Orações Subordinadas

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Orações Subordinadas por Mind Map: Orações Subordinadas

1. Uma oração subordinada, na gramática, é aquela que exerce uma função sintática em relação a outra oração

2. Orações Subordinadas Substantivas

2.1. Oração subordinada substantiva predicativa

2.1.1. As orações subordinadas substantivas predicativas exercem a função de predicativo do sujeito da oração principal e sempre apresentam um verbo de ligação (ser, estar, parecer, permanecer, continuar, ficar, etc.).

2.2. Oração subordinada substantiva completiva nominal

2.2.1. As orações subordinadas substantivas completivas nominais exercem a função de complemento nominal do verbo da oração principal, completando o sentido do nome da oração principal.

2.3. Oração subordinada substantiva subjetiva

2.3.1. As orações subordinadas substantivas subjetivas exercem a função de sujeito da oração principal.

2.4. Oração subordinada substantiva objetiva direta

2.4.1. As orações subordinadas substantivas objetivas diretas exercem a função de objeto direto do verbo da oração principal e, por isso, o complemento não vem acompanhado de preposição.

2.5. Oração subordinada substantiva objetiva indireta

2.5.1. As orações subordinadas substantivas objetivas indiretas exercem a função de objeto indireto do verbo da oração principal, complementando-o.

2.6. Oração subordinada substantiva apositiva

2.6.1. As orações subordinadas substantivas apositivas exercem a função de aposto de qualquer termo presente na oração principal. Nesse caso, a oração principal pode terminar com dois pontos, ponto e vírgula ou vírgula.

2.7. As orações subordinadas substantivas são aquelas que exercem a função de substantivo

3. Orações Subordinadas Adjetivas

3.1. As orações subordinadas adjetivas são aquelas que funcionam como adjunto adnominal, as quais possuem a mesma função do adjetivo e, por isso, recebem esse nome.

3.2. Oração subordinada adjetiva explicativa

3.2.1. As orações subordinadas adjetivas explicativas, recebem esse nome pois tem o intuito de explicar algo que foi dito anteriormente. Esse tipo de oração subordinada é separada por algum sinal de pontuação, geralmente vírgulas.

3.3. Oração subordinada adjetiva restritiva

3.3.1. As orações subordinadas adjetivas restritivas, ao contrário das explicativas, que ampliam a explicação sobre algo, restringem, especificam ou particularizam o termo antecedente. Aqui, elas não são separadas por sinais de pontuação.

4. Orações Subordinadas Adverbiais

4.1. Oração subordinada adverbial causal

4.1.1. As orações subordinadas adverbiais causais exprimem a causa ou motivo que a oração principal faz referência. As conjunções ou locuções integrantes adverbiais utilizadas são: porque, que, como, pois que, porquanto, visto que, uma vez que, já que, desde que, etc.

4.2. Oração subordinada adverbial comparativa

4.2.1. As orações subordinadas adverbiais comparativas expressam comparação entre as orações principal e subordinada. As conjunções ou locuções integrantes adverbiais utilizadas são: como, assim como, tal como, tanto como, tanto quanto, como se, do que, quanto, tal, qual, tal qual, que nem, que (combinado com menos ou mais), etc.

4.3. Oração subordinada adverbial concessiva

4.3.1. As orações subordinadas adverbiais concessivas expressam concessão ou permissão em relação à oração principal. Dessa forma, elas apresentam uma ideia contrária ou oposta. As conjunções ou locuções integrantes adverbiais utilizadas nessas orações são: embora, conquanto, por mais que, posto que, ainda que, apesar de que, se bem que, mesmo que, em que pese, etc.

4.4. Oração subordinada adverbial condicional

4.4.1. As orações subordinadas adverbiais condicionais expressam condição. As conjunções ou locuções integrantes adverbiais utilizadas são: se, caso, contanto que, salvo se, a não ser que, desde que, a menos que, sem que, etc.

4.5. Oração subordinada adverbial conformativa

4.5.1. As orações subordinadas adverbiais conformativas expressam conformidade em relação ao que foi expresso na oração principal. As conjunções integrantes adverbiais utilizadas são: conforme, segundo, como, consoante, de acordo, etc.

4.6. Oração subordinada adverbial consecutiva

4.6.1. As orações subordinadas adverbiais consecutivas expressam consequência. As locuções conjuntivas integrantes adverbiais utilizadas são: de modo que, de sorte que, sem que, de forma que, de jeito que, etc.

4.7. Oração subordinada adverbial final

4.7.1. As orações subordinadas adverbiais finais expressam finalidade. As conjunções e locuções integrantes adverbiais utilizadas nesse caso são: a fim de que, para que, que, porque, etc.

4.8. Oração subordinada adverbial temporal

4.8.1. As orações subordinadas adverbiais temporais expressam circunstância de tempo. As conjunções e locuções integrantes adverbiais utilizadas são: enquanto, quando, desde que, sempre que, assim que, agora que, antes que, depois que, logo que, etc.

4.9. Oração subordinada adverbial proporcional

4.9.1. As orações subordinadas adverbiais proporcionais expressam proporcionalidade. As locuções conjuntivas integrantes adverbiais utilizadas são: à proporção que, à medida que, ao passo que, tanto mais, tanto menos, quanto mais, quanto menos, etc.

4.10. As orações subordinadas adverbiais são aquelas que exercem a função de advérbio funcionando como adjunto adverbial. As orações desse tipo são iniciadas por uma conjunção ou locução subordinativa, as quais têm a função de conectar as orações (principal e subordinada).