Exame Clínico dos Olhos

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Exame Clínico dos Olhos por Mind Map: Exame Clínico dos Olhos

1. Quando encaminhar ao oftalmologista:

1.1. Criança de 3 a 5 anos: acuidade visual =< 0,4 ou mais de duas linhas de diferença em relação olho ao contralateral

1.2. >= 6 anos: acuidade visual <= 0,7 ou mais de duas linhas de diferença em relação ao olho contralateral

1.3. Se inconsistência repetir em 6 meses

2. Diagnóstico precoce na criança:

2.1. Estrabismo

2.1.1. Pode causar ambliopia unilateral

2.2. Glaucoma congênito

2.3. Catarata infantil (pode causar ambliopia permanente)

2.4. Retinoblastoma

2.5. Ambliopia

2.6. Problemas refracionais (miopia, hipermetropia e astigmatismo).

2.6.1. 25% (12 e 17 anos)

2.6.2. Interferência no rendimento escolar.

3. Porque diagnosticar precocemente?

3.1. Bebês e crianças são especialmente suscetíveis à ambliopia (perda de visão central)

3.1.1. Opacidade dos meios transparentes (catarata congênita, opacidades corneanas, persistência do vítreo primário).

3.1.2. Erros de refração não corrigidos.

3.1.3. Estrabismo.

3.2. Acima de 10 anos não predispõe perda de visão: sistema visual desenvolvido

3.2.1. Vias ópticas se desenvolvem até os 10 anos

3.2.2. Primeiros anos de vida: para o correto desenvolvimento das vias ópticas o cérebro deve receber imagens nítidas e bem focalizadas na retina de ambos os olhos de forma simutânea.

3.2.3. Processamento defeituoso da visão central: redução da acuidade e da habilidade visual.

3.3. Tratamento da ambliopia:

3.3.1. Tratável nas crianças com menos de 10 anos, plasticidade das vias ópticas.

3.3.2. Acima de 10 anos não há melhora significativa da visão frente a nenhum tratamento.

3.3.3. Fundamental identificar fatores predisponentes ao aparecimento da ambliopia

4. Diagnóstico durante exame oftalmológico

4.1. Retinopatia da prematuridade

4.2. Catarata congênta

4.3. Leucocoria (pupila branca)

4.4. Distrofia/degeneração retinica da infância

4.5. Conjuntivite

4.6. Nistagmo

4.7. Estrabismo

4.8. Erros de refração

4.9. Retinoblastoma

4.10. Glaucoma congênito

4.11. Doenças associadas à cornea opaca

4.12. Coloboma ( palpebras, íris ou retina)

4.13. Obstrução do ducto nasolacrimal

4.14. Atraso no desenvolvimento visual

4.15. Ambliopia

4.16. Ptose palpebral

5. encaminhamento oftalmo?

6. História Clínica:

6.1. História Pregressa: Fatores de risco

6.1.1. Uso de drogas na gravidez (hidantoína e álcool)

6.1.2. Rubéola durante a gravidez

6.1.3. Trauma por aminiocentese

6.1.4. Parto: trauma no bulbo ocular e em estruturas perioculares (pressão contra os ossos, uso de forceps)

6.1.5. Prematuros de baixo peso (<1500g)

6.2. Histórico familiar:

6.2.1. Catarata congênita

6.2.2. Retinoblastoma

6.2.3. Nistagmo

6.2.4. Cegueira noturna ou diurnal

6.2.5. Consaguinidade

6.2.6. Erros de refração elevados

6.2.7. Doenças genéticas e metabólicas

6.3. Perguntar sobre:

6.3.1. Interações visuais

6.3.2. Habilidades visuais

6.3.3. Problemas oculares

7. Exame de triagem ocular:

7.1. Recém Nascidos

7.1.1. Teste do reflexo vermelho

7.1.1.1. Se alterado: encaminhar com urgência ao oftalmológico

7.1.1.2. Teste de Bruckner: reflexo vermelho bilateral simultâneo

7.1.1.3. Observasse reflexo vermelho que ocupa a pupila e o Reflexo de luz corneano ou Reflexo de Hirschberg.

7.1.1.4. Alterado em casos de opacidade nos meios transparentes (córnea, cristalino e vítreo) ou patologia retiniana.

7.1.1.5. Reflexo vermelho anormal:

7.2. Bêbes:

7.3. Infância:

7.4. Equipamentos:

7.4.1. Lanterna ou foco luminoso

7.4.2. Oftalmoscópio direito

7.4.3. Tabelas de acuidade visual

7.5. Acuidade visual:

7.5.1. Crianças cooperativas, recomendado acima de 3 anos

7.5.2. Cartões e figuras

7.5.3. Símbolos LEA

7.5.4. Teste de Snellen

7.5.5. Teste HOTV

7.5.6. Percepção Luminosa (percebe feixe de luz)

7.5.7. Se baixa visão significativa, estimar acuidade pela capacidade de: contar dedos entre 30 a 60cm, ver movimentação das mãos a 30cm e percepção de algum tipo de luz.

8. O que observar (fase pré verbal)

8.1. Nascimento aos 2 meses:

8.1.1. Fixação do olhar

8.1.2. Movimento de seguimento

8.2. 2 a 6 meses

8.2.1. Fixação do olhar

8.2.2. Seguir objetos e rostos humanos

8.3. Cubrir um dos olhos e movimentar o objeto de fixação, observar se o olho acompanha. Testar olhos separadamente.