Origem da arquitetura (Luana Vieira - 1A)

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Origem da arquitetura (Luana Vieira - 1A) por Mind Map: Origem da arquitetura (Luana Vieira - 1A)

1. Pré-história: época da história que antecede o surgimento da linguagem escrita.

2. Paleolítico: período em que foram registradas as primeiras, e assim, mais simples, expressões artísticas nas paredes das cavernas. Desenhavam primeiramente mãos e depois animais. As representações eram básicas, retratando a natureza através apenas da visão.

3. Neolítico: construção de armas, instrumentos com pedras polidas e a substituição do modo de vida nômade, nesse período foram levantadas as primeiras moradias. O homem do neolítico começou a tecer tecidos, fabricar cerâmica e deu origem ao fogo!

4. Menir x cabanas e cavernas Menir: arquitetura primitiva, sem objetivo de abrigar, mas de comunicar. Basicamente é uma única pedra maciça cravada verticalmente no solo, que deu origem, por exemplo, aos arranha-céus de atualmente. Cavernas e cabanas: representam as primeiras tentativas de se proteger, criando lugares com intenção de segurança e posse. As cavernas eram cavidades naturais em rochas, e as cabanas, inauguram estruturas de sustentação da arquitetura.

5. Entre 12 mil e 10 mil anos atrás, caçadores e coletores passaram de nômades para sedentários e se estabeleceram em algumas regiões. Cultivando trigo, cevada e centeio e criavam alguns animais. Dessa forma, os primeiros grandes povoamentos foram estabelecidos. Nestes locais, os pesquisadores escavaram mais de 700 esqueletos humanos, dando conclusões interessantes sobre a convivência em assentamentos pré-históricos. Como resultado da convivência nesses assentamentos, as pessoas eram confrontadas com desafios que tratavam de questões como: o que comer? Quem deve produzir os alimentos e como eles devem ser distribuídos? O trabalho deve ser dividido de acordo com quais normas sociais? Como prevenir doenças infecciosas apesar da falta de saneamento? Como funciona a convivência social, mesmo com animosidades?

6. Os monumentos megalíticos: são conjuntos de construções milenares feitas com grandes e pesados blocos de pedras.

7. Civilização Hidráulica: termo que faz referência às civilizações que viveram na Mesopotâmia e no Antigo Egito.

8. Neossumérios: Caracterizou-se pela formação de alianças entre as primeiras cidades-estado sumérias. Tal etapa foi marcada pela construção de templos acompanhada da criação de colinas escalonadas, os zigurates, que tinham função de levar os templos aos deuses e após a destituição da civilização, pouco restou delas.

9. Persas: O Império Persa se expandiu por toda a Mesopotâmia, Ásia Menor e Egito. Consequentemente, se inspirando nas culturas que conquistaram, tendo como destaque arquitetônico a ruína de Persépolis que tem evidentes traços egípcios, mesopotâmicos e hititas. Com as conquistas de Alexandre, o Grande, foi estendido o território persa à Índia, cultura que serviu de modelo para a arquitetura de pedra primitiva.

10. Mesopotâmia: é a região localizada entre os rios Tigres e Eufrates. Abrigou diversos povos da antiguidade que eram atraídos pela fertilidade do solo, garantida pelos rios cheios.

11. Sumérios: Foram os primeiros povos a se estabelecer na mesopotâmia por volta de 5000 a.C. Eles fundaram as primeiras cidades da região, que possuiam total autonomia, das quais se destacam: Ur, Uruk e Eridu.

12. Babilônios, Hititas e Assírios: formaram cidades fortificadas e cercadas por grandes muralhas, que representavam suas guerras e o poder de seus reinos. Foram importantes pioneiros do planejamento urbano e também da comunicação por meio da arquitetura.

13. Egípcios: Sua arquitetura além de diversificada e notória, é didática em seus projetos mesmo hoje em dia. Extremamente famosa pelas pirâmides, estas estão diretamente associadas à conexão entre o faraó e o deus-sol. Destaca-se também a construção de monumentos funerários e túmulos onde faziam a transição do mundo dos vivos para o mundo dos mortos.

14. ARCADIANOS: O império arcadiano foi dominado por volta de 2150 a.C por um grupo de tribos, os Guits. Quando a influência militar dos guits amenizou, alianças políticas parecidas às existentes entre as primeiras cidades estados sumerias foram renascendo. Foi neste período que ocorreu o desenvolvimento das formas dos templos urbanos, construídos com tijolos secos ao sol e solidarizados com betume, feixes de junco ou corda. Estes templos recebiam o nome de Zigurate. O acesso ao templo se dava por meio de uma escadaria, todos os elementos eram distribuídos de forma simétrica e alinhados na direção do mesmo ponto, os axiais.