1.1. precisão da dose

2.1.1.2. ação rápida

2.1.1.3. não sofre metabolismo de primeira passagem

2.1.1.4. podem ser administrados fármacos peptídicos

2.1.2. Desvantagens

2.1.2.1. invasiva ( dor e irritação )

2.1.2.2. necessita de profissional habilitado

2.1.2.3. risco maior de intoxicação

2.1.2.4. risco de embolia caso fármacos oleosos sejam administrados por via endovenosa

2.1.2.5. maior atenção do profissional que irá administrar o fármaco

2.2. Principais formas farmacêuticas

2.2.1. Injeções (suspensão, solução, etc)

2.2.2. comprimido sublingual

3. Via Tópica, superfícies epiteliais

3.1. Pele, uretra, colo uterino, córnea, mucosa vaginal, mucosa bucal, mucosa nasal, auricular

3.1.1. Vantagens

3.1.1.1. Aplicação no local desejado

3.1.1.2. Geralmente indolor

3.1.1.3. Boa variedade de formas farmacêuticaa

3.1.1.4. Boa aceitação

3.1.1.5. Fácil aplicação

3.1.2. Desvantagens

3.1.2.1. Pode ter odor desagradável

3.1.2.2. Removido facilmente

3.1.2.3. Podem causar efeitos adversos em pacientes alérgicos, tóxicos

3.2. Formas farmacêuticas

3.2.1. Pasta

3.2.2. Creme

3.2.3. Pomada

3.2.4. Emplasto

3.2.5. Colutórios

3.2.6. Gel

3.2.7. Emulsão

4. Via Parenteral Inalatória

4.1. Absorção do fármaco através do sistema respiratório, pulmões.

4.1.1. Vantagens

4.1.1.1. Rápida absorção

4.1.1.2. Fundamental para garantir a vida do paciênte em estado de emergência por DPOC ou síndrome respiratória aguda grave

4.1.1.3. Não sofre metabolismo de primeira passagem

4.1.2. Desvantagens

4.1.2.1. Necessita de profissional habilitado para administrar o fármaco

4.1.2.2. Necessita de equipamentos específicos para administração

4.2. Principais formas farmacêuticas

4.2.1. Aerossóis

5. Vias de uso na Odontologia

5.1. Via endodôntica, intrapulpar e intracanal

5.2. Intraóssea

5.3. Intraligamentar, ligamento periodontal

5.4. Supraperióstica e submucosa

5.5. Bucal

5.6. Intra-articular

5.7. Intramuscular