Sinais Vitais

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Sinais Vitais por Mind Map: Sinais Vitais

1. Frequência Cardíaca

1.1. A frequência cardíaca refere-se à quantidade de batidas do coração por minuto, podendo variar a oscilação de acordo com a idade, quando a pessoa faz algum esforço físico ou na presença de doença cardíaca

1.2. Idade Frequência em vigília Frequência em sono Recém-Nascidos 85 a 205 80 a 160 a 3 meses 3 meses a 2 anos 100 a 190 75 a 160 2 anos a 10 anos 60 a 140 60 a 90 >10 anos 60 a 100 50 a 90

2. Frequência Respiratória

2.1. É o número de ciclos respiratórios (inspiração e expiração) que o organismo realiza involuntariamente por minuto. Em condições de repouso, o sistema nervoso produz, aproximadamente a cada 5 segundos, impulsos nervosos que estimulam a ventilação pulmonar com uma frequência de 12 a 15 vezes por minuto. É a troca gasosa entre a atmosfera e as células do organismo

2.2. Valores Normais Idade Ciclos por minuto Neonatal 30-40 1 ano 20-40 2 anos 25-32 4 anos 23-30 6 anos 21-26 8 anos 20-26 10 anos 20-26 12 anos 18-22 14 anos 18-22 16 anos 16-20 18 anos 12-20 Adultos 10-20

3. Pressão Arterial

3.1. A pressão arterial, também conhecida como tensão arterial, é a força que o sangue exerce na parede das artérias. O coração bombeia o sangue para a circulação periférica e a pressão arterial é imprescindível para manter o seu movimento e, assim, distribuir o oxigénio e nutrientes por todo o organismo.

3.2. Valores Normais: Sistólica mm Hg(máxima): Menor que 120 Diastólica mmHg(mínima): Menor que 80

4. Temperatura Corporal

4.1. A temperatura corporal, conhecida como normotermia ou eutermia, é o equilíbrio entre a produção e a perda de calor do organismo, mediado pelo centro termo-regulador.

4.2. Valores Normais: 41º ou mais Hipertermia 39.6º__41º Febre Alta 37.6º__39.5º Febre 36º__37.5º Normal 35º ou menos Hipotermia

5. Dor

5.1. É uma experiência psíquica, sensorial ou emocional desagradável, associada ou não com lesão tecidual real ou potencial

6. Sofrimento

6.1. A dor que sentimos, aquela experiência física desagradável que nos coloca em alerta não necessariamente vem acompanhada de sensações de infelicidade, angústia ou aflição. Esses sentimentos que reunidos chamamos de sofrimento. É uma representação psíquica da dor, ele tem significado por si só. É o sofrimento que amedronta e paralisa, não necessariamente a dor.