Farmacocinética

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Farmacocinética por Mind Map: Farmacocinética

1. É a via de administração pela qual o medicamento é aplicado diretamente no canal vaginal. A ação do medicamento é local, e são administrados cremes, óvulos, géis, tampões, supositórios e pomadas. Ex: Comprimidos vaginais, cremes, pomadas, óvulos.

2. Absorção

2.1. tranferência de um fármaco do seu local de administrção para corrente sanguínea

2.1.1. Via Oral

2.1.2. Via Sublingual

2.1.2.1. Absorção veias abaixo da língua – direto para a circulação. Ex: Comprimidos sublinguais.

2.1.3. Via retal ou per rectum, ou ainda PR é uma via de administração onde o fármaco é aplicado na região retal. Sua indicação é impopular e desconfortável. O fármaco é formulado em um supositório ou enema retal, aplicados acima do esfíncter anal interno e do anel anorretal.Ex: Supositórios e enemas

2.1.4. Via Retal

2.1.5. Via Parental

2.1.5.1. A via parenteral é aquela realizada fora do trato gastrointestinal e é representada pelas vias endovenosa, intramuscular, subcutânea e intradérmica. Para todas elas, existem agulhas específicas conforme a profundidade que se deseja alcançar, além da compatibilidade das substâncias nos tecidos biológicos. Ex: Soluções e suspensões injetáveis.

2.1.6. Via Tópica

2.1.6.1. A administração pela via tópica ou cutânea consiste na aplicação de medicamento sobre a superfície cutânea ou mucosa, sendo absorvida pela camada epidérmica para dentro da derme. Ex: Soluções tópicas, pomadas, cremes, loção, gel, adesivos.

2.1.7. Via Nasal

2.1.7.1. A administração de medicamentos pela via nasal consiste em preparar e instilar um medicamento líquido na mucosa ou orifício nasal, com a finalidade de facilitar a drenagem de secreções nasais, aliviar a congestão nasal, promover vasoconstrição, umedecer a mucosa nasal, prevenir e tratar infecção locais. Ex:Spray e gotas nasais.

2.1.8. Via oftalmica

2.1.8.1. Os medicamentos de uso oftálmico podem ser usados para fins diagnósticos ou terapêuticos e se apresentam sob a forma de pomada ou colírio. Alguns tipos de medicamentos estão inseridos dentro de um disco, que deverá ser introduzido no olho para absorção do medicamento. Ex: Colírios e pomadas oftálmicas.

2.1.9. Via auricular

2.1.9.1. Via auricular é uma via de administração caracterizada pela aplicação dentro do ouvido, na região condutiva. Ex: Gotas auriculares ou otológicas e pomadas auriculares.

2.1.10. Via pulmonar

2.1.11. Via vaginal

2.1.11.1. A via pulmonar pode ser usada quer para alcançar um efeito local no tratamento de doenças respiratórias, como a asma, a doença pulmonar obstrutiva crónica e a fibrose cística, quer um efeito sistémico para o tratamento de outras patologias não respiratórias, como a diabetes, a osteoporose e diversas neoplasias. Ex: Aerossol (bombinha).

3. Distribuição

4. Excreção

5. eliminação remação do fármaco

6. fezes

7. secreção tubular

8. saliva

9. pulmão

10. o fármaco é distribuído a todos os tecidos corporais, em geral, a distribuição é desigual em virtude de diferenças na perfusão sanguínea, ligação a tecidos.

11. Biotransformação

12. transformação metabólica ou bioconversão é o processo em que as substâncias como fármacos, nutrientes, desetos e toxinas, dentro de um organismo, passam por reações químicas, geralmente mediadas por enzimas, que convertem em um composto diferente do originalmente administrado.

13. Formas farmacêuticas

14. comprimidos, capsulas, pilulas, soluções, suspensão, emulsão, óvulos, drágeas, pomadas, supositórios, linimento

15. Eliminação remac