✨Cérebro, emoções e comportamento✨

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
✨Cérebro, emoções e comportamento✨ por Mind Map: ✨Cérebro, emoções e comportamento✨

1. Meditação

1.1. • O que é?

1.1.1. A meditação pode ser definida como uma prática na qual o indivíduo utiliza técnicas para focar sua mente num objeto, pensamento ou atividade em particular, visando alcançar um estado de clareza mental e emocional.

1.2. • Pra que serve?

1.2.1. é uma técnica que permite conduzir a mente para um estado de calma e relaxamento através de métodos que envolvem postura e focalização da atenção para atingir tranquilidade e paz interior, trazendo diversos benefícios como redução do estresse, ansiedade, insônia, além de auxílio para a melhorar o foco e a produtividade no trabalho ou estudos.

1.3. • Tipos de meditação

1.3.1. - Meditação Transcendental Nela, você ensina a sua mente a mergulhar no campo transcendental. "Você não tem o futuro, nem o passado, nem o agora. É a experiência da consciência conhecendo a si mesma"

1.3.2. -

1.3.3. -

1.3.4. - Meditação Vipassana Ela vem do Budismo indiano e também é pautada no autoconhecimento, na auto-observação e na busca profunda da interconexão entre mente e corpo.

1.3.5. - Mindfulness O termo significa atenção plena. Nesse tipo de meditação, você fica atento ao que está fazendo naquele momento.

1.3.6. - Raja Yoga A Raja Yoga é uma técnica de meditação pautada no autoconhecimento. O principal objetivo é a compreensão de quem você é e qual é o seu estado original.

1.3.7. - Meditação Zazen a meditação Zazen deve acontecer com os olhos entreabertos e com o corpo sentado de forma correta. Uma das intenções dessa meditação é ter consciência de suas percepções. "Nós tentamos perceber a respiração, não controlar"

1.4. • História

1.4.1. Toda a origem das práticas de meditação remonta milenarmente à antiga filosofia hindu dos Vedas, Upanishads, Bhagavad Gita e o Yoga Sutra, de Patãnjali, que influenciaram os primórdios do budismo na Índia, em 500 a.C., com o advento dos ensinamentos de Buda, que passa a descrer 127 maneiras ou tipos de meditação.

2. -

3. Yoga

3.1. -

3.2. -

3.3. -

3.4. • O que é?

3.4.1. O ioga ou yoga é um conceito que se refere às tradicionais disciplinas físicas originárias da Índia. A palavra está associada com as práticas meditativas e costuma ser associada tipicamente com o hata-ioga e seus āsanas ou como uma forma de exercício.

3.5. • Pra que serve?

3.5.1. é uma prática que tem como objetivo trabalhar o corpo e a mente de forma interligada, com exercícios que auxiliam para o controle do estresse, ansiedade, dores no corpo e na coluna, além de melhorar o equilíbrio e promover a sensação de bem estar e a disposição, podendo ser praticada por homens, mulheres, crianças e idosos.

3.6. Tipos de Yoga

3.6.1. - Hatha Yoga Considerado como yoga clássico, o Hatha Yoga se tornou um dos tipos mais populares do ocidente porque a prática é focada no condicionamento físico, no fortalecimento do corpo e no aumento da flexibilidade. Durante as aulas, não são realizadas tantas posturas e elas não são tão intensas. É indicado para aquelas pessoas que pretendem começar a se aventurar no yoga e a conhecer melhor a prática e seus benefícios.

3.6.2. -

3.6.3. - Ashtanga Yoga O Ashtanga é uma ramificação que foi desenvolvida a partir do Hatha. As práticas de Ashtanga envolvem seis séries de posturas fixas que vão sendo desenvolvidas pelo praticante ao longo do tempo e de acordo com a capacidade do corpo de executar cada uma das posições.

3.6.4. - Kundalini Yoga O Kundalini é um tipo de yoga mais voltado para o trabalho espiritual e para a conexão entre corpo, mente e espírito através da realização de atividades físicas. É um estilo mais contemplativo, reflexivo e individual de yoga. A respiração é um elemento fundamental na prática de Kundalini Yoga porque acredita-se que, unindo as posturas e os exercícios de respiração, é possível equilibrar os chacras que vão desde a base da coluna até o topo da cabeça. A liberação de energia proveniente dos chacras é responsável pelo aumento da consciência, do bem-estar e da plenitude.

3.6.5. - Vinyasa Yoga Também derivado do Hatha, é um dos chamados estilos contemporâneos. O Vinyasa Yoga é um dos tipos de yoga mais graciosos de todos. Isso porque a sua prática se baseia na execução de posturas em flow, ou seja, seguindo uma sequência de movimentos que se juntam quase como em uma coreografia, estabelecendo um fluxo contínuo de posições. A execução das posturas é sincronizada com a respiração. O que garante mais consciência corporal, redução do estresse, alinhamento adequado e maior equilíbrio entre corpo e mente.

3.6.6. - Raja Yoga Como o Kundalini, o Raja também é um tipo de yoga voltado para o lado espiritual do praticante. Não à toa, também é chamado de Yoga Real, porque volta-se para o interior, para o desenvolvimento pessoal da pessoa e não para o esforço físico. As aulas de Raja não são focadas em posturas intensas ou sequências de asanas muito desafiadores. Elas são voltadas para a parte emocional do praticante, especialmente aquele que já tem o hábito de meditar.

3.6.7. -

3.6.8. - Iyengar Yoga O Iyengar é focado na permanência durante a execução das posturas e no alinhamento de cada um dos movimentos. Esse foco faz com que as aulas tenham um ritmo mais lento e mais pessoal. Já que o praticante passa a se concentrar mais em si mesmo e na sua prática. Além disso, acredita-se que o alinhamento é responsável por despertar sensações e emoções no praticante, o que ajuda a purificar o corpo e aumentar a consciência individual.

3.7. • História

3.7.1. Há muito tempo atrás, precisamente há mais de cinco mil anos, na Índia, nasceu o Yôga. Seu criador, Shiva ou Natarája, Rei dos Bailarinos, a gerou de forma instintiva, executando alguns movimentos complexos, porém de intensa beleza. Assim surgiu, ainda sem nome, esta ancestral filosofia de vida.