Gramática

ALINE MOREIRA ARAÚJO - 9* ANO

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Gramática por Mind Map: Gramática

1. Formação de palavras

2. Pronomes pessoais

2.1. 1ª pessoa: eu (singular), nós (plural); 2ª pessoa: tu (singular), vós (plural); 3ª pessoa: ele, ela (singular), eles, elas (plural).

2.1.1. Existem os pronomes retos e oblíquos. O pronome reto marca o sujeito da oração; pronome oblíquo marca o complemento da oração. Os pronomes oblíquos sofrem variação de acordo com a acentuação tônica que possuem, podendo ser átonos ou tônicos.

3. Formas de tratamento

3.1. São usadas para se referir a pessoas e suas diferentes classes sociais.

4. Predicado verbo-nominal e seu predicativo

4.1. O predicado é verbo-nominal porque seus núcleos são um verbo, que indica uma ação praticada pelo sujeito, e um predicativo do sujeito, que indica o estado do sujeito no momento em que se forma o processo verbal.

5. Termos de verbo e nome

5.1. Ligados ao verbo: Adjunto adverbial

5.1.1. Ligados ao nome: Adjunto adnominal

5.1.2. Complemento nominal

5.1.3. Predicativo

5.1.4. Aposto

5.2. Objeto direto

5.3. Objeto indireto

5.3.1. Agente da passiva

6. Formas Nominais

6.1. As Formas Nominais do verbo são três: infinitivo, gerúndio e particípio. São chamadas de nominais pelo fato de desempenhar um papel semelhante aos dos substantivos, dos adjetivos ou dos advérbios e, sozinhas, não serem capazes de expressar os modos e tempos verbais.

6.1.1. frrrrr

7. Vozes do Verbo

7.1. a) Ativa: quando o sujeito é agente, é, prática uma ação expressa pelo verbo. Por exemplo: b) Passiva: quando o sujeito é paciente, recebendo uma ação expressa pelo verbo. Por exemplo: c) Reflexiva: quando o sujeito é ao mesmo tempo agente e paciente, isto é, pratica e recebe uma ação.

8. CRASE

8.1. é o nome que se dá à união da preposição “a” com o artigo definido “a(s)”, ou com o “a” inicial dos pronomes demonstrativos “aquele(s)”, “aquela(s)” e “aquilo”, ou, ainda, com o “a” inicial dos pronomes relativos “a qual” e “as quais”. Ao acento indicador de crase dá-se o nome de acento grave.

8.1.1. h

9. Regência verbal e nominal

9.1. Compreendemos que regência nominal é a relação de dependência entre o substantivo, adjetivo e advérbio e o seu complemento. Da mesma forma também ocorre tal relação de dependência com os verbos. No entanto, a relação entre verbo e complemento pode dar-se ou não acompanhada por preposição.

9.2. Regência verbal é a relação existente entre o verbo e os seus complementos, ou seja, é a forma como o verbo se liga ao objeto direto e ao objeto indireto. Essa ligação entre o verbo e os complementos verbais pode ser feita através do uso de uma preposição ou sem a presença de uma preposição.

10. Modos Verbais

10.1. São modos classificados em indicativo, subjuntivo e imperativo e expressam uma atitude na fala ou escrita.

10.1.1. ff

11. Vocativos

11.1. Vocativos são termos isolados da oração que cumprem função de chamar a atenção do interlocutor ou colocá-lo em evidência no discurso. Por estarem isolados no enunciado, não exercem função de sujeito e nem de predicado, aparecendo separados do restante da oração por alguma pontuação, que normalmente é a vírgula.

12. Frase, oração e período

12.1. Toda oração é considerada frase, possui verbo ou locução verbal, e é constituída por sujeito e predicado; Nem toda frase é considerada oração, caso não possua verbo ou locução verbal, assim como sujeito e predicado; Ambas transmitem um sentido completo.

12.2. Frase é um enunciado de sentido completo e pode ser formada por uma ou mais palavras; oração é uma frase que contenha um verbo (ou locução verbal); e período é uma frase formada por uma ou mais orações, podendo então ser simples ou composto.