Ascaris lumbricoides

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Ascaris lumbricoides por Mind Map: Ascaris lumbricoides

1. Doenças causadas

1.1. Ascaridíase

1.2. Infecção por áscaris

2. Sintomas

2.1. Habitualmente, não causa sintomatologia

2.2. mas pode manifestar-se por dor abdominal, diarréia, náuseas e anorexia.

3. Complicações

3.1. Obstrução Intestinal

3.2. Volvo

3.3. Perfuração Intestinal

3.4. Colecistite

3.5. Colelitíase

3.6. Pancreatite aguda

3.7. Abcesso hepático

4. Ciclo Biológico

4.1. 1. Vermes Ascaris adultos vivem na luz do intestino delgado. 2. Uma fêmea pode produzir cerca de 200.000 ovos por dia; os ovos são excretados nas fezes. Os ovos não fertilizados podem ser ingeridos, mas não são infecciosos. 3. No meio ambiente, os ovos fertilizados, dependendo das condições, se tornam embrionários e infecciosos entre 18 dias e algumas semanas; as condições ideais são solo úmido, quente e sombreado. 4. Ovos infecciosos são deglutidos. 5. No intestino delgado, os ovos eclodem em larvas. 6. As larvas penetram a parede do intestino delgado e migram via circulação porta até o fígado, a seguir via circulação sistêmica até os pulmões, onde amadurecem ainda mais (em 10 a 14 dias). 7. As larvas penetram as paredes alveolares, ascendem a árvore brônquica até a garganta e são deglutidas. A seguir retornam ao intestino delgado, onde se transformam em vermes adultos.

5. Tratamentos disponíveis

5.1. Um medicamento usado para tratar infecções por vermes (medicamento anti-helmíntico).

5.2. Para tratar uma pessoa com ascaridíase, o médico geralmente prescreve albendazol ou mebendazol. A ivermectina é uma alternativa.

6. Profilaxia

6.1. Evitar as possíveis fontes de infecção, ingerir vegetais cozidos e não crus, higiene pessoal, saneamento básico adequado. Tratamento em massa das populações tem sido preconizado por alguns autores.

7. Diagnóstico laboratorial

7.1. Diagnóstico - O quadro clínico apenas não a distingue de outras verminoses, havendo, portanto, necessidade de confirmação do achado de ovos nos exames parasitológicos de fezes.

8. Morfologia das formas parasitárias