ATENAS

HISTORIA ANTIGA: ATENAS

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
ATENAS por Mind Map: ATENAS

1. DEMOCRACIA: Desenvolvido na Grécia Antiga a democracia ateniense foi uma forma de governo adotada em Atenas. Considerado como primeiro governo democrático, sendo primordial para a organização das cidades-estados gregas.

1.1. ISONOMIA: Trata-se de um princípio jurídico que diz que "todos são iguais perante a lei", independentemente da riqueza ou prestígio destes. O princípio informa a todos os ramos do direito. Tal princípio deve ser considerado em dois aspectos: o da igualdade na lei, a qual é destinada ao legislador, ou ao próprio Executivo, que, na elaboração das leis, atos normativos, e medidas provisórias, não poderão fazer nenhuma discriminação. E o da igualdade perante a lei, que se traduz na exigência de que os Poderes Executivo e Judiciário, na aplicação da lei, não façam qualquer discriminação.

1.2. OSTRACISMO: Representava em Atenas um dispositivo político usado para exilar ou banir da cidade-estado algum cidadão que representa algum tipo de ameaça à ordem democrática.

1.3. ECLÉSIA: Era a assembleia do povo, onde os negócios do estado eram dirigidos, No século V a. C., ela era presidida pelo Epístata dos prítanes, sendo a sua segurança confiada a archeiros Citas, Nos tempos mais antigos, a Assembleia reunia-se na Ágora.

1.4. ISOCRACIA: É o ideal da igualdade de acesso aos cargos políticos. Foi usado na Grécia Antiga, assim como todos os cidadãos atenienses tinham o direito e o dever de participar na vida política da pólis. As tomadas de decisão normalmente em conjunto respeitavam a vontade da maioria, pois todos tinham igual direito de voto.

2. ATENIENSES: Eram os cidadãos de Atenas, os quais viviam sob o regime das regras da capital da Ática, ou Atenas, na Grécia antiga.

2.1. A classificação da sociedade da Grécia em camadas variava conforme a cidade. Em se tratando de Atenas, dividia-se a sociedade em três classes: Cidadãos: (os eupátridas): gozavam de direitos políticos para participar da democracia, excluindo-se deste grupo político mulheres e crianças. Metecos: estrangeiros que viviam em Atenas. Não há direitos políticos e não permitidos ascender socialmente, ocupavam ofícios no comércio e no artesanato. Tinham que cumprir com o pagamento de impostos para viver em Atenas e eram obrigados a prestar serviços militares. Escravos: uma imensa oferta da população ateniense, pois se estima que para cada cidadão adulto chegou a existir até 18 (dezoito) escravos.

3. ÁGORA: era o nome que se dava às praças públicas na Grécia Antiga. Nestas praças ocorriam reuniões onde os gregos, principalmente os atenienses, discutiam assuntos ligados à vida da cidade (pólis).

4. A ASSEMBLEIA: de todos os cidadãos e como poderíamos designar: “a casa do povo”. Tinha funções legislativas e de planejamento, nomeação de magistrados e fiscalizava, bem como aprovava leis, instaurava a guerra ou paz, controlava como finanças e obras públicas, julgava crimes políticos. ⠀

5. A FALA: era um importantíssimo instrumento no processo de argumentações e competente para se debater ideias e poder resolvê-las, logo o dom da retórica e do bom linguajar eram predominantes ali, implicando para tanto educação e instrução. ⠀