Revoltas Regenciais.

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Revoltas Regenciais. por Mind Map: Revoltas Regenciais.

1. Movimentos que contestavam o governo central, com interesses e ideias diversas. Defensores da escravidão (ou não), monarquistas, elite, republicanos... eram alguns dos exemplos. Marcado pelos conflitos sociais em diferentes lugares do Brasil.

2. Guerra dos Cabanos

2.1. • Aconteceu em Pernambuco, de 1832 à 1835. Conduzido por classes menores (índios,escravos, trabalhadores do campo etc), foi um movimento social rural contra regentes identificados como liberais europeus. Usavam táticas da guerrilha, mas foram derrotados.

3. Cabanagem

3.1. • Pará, 1835 à 1840. Pretos, mestiços e índios se revoltavam com a disputa entre os membros da elite local contra a nomeação do presidente da província. Liderado por Eduardo Angelim. Muitos foram mortos, mas a revolta foi vencida militarmente. Sem ligação com a Guerra dos Cabanos.

4. Balaiada

4.1. • Em 1833 até 1841, no Maranhão e Piauí, houve um movimento liderado por Cosme, Raimundo Gomes e Francisco dos Anjos Ferreira que teve origem por causa das disputas entre grupos da elite local. Defendiam a constituição, D. Pedro II e o catolicismo. Foram derrotados.

5. Farroupilha

5.1. • Ocorreu no Rio Grande do Sul e se estendeu até Santa Catarina de 1835 à 1845. Liderado pelos estancieiros, tinham queixas contra os impostos, a Guarda Nacional e a taxação de gado. Depois de muitas negociações, o movimento não foi derrotado e foram estabelecidos acordos de paz.

6. Revolta dos Malês

6.1. • Em 1835, no Salvador, um movimento organizado, liderado por muçulmanos e escravizados era derrotado, pois tinha inúmeros inimigos que temiam contra a insurreição africana.