Ensaio de Tração na Fase Plástica

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Ensaio de Tração na Fase Plástica por Mind Map: Ensaio de Tração na Fase Plástica

1. Teoria

1.1. Não existe fase elástica em materiais frágeis, apenas plástica

1.1.1. Consequentemente não há limite de escoamento

1.2. Equações:

1.2.1. σ = P*L/A*E

1.2.2. A lei de hooke não pode ser expressa por σ = E*ε na fase plástica

1.2.2.1. ΔA=(Ai−Af)×100/Ai

1.2.2.2. ΔL =(Li−Lf)×100/Li

1.2.3. Contudo, tg(α)=σε=E

1.3. Conceitos:

1.3.1. Módulo de Resiliência

1.3.1.1. É a energia máxima absorvida pelo volume na fase elástica. (tem uma fórmula feinha)

1.3.2. Limite de segurança

1.3.3. Princípio de Saint Venant

1.3.3.1. A tensão e deformação se propagam pelo material buscando um nivelamento em regiões afastadas. Entretanto, na região de contato da carga é preciso tomar cuidado com a distribuição da tensão

2. Ferramentas de Análise Numérica

2.1. Ansys é um dos programas mais completos para análise, levando em conta até tensões residuais.

2.1.1. Bibliotecas integradas com dados de materiais. Muitos parâmetros diferentes para analisar, possível escolher a força, momento, flexão, pressão hidrostática...

2.2. O Solid Works também tem uma funcionalidade similar,mas limitada

2.3. Software educacional com licensa pra estudantes: MDSolids

3. Procedimento Experimental

3.1. É utilizado um corpo de prova dentro das normas estabelecidas pela ABNT

3.2. Por norma: Metal dúctil, de 10 cm de comprimento. Diametro inicial de 1 cm

3.2.1. Deve-se encontrar a escala de carga e a escala de alongamento, com base nas proporcões.

3.3. Usa-se um papel milimetrado e regra de 3 para observar as cargas e a deformação, numa escala de carga.

3.3.1. Algumas máquinas de teste mais avançadas possuem interface gráfica inclusa

3.4. Esse ensaio destrutivo é destrutivo

3.4.1. Na industria usa-se formas alternativas, como por exemplo o ensaio de imdentação.

3.5. Usar um extensômetro diretamente pra leitura pode danificar o aparelho

3.5.1. Deve-se considera a área transversal final e inicial nos cálculos.

4. Análise dos Resultados

4.1. Limite de resistência: É a tensão máxima aplicada, divide a fase plástica simetricamente entre encruamento uniforme (onde ocorre endurecimento) e encruamento não unforme (onde ocorre estricção)

4.2. Limite de ruptura ou de proporcionalidade: é a tensão limite aonde ocorre a ruptura do material

4.2.1. Ruptura Real x Ruptura de Engenharia

4.3. Constrói-se uma tabela com o valor encontrado pro módulo de elasticidade, os valores da carga no escoamento, na carga máxima e na ruptura. Além do alongamento e da estriccção medidas.