Sindrome De Down

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Sindrome De Down por Mind Map: Sindrome De Down

1. Tratamento da Síndrome de Down: Como a síndrome de Down é o resultado de uma mutação genética, ela não tem cura, não existindo nenhum tratamento específico para ela.

2. O que é ? Doença genética do cromossomo 21 que causa atrasos de desenvolvimento e intelectuais. Síndrome de Down é um distúrbio genético causado quando uma divisão celular anormal resulta em material genético extra do cromossomo 21. A síndrome de Down provoca uma aparência facial distinta, deficiência mental, atrasos no desenvolvimento e pode ser associada a doença cardíaca ou da tireoide. Programas de intervenção precoce com uma equipe de terapeutas e educadores especiais, que podem tratar a situação específica de cada criança, são úteis no tratamento da síndrome de Down.

3. O diagnóstico: o diagnóstico da síndrome de Down pode ser feito durante a gravidez através de exames específicos como translucência nucal, cordocentese e amniocentese, que nem toda grávida precisa fazer, mas que normalmente é recomendado pelo obstetra quando a mãe tem mais de 35 anos ou quando a gestante possui síndrome de Down.

4. Caracteristicas Fenotipica da Sindrome de Down: Baixa estatura; Olhos puxados; Olhos amendoados; Sobrancelhas unidas; Face achatada; Orelhas pequenas e com implantação baixa; Excesso de pele no pescoço; Pescoço largo e grosso; Mãos gordas e pequenas; Dedos curtos; Prega única na palma das mãos; Cabelos finos e lisos; Boca pequena; Céu da boca mais encurvado; Língua projetada para fora da boca

5. Complicações Da Síndrome de Down: Cerca de 50% das crianças com síndrome de Down nascem com defeitos cardíacos. Os mais comuns são defeito do septo ventricular e defeito do septo atrioventricular. Cerca de 5% das crianças têm problemas gastrointestinais. A doença de Hirschsprung e a doença celíaca também são mais comuns nas crianças afetadas.

6. Papel do Fisioterapeuta No Controle Da Síndrome de Down: O papel do fisio- terapeuta como membro da equipe da estimulação precoce é particularmente importante no trabalho com crianças portadoras de deficiência mental, como no caso da síndrome de Down a fim de direcionar a facilitação das atividades motoras apropriada para cada criança, conforme a idade cronológica