Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
MORFOLOGIA por Mind Map: MORFOLOGIA

1. Realização concreta de um morfema

2. MORFEMA

2.1. Formado por um ou mais morfemas

2.1.1. Se diferem por apresentarem um significado

2.2. Elementos mínimos das emissões linguísticas que contém um significado individual

2.3. Unidade mínima no sistema

2.4. Menores unidades significativas que podem constituir vocábulos ou partes de vocábulos

2.5. Menor parte indivisível da palavra que, por sua vez, tem uma relação direta ou indireta com a significação

3. MORFE

4. ALOMORFE

4.1. Diversas realizações de vários morfes

4.1.1. Tipos de alomorfia

4.1.2. Alomorfia na raiz lei / legal → [le] ~ [leg]

4.1.3. Alomorfia no prefixo ilegal / infeliz → [i] ~ [in]

4.1.4. Alomorfia no sufixo durável / durabilidade → [vel] ~ [bil]

4.1.5. Alomorfia na vogal temática corremos / corrido → [e] ~ [i]

4.1.6. Alomorfia na desinência nominal de gênero menino / avô → [Ø] ~ [ô]

4.1.6.1. Obs: No par avô ≠ avó, os traços distintivos [ô] e [ó] podem ser considerados alomorfes das desinências [Ø] (masculino) e [a] feminino.

4.1.7. Na desinência verbal estudávamos / estudáveis → [va] ~ [ve]

5. IMPORTANTE Não é um fenômeno exclusivo do morfema básico

6. Classificação dos morfemas

6.1. RAIZ Trata-se do morfema sobre o qual repousa a significação lexical básica. Também é conhecido por radical primário, ou forma primitiva

6.2. RADICAL O radical (Rd) de uma palavra inclui a raiz e os elementos afixais que entram na formação dos vocábulos

6.3. MORFEMA DERIVACIONAL São considerados morfemas derivacionais os afixos, através dos quais é possível criar (derivar) vocábulos novos

6.4. MORFEMA CATEGÓRICO Os morfemas categóricos, que incluem todos os sufixos flexionais (SF) ou desinências (D), expressam as categorias gramaticais

6.5. MORFEMA RELACIONAL Os morfemas relacionais caracterizam-se como formas dependentes, isto é, vocábulos sem autonomia mórfica, pois não constituem por si só um enunciado

6.6. MORFEMA CLASSIFICATÓRIO OU VOGAL TEMÁTICA Fazem parte deste grupo os morfemas que nada parecem acrescentar ao significado