Geologia do Brasil

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Geologia do Brasil por Mind Map: Geologia do Brasil

1. a América do Sul é composta por duas massas cristalinas

1.1. Escudo Brasileiro

1.1.1. esse tipo de estrutura geológica destaca-se pelo predomínio de jazidas de minerais metálicos, como ouro, ferro, manganês e estanho, como pode ser observado no mapa referente à estrutura geológica e ao recursos minerais do Brasil.

1.1.2. Essa antiga área do relevo brasileiro encontra-se dividida em duas partes principais, conhecidas como Escudo do Brasil-Central e Escudo Atlântico.

1.1.3. O Escudo Brasileiro abrange áreas da porção central, leste e sul do país.

1.2. Escudo das Guianas

1.2.1. O Escudo das Guianas é um dos escudos cristalinos que compõem a Placa Sul-Americana.

1.2.2. As maiores elevações da região dos altiplanos são conhecidas como mesetas ou tepuis, como são denominadas pelos indígenas da região.

1.2.2.1. Os tepuis fazem parte de um planalto sedimentar, no qual está assentado o Monte Roraima. Esse planalto surgiu antes da separação dos continentes da África e da América do Sul, resultado dos movimentos tectônicos ocorridos há cerca de 150 milhões de anos.

1.2.3. É uma formação geológica que data de 1,7 bilhão de anos (Proterozoico) e se localiza no nordeste da América do Sul.

2. Bacias Sedimentares

2.1. 64%

2.2. Podem ser de grandes ou menores extensões

3. A geologia dos terrenos brasileiros é muito antiga, com a presença dos escudos cristalinos e das bacias sedimentares, o que, junto de sua extensa área territorial e diversidade climática, origina formações geomorfológicas diversificadas.

4. A estrutura geológica do território brasileiro é dividida principalmente em 2 conjuntos

4.1. escudos cristalinos

4.1.1. É importante destacar que, nesse tipo de estrutura geológica, predominam as jazidas de minerais metálicos, como ferro, ouro, prata e manganês.

4.1.2. Em todos os escudos, as rochas têm idades entre 1 bilhão e 4 bilhões de anos.

4.1.3. Os escudos cristalinos correspondem aos primeiros núcleos de rochas que surgiram no início da formação da crosta terrestre, sendo compostos, principalmente, por rochas magmáticas plutônicas do Pré-Cambriano e rochas metamórficas originárias do Paleozoico.

4.1.4. escudos ou maciços antigos:

4.1.4.1. Escudo Canadense. Escudo das Guianas. Escudo Brasileiro. Escudo Fino-Escandinavo. Escudo de Angara. Escudo Guineano.

4.2. bacias sedimentares

4.2.1. As bacias sedimentares correspondem a depressões preenchidas com detritos ou sedimentos transportados das áreas mais elevadas pela ação das águas e dos ventos e, nas regiões frias, pela ação das geleiras.

4.2.2. bacias sedimentares no Brasil

4.2.2.1. As bacias sedimentares são formações geológicas que ocupam a maior área do território brasileiro, aproximadamente 5,5 milhões de ou seja, cerca de 64% do território. No Brasil, existem bacias sedimentares de extensões variáveis

4.2.2.1.1. Bacias de menor extensão: a Bacia do Pantanal Mato-Grossense, a Bacia do São Francisco (ou Sanfranciscana), a Bacia do Recôncavo Tucano (produtora de petróleo) e a Bacia Litorânea.

4.2.2.1.2. Bacias de grande extensão: a Bacia Amazônica, a Bacia do Parnaíba (conhecida também como Meio-Norte), a Bacia do Paraná (ou Paranaica) e a Bacia Central.

4.2.2.2. Parte das bacias sedimentares do Brasil possuem camadas dispostas predominantemente horizontais, o que evidencia a ausência de movimentos como tectonismo ou diastrofismo, permitindo concluir que são formações geológicas recentes.

4.2.2.3. bacias de compartimento, são ainda menores em comparação com as citadas anteriormente, pois correspondem às formações sedimentares alojadas em porções côncavas dos escudos cristalinos de pouca extensão e profundidade, chamadas de bacias intracratônicas.