Principais resultados do SB Brasil no sudeste

principais resultados SB Brasil região Sudeste

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Principais resultados do SB Brasil no sudeste por Mind Map: Principais resultados do SB Brasil no sudeste

1. INTERPRETAÇÃO: Índice de Cuidados Odontológicos, em crianças e adolescentes, tendo como referência os resultados dos levantamentos epidemiológicos nacionais. Material e Métodos: Estudo ecológico, exploratório onde foi realizada análise da série histórica dos índices em crianças de 5 e 12 anos e de 15 a 19 anos, a partir dos resultados do SB Brasil 2003 e SB Brasil 2010.

2. DADOS ESTATÍSTICOS Resultados: Houve uma evolução de +6,0% do índice ceod=0 em crianças de 5 anos, de +12,4% em indivíduos de 12 anos e de +12,8% na faixa etária de 15 a 19 anos. Em relação ao índice ceo-d, aos 5 anos a evolução foi de -13,2%, aos 12 anos de -25,5% e na faixa etária de 15 a 19 anos, -31,11%. A evolução do Índice de Cuidados Odontológicos no Brasil, em crianças de 5 anos, foi de +0,7%, aos 12, foi de +2,6% e na faixa dos 15 aos 19 anos, +10,4%.

3. No Sudeste houve um aumento no número de crianças livres de cárie aos 5 anos.

4. Quando se compara os resultados entre as capitais e os municípios do interior de cada região, verifica-se que o índice ceo-d é, em geral, mais elevado no interior. As exceções ocorrem nas Regiões Sudeste e Sul,onde as médias de duas capitais (Belo Horizonte e Curitiba, respectivamente) foram maiores.

5. Percentual de crianças de 5 a 6 anos de idade com número de dentes decíduos cariados, extração indicada, perdidos devido à cárie e obturados (ceo-d) igual a 0, por ano, segundo regiões Brasil, 1996, 2003 e 2010. 52,2 44,9 53,1 .

6. São registradas no Sudeste a menor porcentagem de perda dentária e a maior proporção de dentes restaurados entre os adultos no país. Além disso, houve uma diminuição considerável do componente perdido na faixa etária de 35 a 44 anos, de 11,6 em 2003 para 6,7 em 2010, o que demonstra a manutenção de maior número de dentes na população adulta dessa região