Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Capitalismo por Mind Map: Capitalismo

1. O que é Capitalismo?

1.1. O capitalismo é um sistema econômico e social baseado na propriedade privada e na acumulação de capital.

2. Como Surgiu?

2.1. Surgiu no século XV, na passagem da Idade Média para a Idade Moderna, a partir da decadência do sistema feudal e do nascimento de uma nova classe social, a burguesia.

3. Quem são os teóricos do capitalismo?

3.1. Os principais teóricos do capitalismo financeiro são John M. Keynes e Joan Robinson. John M. Keynes (1883 - 1946) foi um importante economista inglês, responsável por influenciar as políticas de recuperação da crise de 1929

4. Características

4.1. São características clássicas do capitalismo: Propriedade privada: consiste no sistema produtivo vinculado à propriedade individual. Lucro: é o principal objetivo capitalista, proveniente do resultado da acumulação de capital. ... Divisão de classes: esse é um dos pontos mais polêmicos do capitalismo.

5. Fases

5.1. As fases do capitalismo foram divididas em três: capitalismo comercial, industrial e financeiro. Em cada um desses momentos, o sistema capitalista se reinventou para atender as necessidades financeiras da sociedade.

5.2. Desde o início, o capitalismo sempre teve um objetivo: garantia de lucratividade. Fosse com o mercantilismo, no século XVI, com as indústrias ou com os monopólios e oligopólios que vemos hoje. Em cada uma das fases do capitalismo, todos os aspectos que compõem uma sociedade, cultura, política, educação e, principalmente, a economia, sofreram com sua interferência.

6. Liberalismo

6.1. No século XVIII, com as mudanças produzidas nos sistemas políticos e econômicos, surgem vários teóricos que pretendem explicar o funcionamento da economia e por conseguinte, do capitalismo. Um dos mais importantes, sem dúvida, foi Adam Smith. O escocês teorizou sobre o papel do Estado na economia a qual deveria ser sua função dentro do sistema econômico.

6.2. Desta maneira, surgem duas correntes: Liberalismo: defende que a interferência do Estado deve ser mínima, encarregando-se apenas de regular a economia, cobrar impostos e cuidar do bem-estar dos cidadãos. Anti-liberalismo ou intervencionista: entende que a economia deve ser planejada a partir do Estado, que fixaria preços, estabeleceria monopólios e regulações.