Influência do fumo na atividade da amilase salivar e na curva glicêmica

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Influência do fumo na atividade da amilase salivar e na curva glicêmica por Mind Map: Influência do fumo na atividade da amilase  salivar e na curva glicêmica

1. A cavidade bucal contém saliva, que é secretada por três pares de glândulas salivares: parótida, submandibular e sublingual.

2. Os principais efeitos da nicotina no sistema nervoso central são: elevação leve no humor, estimulação e diminuição do apetite, um estimulante leve ( devido a baixa do tônus muscular).

3. “síndrome de abstinência”, uma situação na qual a pessoa, independentemente de sua vontade, sofre alterações no funcionamento do organismo, sendo que estas alterações às são graves.

4. É bem conhecida a influência do fumo na atividade de algumas enzimas como a da elastase (que se encontra mais ativada em fumantes) aumentando a destruição da elastina e propiciando o enfisema pulmonar. A atividade das enzimas hepáticas também se altera pelo tabaco, promovendo a diminuição da vida média de algumas drogas

5. A síndrome de abstinência ao cigarro inclui: bradicardia, desconforto gastrintestinal, aumento do apetite, ganho de peso, dificuldade de concentração, ansiedade, disforia, depressão e insônia

6. • Nos voluntários não fumantes, a atividade da amilase salivar antes da alimentação é menor; e quando o voluntário ingere o alimento esta atividade aumenta. Isto ocorre, devido à maior secreção de saliva na cavidade bucal, durante a mastigação. • Nos voluntários fumantes, observa-se que a atividade da amilase salivar é bem menor em todas as coletas em relação aos não fumantes ocorrendo um pequeno aumento depois da alimentação.

7. A interação entre os aldeídos do cigarro e os grupos tióis presentes na amilase salivar e na glutationa (antioxidante natural) é, provavelmente, responsável pela redução da atividade enzimática em fumantes, de forma direta, inibindo a enzima, e indireta, através da inativação da glutationa

8. Estes resultados sugerem que o fumo inibe a atividade da amilase salivar e influencia na diminuição da digestão/absorção de carboidratos, consequentemente na concentração de glicose sanguínea, diminuindo assim o aporte energético ingerido.

9. O aumento do ganho de peso após a parada de fumar poderia ser devido à menor digestão/absorção dos carboidratos que ocorre por causa da inibição da amilase, mesmo com a mesma quantidade/qualidade da dieta nestas pessoas