As Escolas Literárias Brasileiras

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
As Escolas Literárias Brasileiras por Mind Map: As Escolas Literárias Brasileiras

1. Características do realismo Valorização da objetividade e dos fatos; Impessoalidade, apagamento das ideias do autor; Descrições de tipos sociais ou situações típicas; Fim das idealizações: retratos de adultério, miséria e fracasso social; Prevalência das formas do romance e do conto

1.1. Literatura: reflete a realidade da segunda metade do século XIX

1.1.1. Autores: brasileiro são Machado de Assis, Raul Pompeia, Xavier Marques, João Lúcio Brandão, Júlia Lopes de Almeida, Aluísio de Azevedo e Artur de Azevedo. ...

2. quinhentismo:( 1500 a 1601)

2.1. As temáticas características do quinhentismo envolvem a descrição do território, os hábitos (alimentares, de higiene e trabalho) das populações indígenas, as grandes navegações, os recursos naturais dos lugares explorados, e o trabalho realizado pelos padres.

2.1.1. Literatura: informativa e a catequética

2.1.1.1. Autores :Pero Vaz de Caminha; Hans Staden; Padre José de Anchieta; Padre Manuel da Nóbrega.

3. Barroco:(1600 a 1768 )

3.1. As principais características do Barroco, também chamado de seiscentismo, são o dualismo, a riqueza de detalhes e o exagero. Na literatura barroca, os textos refletem elementos rebuscados e quase sempre extravagantes, onde são valorizados os detalhes em um jogo de contrastes.

3.1.1. Literatura: Musica

3.1.1.1. Autores :Bento Teixeira (1561-1618) Gregório de Matos (1633-1696) Manuel Botelho de Oliveira (1636-1711) Frei Vicente de Salvador (1564-1636) Frei Manuel da Santa Maria de Itaparica (1704-1768)

4. Arcadismo:( 1768 a1836 )

4.1. As manifestações barrocas têm como contexto histórico a ocorrência da Reforma e da Contrarreforma, as quais agitaram, sobretudo, a Europa a partir do século XVI. Insatisfeito com os poderes supremos da Igreja Católica, Martinho Lutero, monge agostiniano, em 1517, elaborou suas 95 teses, questionando os dogmas da Igreja Católica e fundamentando uma nova forma de cristianismo, baseada na fé e no conhecimento dos textos bíblicos.

4.1.1. Literatura: jogo de contrastes

4.1.1.1. Autores :Santa Rita Durão, Basílio da Gama, Cláudio Manuel da Costa, Tomás Antônio Gonzaga, Silva Alvarenga e Inácio José de Alvarenga Peixoto.

5. Romantismo:(1770 a 1836)

5.1. Gerado sob o impacto da Revolução Industrial e da Revolução Francesa, de fins do século 18, o romantismo surgiu no início do século 19, na Alemanha, França e Inglaterra, num momento histórico em que as classes sociais, como as conhecemos hoje, se definiam.

5.1.1. Literatura: o sentimentalismo e o nacionalismo

5.1.1.1. Autores: Aluísio Azevedo (1857-1913) Compartilhar. ... Álvares de Azevedo (1831-1852) Compartilhar. ... Casimiro de Abreu (1837-1860) Compartilhar. ... Castro Alves (1847-1871) Compartilhar. ... Gonçalves Dias (1823-1864) Compartilhar. ... Gonçalves de Magalhães (1811-1887) Compartilhar. ... Joaquim Manuel de Macedo (1820-1882) ... José de Alencar (1829-1877)

6. Realismo :(1881 a 1902)

7. Naturalismo: ( 1881 a 1902)

7.1. Foi um movimento artístico e cultural que surge em meados do século XIX na França. ... No geral, os principais temas abordados na literatura naturalista são: miséria, violência, crimes, patologias humanas, sexualidade, adultério, dentre outros.

7.1.1. Literatura: o objetivismo e a impessoalidade

7.1.1.1. Autores: O cientista Charles Darwin. Émile Zola foi o precursor do naturalismo. Em Portugal, Eça de Queirós foi o representante do realismo e do naturalismo. Aluísio Azevedo estreou o naturalismo no Brasil. Adolfo Caminha, autor de “Bom-crioulo”. Raul Pompeia foi outro grande nome do naturalismo brasileiro