DIETAS HOSPITALARES

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
DIETAS HOSPITALARES por Mind Map: DIETAS HOSPITALARES

1. Modificação na consistência

1.1. Dieta Geral: Sem modificação na consistência, normal em todos os nutrientes,permitidos todos os alimentos e preparações , permanência por tempo indeterminado. Para pacientes que não exijam modificações dietéticas , com mastigação e função gastro intestinal preservadas.

1.2. Dieta Branda: alimentos macios ou picados ou moídos.Exclui hortaliças e frutas cruas, frituras , especiarias condimentos fortes e comidas indutrializadas. Para paciaentes com problemas e ingestão e digestão.Em ´pos e pre operatório.

1.3. Dieta Pastosa: alimentos oferecidos em forma de purê, suflê papa ou mingau.Carnes batidas tritradas e desfiadas.Permitido leite e derivados. Usada em paacientes com dificuldade de mastigação , disfagia(dificuldade de engolir) e/ou alterações gastro intestinais , falta de dentição em pós e pre operatorio e doencas neurologicas.

1.4. Dieta Leve ou Líquida Pastosa : presença de líquidos e alimentos semi sólidos , abrandados pela cocção simples, para pacientes em situação de pre e pós operatório, com função do sistema digestório parcialmente reduzida

1.5. Dietas liquidas

1.5.1. Liquida completa : alimentos em consistencia liquida ou que se liquefazem na boca e de f´cil absorção . 5 ou 6 refeições por dia e normal em todos os nutrientes, para pacientes com dificuldade de mastigação ou deglutição, preparo de exames e afecções no sistema digestório

1.5.2. Liquida restrita:Para repouso intestinal e hidratação , preparação de exames pré e pós cirurgico e outras doencas. Isenta de fibra, e lactose , pode ser feita por no máximo 36 horas .

2. Modificação na Composição Química

2.1. Dieta laxativa : Rica em fibras totais (40g aproximadamente. Para pacientes com constipação intestinal.

2.2. Dieta hipossódica: restrita e sódio.Pra pacientes com insuficiência cardíaca , renal e hepática e Hipertenção

2.3. Dieta obstipante : Baixo teor de fibras (10g aproximadamente), indicada em casos de diarréia ou obstrução gastro intestinal.

2.4. Dieta hipocalêmica: Restrito alimentos que contenham potassio.Para pacientes com elevanção no nível desse mineral(potássio)

3. Dietas especiais

3.1. Dieta para Diabetes Mellitus: equilibrada em calorias e macronutrientes , consistencia de acordo com a nessecidade do paciente , indicada para controle glicêmico.

3.2. Dieta hipoproteica e hipossódica : Indicada para pacientes com quadro de insuficiência renal não dialítica.Dietas com 20 a 60g de proteínas dia , restrição de sal.

3.3. Dieta Hipercalórica e hiperprotéica: para pacientes desnutridos , alimentos de fácil digestão e pouco volume ,m pode ser acrescida de suplementação