Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Redação por Mind Map: Redação

1. Técnicas para desenvolver o texto

1.1. 1- Estruturação de um projeto de texto estratégico com: INTRODUÇÃO, DESENVOLVIMENTO e CONCLUSÃO. 2- Apresentar, além de informações, argumentos consistentes. 3- Apresentar recursos diversos como: dados, fatos, ideias, alusões, exemplos e/ou citações em defesa de uma tese (posicionamento do autor apresentado nos princípios de impessoalidade).

1.1.1. PARTES 1- Introdução: parágrafo no qual se apresenta a tese. Além disso, deve contar a exposição do tema e do direcionamento argumentativo. Não existe ordem certa, mas esses itens devem estar dispostos no parágrafo introdutório. 2- Desenvolvimento: parágrafo em que se apresentam e descrevem os argumentos persuasivos, utilizando diversos recursos estratégicos para dar maior consistência à defesa da tese por meio da argumentação, como: dados, fatos, exemplos, citação, raciocínio lógico, comprovação, causa e consequência, etc. 3- Conclusão: parágrafo final do texto, nele deve haver a retomada/reafirmação da tese e fazer uma síntese dos pontos mais importantes até aqui apresentados e discorridos. Pode, também, apresentar-se por meio de uma solução, desde que o tema seja uma problemática.

2. Tese

2.1. Na redação, a tese é a sua opinião, o seu ponto de vista sobre o tema proposto.

3. Dissertação argumentativa

3.1. Texto escrito em prosa acerca de determinado eixo temático, sobre o qual deve ser apresentada uma opinião (tese), de forma impessoal. Esse posicionamento deverá ser defendido por meio de argumentos objetivos/denotativos e consistentes, utilizando-se de diversas estratégias argumentativas em defesa de um ponto de vista!

3.2. PODE PERGUNTAS NA DISSERTAÇÃO ARGUMENTATIVA? SIM! Mas cuidado: 1- Todas as proposições interrogativas devem ser devidamente respondidas no corpo do texto, de forma clara e coesa. Não podem restar dúvidas quanto à resolução da problemática introduzida por tais perguntas. 2- Não devem ser apresentadas na conclusão, visto que não há espaço útil para desenvolver as respostas e o interlocutor não pode ficar sem essa resposta. Logo, se houver perguntas na conclusão, você precisa desenvolver o raciocínio e o parágrafo perderá suas características conclusivas (de síntese e de intervenção).

3.3. Coesão e coerência: Em geral, há um critério para avaliar esses aspectos na dissertação argumentativa. Enquanto a COESÃO se preocupa com a superfície textual (FORMA), a COERÊNCIA discute os significados expressos pelo texto (CONTEÚDO). Um texto coeso não é necessariamente coerente e vice-versa. No entanto, os dois aspectos tendem a estar ligados. A COESÃO é a apresentação de uma perfeita associação de ideias em uma redação bem estruturada e redigida. Essa associação de dá por meio da utilização de recursos linguísticos e gramaticais que chamamos de elementos coesivos ou operadores argumentativos.

4. Repertório sociocultural

4.1. São os conhecimentos, as referências e a visão de mundo obtido por meio de diversos campos do conhecimento e experiências de vida. Muitos deles são absorvidos naturalmente na vida cotidiana.

4.2. É realmente necessário? SIM! É preciso entender que, em contextos avaliativos, o corretor já espera o uso de referências externas para dar maior consistência e embasamento à argumentação. Logo, o repertório Sociocultural diversificado é imprescindível para a obtenção de uma maior nota. O repertório facilita na argumentação, pois o autor pode apoiar sua argumentação em fontes de autoridade.

4.3. O que pode ser considerado RSC (REPERTÓRIO SOCIOCULTURAL)? Tudo que você já teve contato e pode promover uma reflexão acerca de determinado tema pode ser moldado e utilizado como repertório para melhor embasar seus argumentos em favor da sua opinião. Entretanto, vale lembrar que experiências intimistas e pessoais não serão consideradas como RSC. 1- Repertório POP (séries, filmes, animes, músicas, HQ, desenhos, jogos); 2- Literatura (atual e clássica); 3- Citações; 4- Dados; 5- Alusões históricas; 6- Notícias; Então, podemos afirmar que é essencial e até obrigatório o uso de repertório sociocultural na elaboração de uma dissertação argumentativa em contextos avaliativos, como: provas, vestibulares, concursos, etc. 1- Legislação; etc

5. Conclusão

5.1. Parte que finaliza o texto, pode ser feita das seguintes formas: ▪ REFLEXIVA (comum no PAS) – Retomada da tese e das ideias primárias + síntese acerca do texto, reafirmando a ideia defendida. ▪ INTERVENTIVA (ENEM) – Elaboração de uma solução detalhada para o problema suscitado pelo tema e discorrido durante o texto, apresentando alguns elementos essenciais: Ação (o quê fazer), modo/meio (como fazer), agente (quem fará), finalidade/efeito (o porquê fazer ou a consequência do que foi feito); detalhamento (a explicação mais detalhadas de um dos elementos anteriores). ▪ MISTA – Há a presença tanto da reflexão quanto da solução, entretanto esta pode vir mais genérica.