Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
DICLOFENACO por Mind Map: DICLOFENACO

1. O DICLOFENACO SÓDICO É UM MEDICAMENTO DERIVADO DO ÁCIDO FENILACÉTICO , QUE SIMILARMENTE AOS OUTROS FÁRMACOS AINE , AGEM PRINCIPALMENTE INIBINDO A VIA CICLO OXIGENAS, PRODUTORA DAS PROSTAGLANDINAS, A QUAL PARTICIPA DE AÇÕES FISIOLÓGICAS.

1.1. CONSEQUENTEMENTE , A INIBIÇÃO DAS FROSTAGLANDINAS PODE CAUSAR UM QUADRO DE ÚLCERA GÁSTRICA.

1.1.1. HÁ NO MÍNIMO, DOIS TIPOS DE CIDOXIGENOSES QUE DIVIRGEN EM SUAS FUNCIONALIDADES FISILÓGICAS : A CICLOXIGENASE - 1 (COX-1) CONHECIDA TAMBÉM POR FISIOLÓGICA OU CONSTITUINTE E A CICLOXIGENA- SE 2 (COX-2), CONHECIDA TAMBÉM COMO COX PATOLOGICA.

2. OS EFEITOS COLATERAIS MAIS COMUNS SÃO: CANSAÇO, COCEIRA, TONTURA, FLATULENCIA , DOR DE CABEÇA, ZUMBIDO NO OUVIDO, DIARREIA OU CONSTIPAÇÃO, SONOLENCIA.

3. É CONTRA INDICADO NOS CASOS DE ULCÉRA DE ESTOMAGO E DE INTESTINO OU DE ALERGIA AO DICLOFENACO OU OUTROS ANTI-INFLAMATÓRIOS SIMILARES OU A OUTROS COMPONENTES DE FÓRMULA.

3.1. NÃO É INDICADO PARA PACIENTES QUE TEM GASTRITE, CRISE DE ASMA, URTICÁRIA E RENITE AGUDA.

4. A POSOLOGIA DEVE SER INDIVIDUALIZADA , NÃO SÓ PARA O DICLOFENACO, COMO PARA TODOS OS ANTI- INFLAMATÓRIO NÃO ESTEROIDAIS, PARA MINIMIZAR RISCO DE EVENTOS ADVERSOS.

5. ANTI-INFLAMATÓRIO NÃO ESTEROIDE( AINE) COM AÇÃO SOBRETUDO ANALGÉSICA E ANTI-INFLAMATÓRIO COM POUCA AÇÃO ANTIPIRÉTICA.

5.1. APRESENTA- SE NAS FORMAS QUÍMICAS DE SAL SÓDIO, SAL POTÁSSICO, DE COMPLEXO COM CELESTINAMINA (UMA RESINAL DE TROCA IONICA).

6. NOMES COMERCIAIS: COMBIA, CATAFLAM, DICLAC, DICLO P, VOLTAREN, LORVOLEX, LIPSOR ENTRE OUTOS.

7. NA DÉCADA DE 60, O DICLOFENO SÓDICO FOI FABRICADO OBJETIVANDO A OBTINÇÃO DE UM ANTI- INFLAMATÓRIO NÃO ESTEROIDE QUE PROPORCIONASSE UMA EFICIENTE ATIVIDADE E ALTA TOLERANCIA.

7.1. FOI PRIMEIRO INTRODUZIDO NO MERCADO JAPONES, EM 1974 PELA GEIGH PHARNACEUTICAIS, SOB O NAME VOLTAREN.

7.1.1. NO ANO DE 1986, APROXIMADAMENTE 150 MILHÕES DE PACIENTES EM TODO MUNDO JÁ UTILIZAVAM ESTA TERAPIA.

7.1.1.1. APESAR DE SUA LARGA UTILIZAÇÃO, SÓ FOI APROVADO EM JULHODE 1988 PELO ORGÃO REGULADOR AMERICANO FOOD AND DRUG ADMINISTRATION - FDA.

7.1.1.1.1. ESTE MEDICAMENTO ESTÁ INDICADO PARA O TRATAMENTO DE: ARTRITE REUMATOIDE, ESPONDILITEANQUILOSANTE, OSTECARTOSE, SÍNDROMES DOLOROSAS DA COLUNA VERTEBRAL, REUMATISMO NÃO- ARTICULAR, DORES PÓS TRAUMATICAS E PÓS OPERATÓRIAS, INFLAMÇÃO ELDEMAS.

8. SUA AÇÃO PRINCIPAL CONSISTE EM INIBIR A SÍNTESE DE PROSTAGLANDINAS, FATO IMPORTANTE NO FENOMENO DA INFLAMAÇÃO.

9. DESCONHECEM-SE RELAÇÕES ENTRE O CONSUMO DE ALIMENTOS, UMA REAÇÃO ADVERSA MENOS COMUM É A ALTERAÇÃO DOS NÍVEIS DE TRANSAMINASE, RELACIONADOS Á SAÚDE HEPÁTICA.

10. DICLOFENANCO SÓDICO E DICLOFENACOPOTÁSSICO NÃO DIVIRGEM SIGNIFICATIVAMENTE NA FORMA FARMACODINAMICA E FARMACOCINÉTICA.

10.1. NO BRASIL, EXISTEM CERCA DE CIQUENTA E TRES ESPECIALIDADES FARMACEUTICAS QUE CONTÉM DICOFLENACO SÓDICO NA FORMA FARMACEUTICA SÓLIDA GASTRO- RESISTENTE.

10.1.1. LARGAMENTE SOLÚVEL EM METANOL, SOLÚVEL EM ETANOL, PRATICAMENTE INSOLÚVEL EM CLOROFÓRMIO E ÁCIDO DELUÍDO, POUCO SOLÚVEL EM ÁGUA.

11. O DICLOFENACO POSSUI EXELENTE FARMACOCIMÉTICA ,OU SEJA, INDEPENDENTE DA APRESENTAÇÃO, ELE É BEM ABSORVIDO E DISTRIBUÍDO PELOS TECIDOS , ATÉ QUE CHEGA A SEU ALVO EFETUA SUA AÇÃO, SE TRANSFORMA EM UM PRODUTO EXCRETÁVEL.