DIARREIA AGUDA

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
DIARREIA AGUDA por Mind Map: DIARREIA AGUDA

1. CAUSAS: -INFECCIOSAS: - Medicamentos (ex: ATB, laxantes e quimioterápicos); - Aumento de adoçantes, gorduras, uso em excesso de álcool); - Água não tratada, alimentos contaminados;

2. CAUSAS: - NÃO INFECCIOSAS: - Doença de Chron; - Colite ulcerosa; - Doença celíaca; - Síndrome do Intestino Irritável; - Intolerância Alimentar (como a lactose e ao glúten);

3. FATORES DE RISCO: - Ingestão de água sem tto, alimentos sem procedimentos; - Consumo de leite in natura; - Consumo de produtos, carnes, pescados e mariscos crus ou mal cozidos; - Consumo de frutas sem higienização; - Viagem locais sem saneamento ou higiene precária; - Falta de higiene pessoal;

4. SINAIS E SINTOMAS: - 3 episódios de diminuição da consistência das fezes, fezes liquidas ou amolecidas em 24h; - Cólica abdominal; - Dor abdominal; - Febre; - Náusea; - Vômito; - Sangue ou muco;

5. DIAGNÓSTICO: - Determinar o perfil do ag. etiológico através do Parasitológico de fezes, cultura de bactério (coprocultura) e pesquisa de vírus;

6. COMPLICAÇÃO: - Desidratação (principal); - Hipovitaminose; - Distúrbios Hidroeletrolíticos;

7. SINAIS DE ALERTA: - Piora da diarreia, vômitos repetidos, muita sede, recusa de alimento, sangue nas fezes, diminuição da urina;

8. TRANSMISSÃO: - INDIRETA: consumo de água e alimento contaminados e objetos contaminados; -DIRETO: contato com outras pessoas, por meio de mãos contaminados e contato pessoas com animais;

9. PRINCIPAIS AG. ETIOLÓGICOS: - BACTÉRIA: Escherichia. colli. Shigella spp., Campylobacter sp., - VÍRUS: Rotavírus, Noravírus; - PARASITAS: Entamoeba histolytica, Giardia lambia, Cystoisospora belli;

10. PREVENÇÕES: - Ações institucionais de saneamento e de saúde; - Ações individuais da população (limpeza de objetos e alimentos, higiene pessoal, tratar água para consumo e etc)

11. TRATAMENTO: - PLANO A: tratado em CASA 1- Aumentar ingesta de água e outros líquidos incluindo SRO, após cada episódio; 2- Manter alimentação habitual, manter aleitamento materno; 3- Retorno em 2 dias ou se piora dos sintomas; 4- Orientar sinais de desidratação, sobre preparo SRO e práticas de ações de higiene pessoal e domiciliar. 5- Prescrever zinco 1x/dia, durante 10-14 dias;

12. TRATAMENTO: -PLANO B: Para pct com DESIDRATAÇÃO, porém sem GRAVIDADE (capaz de ingerir líquidos); - Tratado na unidade de saúde, até reidratar; 1 - SRO até hidratar; 2 - Reavaliar até ausências de sinais de desidratação, apos isso adotar ou retornar o plano A; 3 - Orientar sinais de desidratação, sobre preparo SRO e práticas de ações de higiene pessoal e domiciliar.

13. TRATAMENTO: - PLANO C: Para pct com DESIDRATAÇÃO GRAVE, e pct deve ser encaminhado ao hospital; 1- Realizar reidratação EV vigorosa; 2- Reavaliar com 2h, se ausencia de sinais de choque iniciar balanço hídrico com as mesmas soluções preconizadas, e se persistir, repetir a prescrição; 3- Assim que o pct aceitar, administrar por via oral SRO em dose pequenas. 4- Suspender reidratação assim que pct estiver hidratado, tolerando SRO e sem vômitos;